26 de abril de 2019

CASO TFD - PREFEITO DE SANTARÉM LANÇA DESAFIO AO PREFEITO DE ITAITUBA. MAS ESQUECE DE SUA CIDADE

PREFEITO DE SANTARÉM, NÉLIO AGUIAR, REBATE PREFEITO ITAITUBENSE, LANÇA DESAFIO, MAS ESQUECE DE FALAR SOBRE O CAOS DA SAÚDE E DAS RUAS DE SANTARÉM.

Nota do Blog: No decorrer da postagem, estão imagens da saúde itaitubense e santarena, que por si só falam sobre a saúde duas cidades!

Vídeo da discórdia




Após entrevista do prefeito de Itaituba, Valmir Climaco (MDB), acerca do vídeo acima, o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, manifestou-se afirmando que Valmir não investe na saúde de seus munícipes e, por isso, sobrecarrega o Hospital Municipal de Santarém. Nélio Aguiar afirma 'conhecer' Itaituba, mas procura não informar em seu vídeo das reformas e ampliações do HMI e, pior, afirma maldosamente, que a não inauguração da UPA é por única e exclusiva culpa de Valmir Climaco.

Santarena 'elogiando' saúde proporcionada por Nélio Aguiar
Extraído do Facebook de JK

Itaituba, por ora, ainda não desfruta de um hospital para atendimento de alta complexidade mas, em alguns casos, atende casos de média complexidade e está totalmente estruturado para atendimento de baixa complexidade, recebendo a média 230 pacientes/dia. Itaituba não está tirando a prioridade dos santarenos, que também precisam de saúde de qualidade, tanto quanto aos que buscam esses atendimentos. Por isso Itaituba segue as normas legais ao encaminhar os seus usuários para tratamento em Santarém.


O Secretario de Saúde Iamax Prado esclarece que “Ninguém sai de Itaituba sem documentação para Santarém; todos os pacientes precisam estar regulamentados para iniciar qualquer tipo de tratamento. Todos os pacientes só saem de Itaituba se tiverem regulados e liberados pelo município de Santarém, no caso, pelo Hospital Municipal de Santarém, ou, conforme o caso, pelo Hospital Regional do Baixo Amazonas; só é concedida a passagem e o direito de viajar, quando consta no sistema a liberação para o paciente. O Município de Santarém recebe fundo anualmente para os casos de TFD e esse dinheiro cai direto nas contas daquela prefeitura, é o que esclarece o Secretário Iamax Prado”.



Diante das veiculações de um vídeo de um blogueiro e uma postagem em rede social do vice-prefeito de Santarém José Maria Tapajós, que tratam os usuários do Sistema Único de Saúde – SUS de Itaituba, para buscar tratamento no Hospital Regional do Baixo Amazonas, com total desrespeito, afirmando que a Prefeitura de Santarém não consegue trabalhar porque Itaituba manda seus doentes pra lá, ressalta o prefeito Valmir Climaco que “A Prefeitura de Itaituba não manda, nem distribuí doentes, como se fossem mercadorias; nós encaminhamos os pacientes, que estão precisando de tratamento especializado, através de documentos, que é o TFD-Tratamento Fora do Domicílio, mas para isso, tanto a Prefeitura de Santarém, como o Hospital Regional recebem por esses serviços”.

UPA de Santarém!
Vídeo extraído do Facebook de JK

Vale ressaltar que essa não é a primeira  vez que parte da imprensa santarena ataca o gestor itaitubense e sempre pelo mesmo motivo; parece até que estão querendo desviar o caos que reina na saúde santarena.

Desafio de prefeito Santareno
Vídeo extraído do whatsapp
Entretanto, ao lançar o tal desafio, o prefeito santareno esquece do caos que se encontra a saúde e as ruas da cidade Pérola do Tapajós, conforme se comprova do vídeo acima e das imagens abaixo. A Semana Santa passei nessa bela bela cidade às margens do rio Tapajós, e é um constante transtorno andar por suas ruas, ante tanto buraco e sujeira.


O prefeito santareno tem tanto zelo e cuidado com a saúde santarena, que um enfermeiro do Hospital Municipal santareno ganha salário bem abaixo de um mesmo profissional itaitubense.

Diante dessa total falta de compromisso com os funcionários da saúde, várias são as reclamações que, diga-se, de SANTARENOS!, contra o abandono da saúde que entregue em mãos de terceiros, não revelou a competência necessária para administrar a saúde daquele município, que foi uma grande aposta de Nélio Aguiar.


A estrutura do Hospital Municipal de Santarém em quase sua totalidade ainda é originária da antiga SESPA, que remonta à década de 60. 


Porém, apesar de todos esses problemas negligenciados por Nélio Aguiar, o alcaide santareno achou por bem colocar um culpado para toda essa situação: os pacientes de Itaituba!! Mas jogar a culpa de todas as mazelas da saúde em cima de Nélio Aguiar, é fácil, assim como é bem mais fácil culpar Valmir pelos problemas de Santarém!


Trav. Antônio Justa - Santarém/PA

Reações:

0 comentários: