28 de fevereiro de 2019

PARÁ - ITAITUBENSE É PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL ACUSADO DE DESVIAR MILHÕES DE REAIS

Civil do Pará é preso em operação da Polícia Federal
Jardel Rodrigues da Silva é suspeito por envolvimento em esquema que desviou mais de R$ 23 milhões de projetos de pesquisa da Universidade Federal Rural da Amazônia, no Pará.







Por G1 PA — Belém


A Polícia Federal cumpriu sete mandados de prisão preventiva e 11 de busca e apreensão durante a operação Saldo Zero, realizada nesta quarta-feira (27) em Belém e Ananindeua, região metropolitana. Durante a operação, o coordenador de núcleo da Casa Civil do Governo do Pará, Jardel Rodrigues da Silva, foi preso por suposto envolvimento no esquema criminoso. Em fevereiro, ele chegou a assumir interinamente o cargo de chefe da autarquia.

A operação Saldo Zero serviu desarticular uma associação criminosa que estaria atuando na Fundação de Apoio à Pesquisa, Extensão e Ensino em Ciências Agrárias (FUNPEA) e desviando recursos públicos federais da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA). Ao todo foram desviados R$ 23,5 milhões.

De acordo com o promotor de justiça do Ministério Público do Pará (MPPA) Sávio Brabo, no período de 2014 a 2018, Jardel Rodrigues da Silva atuou como diretor da Funpea, onde era responsável pelas implantações dos projetos de políticas públicas e serviços públicos que nunca foram executados.

“Além dele ser diretor (na época), também foi constatado que ele era sócio de fornecedores da Funpea. Então essa é uma relação promíscua que ocasionou desvio do recurso público, que atualmente foi apurado em torno de R$ 23,5 milhões”, afirmou o promotor do MPPA.

Em nota, o Governo do Pará informou que Jardel Rodrigues da Silva não exerce, atualmente, o cargo de chefe em exercício. Ele ocupou a função apenas nos dias 14 e 15 de fevereiro. Nas edições dos dias 15 e 18 de fevereiro do Diário Oficial do Estado, foram publicados atos assinados pelo servidor como chefe em exercício, mas esses atos são referentes aos dias 14 e 15, já que as publicações saem sempre no dia seguinte.

Ainda segundo a nota, a exoneração de Jardel Rodrigues da Silva será publicada na edição desta quinta-feira (28) do Diário Oficial do Estado.


QUEM É JARDEL RODRIGUES DA SILVA

Jardel Silva é paraense, viveu em Itaituba por quase 11 anos onde ocupou cargos importantes, como o de Secretário Municipal de Assistência Social. Tem formação em gestão pública e é graduando em Engenharia Civil.

Jardel Silva era menino boa praça e boa pinta em Itaituba; de bom diálogo e sorriso fácil.

Com a primeira eleição de Hilton Aguiar para deputado estadual, foi alçado a assessor do deputado em Belém; após pequeno desentendimento com seu mestre, Jardel foi para baixo das asas do deputado federal Francisco Chapadinha, irmão de Hilton Aguiar.

Com um padrinho maior e mais forte, Jardel alçou voos maiores e, tal como ícaro na fábula grega, teve uma grande queda. Porém, antes disso tudo, Jardel fazia trabalhos de computação e designer gráfico em Itaituba, como freelancer.

Leia abaixo as palavras de Jardel aquando de sua posse na Superintendência da FUNASA:

"Este foi um momento especial em minha vida pública e profissional.
Agradeço a meus familiares e amigos, ao Deputado Estadual Hilton Aguiar e especialmente ao Deputado Federal Francisco Chapadinha pela confiança em mim depositada. 

Recebo esta missão com muita responsabilidade e, como servidor público há mais de 10 anos, reafirmo o compromisso com meu Estado e com nossa população de garantir o zelo e bom trato pela coisa pública.

Minha missão será avançar nas ações de saneamento e saúde ambiental, a fim de assegurar a promoção da saúde pública e a inclusão social com qualidade para todos. Para isso, contarei com o auxílio de nossos exímios colegas de trabalho, do qual sinto-me honrado em coordenar. 

Peço a Deus sabedoria.
Muito obrigado a todos!

Fonte: http://www.nortonsussuarana.com.br/2016/10/itaitubapa-jardel-silva-e-o-novo.html

Reações:

2 comentários:

Lucio Freire dos Santos disse...

Estou estarrecido, conheço esse rapaz do tempo em que fazia diagramação do meu jornal Provincia do Tapajós. Lamentável.

Norton Sussuarana disse...

Caro amigo Lúcio, e depois que assumiu a FUNASA, ficou com ar de superioridade; eu o conheço também há muito tempo, sendo que ele, quando assessor do Hilton sempre entrava em contato comigo. Depois da FUNASA, nem sequer respondia as mensagens....