18 de setembro de 2019

SANTARÉM/PA - SEM ALIADOS, PREFEITO TENTA EMPRÉSTIMO PARA INFRAESTRUTURA E FAZ APELA A VEREADORES

Prefeito Nélio Aguiar faz apelo a vereadores para que agilizem votação do empréstimo de R$ 123 milhões e anuncia recursos vindo do Governo Federal para pavimentação

Nélio Aguiar - Prefeito santareno
O Prefeito de Santarém Nélio Aguiar criticou a tentativa de alguns vereadores em barrar a votação do pedido de autorização para o município fazer o empréstimo junto à Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 123 milhões para a execução de projetos de infraestrutura. A declaração foi feita em um vídeo que tem circulado pelas redes sociais, no qual ele fez um apelo para que os parlamentares promovam a votação o quanto antes. 

“Tem muito vereador pedindo vista e isso só vai protelando e obstruindo a votação. Queria fazer o apelo para que fosse para a pauta e fosse votado. Quem for contra, vota contra e quem for a favor, que vote a favor. O que não pode é ficar obstruindo porque o tempo vai passando e vai prejudicar a aplicação desses recursos e a execução do projeto já que o verão vai terminar em dezembro e janeiro. Temos condições de ainda nesse verão aplicar esse recurso e levar asfalto, principalmente para os bairros periféricos”, disse Nélio. 

Na última semana, dois vereadores pediram vista sobre o projeto: Jackson do Folclore (PSL) e Rogélio Cebulisk. Porém, de acordo com o bancada do governo ele entrará na pauta de votação nesta quarta-feira, 18 de setembro. A proposta é investir R$ 25 milhões em iluminação pública e R$ 98 milhões em infraestrutura, dos quais R$ 5 milhões devem ser remanejados para a conclusão de obras paradas na habitação evitando que o município seja penalizado com a inclusão no CAUC.

O prefeito santareno confirmou também a vinda de recurso do Governo Federal para pavimentação nos bairro Livramento, Mapiri e Liberdade. A verba, vinda por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, contemplará trechos da avenida Gonçalves Dias e trechos da rua Campos Sales, respectivamente. Os projetos foram aprovados e o município está autorizado a fazer o processo licitatório, que vai definir a empresa responsável pelas obras.

Weldon Luciano (OestadoNet)

Reações:

0 comentários: