11 de março de 2019

ITAITUBA/PA - SERVIDOR TEMPORÁRIO É ACUSADO DE FURTAR PACIENTE

Homem foi ao banco usando a farda da SEMDAS.

DENÚNCIA
Funcionário público furta cartões de paciente do HMI e saca dinheiro no banco em Itaituba

Paciente morreu dois dias após o furto; acusado confessou o crime e foi demitido do cargo que exercia na SEMDAS; Câmeras de segurança registraram a ação do acusado no banco.

Um caso sério de furto, envolvendo um funcionário público, chegou ao Giro na manhã desta segunda-feira (11), através do vereador David Salomão. 

De acordo com a denunciante, Maria José Lobato, um funcionário da Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMDAS), prestador de serviços para o Conselho Tutelar, furtou os cartões de bancos de uma senhora de 73 anos, identificada como Leudina Lobato dos Santos, que faleceu dois dias após o furto. A família acredita que todo o transtorno influenciou na morte da idosa.

Maria José Lobato, denunciantes, filha da vítima. (Foto: Richardson Vieira)

Segundo a filha da vítima, o furto aconteceu dia 26 de Fevereiro, quando a mesma entregou a bolsa para o vigia do HMI repassar a sua mãe, que estava internada. “Eu entreguei a bolsa pro vigia. ao chegar lá, ele falou pra minha sobrinha que não tinha encontrado a Leudina, que uma moça deixou a bolsa no balcão da emergência. Em seguida ele chegou com o acusado, dizendo que era a sua testemunha de que a bolsa não havia sido mexida, sendo que esse cara já tinha pego os cartões.” afirma

A família conseguiu bloquear rapidamente o cartão do Banco do Brasil, onde receberam a informação de que o acusado havia tentado fazer um empréstimo no caixa eletrônico, mas não conseguiu pela exigência da impressão digital. 

Porém, em outro banco, o Banpará, o acusado conseguiu sacar aproximadamente R$ 700,00.

A família registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia e, diante da denúncia, a polícia solicitou imagens de câmeras de segurança do Banpará e descobriu que o saque aconteceu às 17h19 do dia 26 de fevereiro; também conseguiram confirmar a identidade do acusado.

Maria José disse ainda que participou de uma reunião com o acusado, o prefeito da cidade, o secretário de saúde e mais diretor do HMI, onde foi feita a devolução dos cartões e o acusado se comprometeu em devolver o dinheiro, que seria repassado à prefeitura, que em seguida repassaria à vítima. Até o fechamento desta matéria, a família ainda não recebeu o dinheiro.

A vítima

A paciente, vítima do furto, foi internada no dia 23 de Fevereiro. Ela tinha problemas de coração, pressão Alta e uma veia no estômago, que poderia dilatar e provocar sua morte. “quando ela descobriu o furto dos cartões ficou apavorada, a gente via ela se batendo, batia no rosto.” afirma a filha

O que diz o HMI

Segundo Adriano Coutinho, diretor do Hospital Municipal de Itaituba, o acusado não tinha nenhum vínculo com o hospital, ele apenas transportava pacientes vindo do conselho tutelar.

O que diz o Conselho Tutelar

De acordo com a conselheira Maria da Paz, o órgão foi informado de que o acusado foi demitido na última quinta-feira (7); outro funcionário já foi contratado para ocupar o seu cargo.

O que diz o acusado

O Giro conversou também com o acusado. Ele disse que fez tudo isso em um momento de desespero, pressionado por contas que estava devendo. Ele se mostra bastante arrependido.

Perguntado se não sabia que poderia ser pego pelas câmeras de segurança do banco, o homem disse que nem pensou nisso, que foi um momento de agonia. “Eu admito meu erro e peço perdão. Eu não precisa ter feito isso.” finaliza.


Fonte: Portal Giro

Reações:

0 comentários: