16 de agosto de 2019

UNICK - O SONHO ESTÁ VIRANDO PESADELO

Moedas
Unick alega em sua defesa que não oferece investimentos, e portanto estaria fora da alçada da CVM (Thiago Salomão/Thinkstock)
Unick Forex limita resgates ao valor investido e parcela saques
Empresa foi alvo de três avisos ao mercado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre oferta irregular de investimentos

Por Angelo Pavini, da Arena do Pavini (Revista Exame)

A Unick Forex, empresa que oferece investimentos em produtos com rentabilidade muito acima do mercado, informou que vai limitar os pagamentos das aplicações ao valor investido e permitirá resgates mensais apenas. Quem já resgatou o principal não terá mais direito a saques e os que não resgataram terão de esperar o crédito a cada mês dos chamados bônus de publicidade, que na prática remuneram as compras de pacotes vendidos.

A empresa, que vinha apresentando problemas para efetuar os pagamentos dos saques há dois meses e virou alvo de milhares de reclamações no site Reclame Aqui, tirou o site do ar no começo de agosto alegando a necessidade de atualizar seus sistemas, e prometeu retomar os negócios no dia 14. Porém, o site voltou a funcionar somente dia 16, e com novas regras de saque. A empresa disse também que “começou uma auditoria interna em 2 de agosto” que justificou as mudanças.

A Unick foi alvo de três avisos ao mercado da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) sobre oferta irregular de investimentos. A CVM abriu também um processo administrativo sancionador contra a empresa para apurar irregularidades, que está em andamento. 

A Unick alega em sua defesa que não oferece investimentos, e portanto estaria fora da alçada da CVM.

A empresa afirma vender “conteúdo sobre o mercado financeiro” e que os recursos angariados são aplicados no mercado financeiro em nome da Unick, sua proprietária. Os retornos obtidos sobre os investimentos feitos são, em parte, usados para remunerar os “parceiros” da empresa, em uma estrutura de marketing multinível, alega. Recentemente, a Unick anunciou a criação de uma plataforma educacional, a Unick Academy.

A Unick entrou com um pedido de Termo de Compromisso este mês para tentar encerrar o processo. A empresa diz que atua em mais de 90 países e tem mais de um milhão de clientes, com mais de 6 milhões de produtos vendidos.

Surpresas no retorno

O anúncio das mudanças foi feito em vídeo nas redes sociais da empresa na quarta-feira pelo presidente da Unick, Leidimar Bernardo Lopes, ao lado do diretor de marketing, Danter Silva e pelo diretor jurídico Fernando Lusvarghi. Foi Lopes, que havia prometido “surpresas” ao anunciar asuspensão das operações por 10 dias no começo de agosto, que explicou que os resgates dos bônus de publicidade, que funcionam como remuneração dos investidores na prática, serão limitados. “Todos que compraram produtos até 2 de agosto passam a receber todos os bônus até atingir 100% da compra”, afirmou. “Se recebeu 20% dos bônus, continua a receber até atingir 100%”. Ou seja, receberá de volta o valor que aplicou. Já para quem já sacou 100% do valor investido, ou da “compra”, a conta ficará inativa.

Assista abaixo o vídeo:




Continuar a investir

No vídeo, Lopes incentiva os clientes a voltar a investir na Unick, afirmando que, para esses, o sistema continuará funcionando normalmente. Já os antigos, seguirão um cronograma de resgates. “Se tem 20% dos ganhos, continua até atingir o teto de 100%”, diz. “Mas se comprei o produto em fevereiro e já ganhei mais de 100%, a conta está no mesmo lugar, com todos os meus dados, mas como já recebeu 100% dos bônus, a conta fica inativa”, explicou. “Estamos dando a oportunidade para quem acreditou em nós para voltar a comprar e ganhar por mais tempo”, disse.

Resgates mensais no aniversário da conta

Além da limitação ao valor aplicado, os saques obedecerão a um cronograma de liberação do dinheiro. “A partir do dia 16 (de agosto), existem novos cronogramas”, explica Lopes. O investidor terá de ver qual é o dia do aniversario de ativação do “bônus de cash back”. Essa é a data de referência que será usada para os pedidos de resgate. “Se for 15 de agosto, vai acumular os bônus até o dia 15 de setembro. A partir 15 de setembro, vai poder pedir resgate dos bônus de publicidade referente ao período de 15 de agosto a 15 de setembro”, explicou Lopes.

Ou seja, os resgates serão limitados à remuneração mensal de cada conta até atingir o valor investido, sem rentabilidade. Apenas quem já sacou mais que o principal antes da mudança sairá com rentabilidade. “Você que tem um plano ativo, com direito a receber até atingir 100% do valor da compra do produto, vai seguir esse cronograma”, disse. “Até dia 15 de setembro, quando vai estar disponível, vamos começar a acumular a partir de amanhã e dia 15 de setembro libera para o disponível”, afirmou. Mas isso só vale para quem não sacou o principal. “Tenho tenho 10 produtos, mas 2 passaram de 100%, os dois estão encerrados”, explicou. Os demais 8 passam a liberar os resgates uma vez por mês.

Comissões suspensas


Resultado de imagem para imagens da unick
A Unick informou também que vai suspender por 40 dias os pagamentos de comissões dos “líderes” por vendas de produtos e novos clientes. “Nós precisamos desse prazo para fazer uma atualização”, afirma Lopes.
A Unick Forex já vinha atrasando pagamentos, o que provocou a disparada das queixas de clientes no site Reclame Aqui. Segundo site PortaldoBitcoin, a empresa já vinha atrasando os pagamentos desde junho. Em julho, reportagem do site mostrava que a empresa tinha 3.651 reclamações. Hoje, esse número já atinge 6.430, sendo que 5.142 queixas foram nos últimos seis meses, sendo que 4604 correspondem à categoria financeira, ou seja, em termos percentuais, a 90% do total das reclamações feitas nos últimos seis meses. Em meados de julho, a Unick já tinha anunciado que estornaria os pedidos de resgates feitos até 12 de julho por conta de “e-mails hackeados”.

Um dia antes da “manutenção”, 1ª de agosto, a empresa Rede Invictus, ligada à Unick, divulgou comunicado informando que “um problema pontual” havia causado o atraso dos saques para algumas plataformas bancárias. “A previsão é que a normalização dos serviços comece amanhã”, disse a Invictus. No dia seguinte, porém, foi divulgado o comunicado da Unick suspendendo os pagamentos e informando da “atualização do sistema”.


A suspeita de que a paralisação significaria o fim da Unick Forex fez o presidente da empresa, Leidimar Lopes, e três diretores da empresa, gravarem um vídeo de 34 minutos no Youtube negando problemas, afirmando que se trata apenas de um ajuste dos sistemas, como já ocorreu em outras ocasiões. “Pela primeira vez podemos estimar um tempo de atualização… o período de atualização será de exatamente dez dias. E voltam com todas as funções”, diz, acrescentando que “Dez dias passam muito rápido, e teremos também algumas surpresinhas muito boas”.

No vídeo divulgado no Youtube, Danter Silva, diretor de Marketing da Unick Forex, diz que a paralisação representa “dores do crescimento”. Outras atualizações também teriam ocorrido em 2017 e em 2018, afirma. “Nossa empresa não parou, passamos por um processo de crescimento gigantesco em 2019, porém passamos das expectativas e sofremos uma dor de crescimento em função da dificuldade na solução de pagamentos”, diz. “Nossa empresa não parou e não vai parar, de maneira alguma, estamos em dois anos mudando a vida de mais de 1 milhão de pessoas em mais de 90 países”, afirmou.

Dispensa da taxa de saque de 8%

Segundo Lopes, as mudanças foram motivadas pela necessidade da empresa de passar por uma auditoria interna. “Precisamos passar por uma auditoria interna”, explicou, justificando as mudanças afirmando que “além de consumir o produto, o cliente vai receber 100% do bônus”. Ele anunciou ainda que a empresa não cobrará a taxa de saque, de 8%. “Só a partir dos novos pacotes, que entrarem agora”, disse.

35 milhões de acessos ao site

A Unick anunciou ainda uma série de produtos, indicando que quer agora atuar mais nos ramos de educação e comércio eletrônico. “Apresentamos um novo site, mais veloz, lindo, robusto”, disse o diretor de Marketing, Danter Silva, citando o grande volume de acessos. “Só em julho, tivemos 35 milhões de acessos”, afirmou. O período coincidiu com os problemas de crédito dos resgates da empresa, pouco antes da paralisação para atualização e auditoria do site. A empresa anunciou ainda um novo escritório virtual.

Reações:

0 comentários: