2 de dezembro de 2018

ITAITUBA/PA - QUEM PODERÁ DETER A CELPA? A HORA ESTÁ CHEGANDO PARA O PROTESTO

Em qualquer roda de conversa, a Celpa, concessionária de energia elétrica do Pará, é sempre assunto obrigatório, assim como os mais diversos impropérios destinados a essa empresa que, parece, após receber diversas multas do PROCON-Itaituba, está tentando extorquir seus clientes para pagar tais multas; é difícil não encontrar um consumidor que não tenha recebido uma fatura de energia elétrica com a famosa frase CONSUMO NÃO REGISTRADO-CNR, que muito tem atormentado os consumidores; até uma Promotora de Justiça Estadual já sentiu na pele o que é ser atormentada por tal CNR. Também a Celpa montou uma bem estruturada fábrica de 'achar' desvio de energia', os famosos 'gatos'!

Porém, além dessa descarada roubalheira, a Celpa tem a tarifa de energia mais cara do Brasil, em um Estado que é grande produtor e exportador de energia elétrica, além de fazer a bitributação quanto à cobrança do ICMS; e nem vale dizer que a cobrança de tal imposto é de responsabilidade do Estado, pois o que se discute é a cobrança duas vezes do mesmo imposto na conta de energia elétrica.

Diversas autoridades politicas, inclusive o prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, já se declarou totalmente insatisfeito com o alto preço da energia cobrado em nosso estado; mas também deveriam se posicionar firmemente contra a bitributação, o que eleva em muito o preço final da energia que. Ressalte-se que com a tarifa alta, há reflexos no alto preço da taxa de iluminação pública, que é outra dor de cabeça para o consumidor.



Os casos sobres esses CNRs são constantes e não têm tempo para acabar. Os CNR vão de valores pequenos até ao absurdo de R$45 mil, recebido por um escritório de contabilidade em Itaituba, sendo que constava em nome da firma, no mesmo endereço, duas Unidades Consumidores-UC; a empresa acionou a Justiça. 

Mas o pior, é a quadrilha formada entre a CELPA e uns colaboradores da CGB, que agora estão atuando dentro da ENDICON. Vale ressaltar que nem todos os colaboradores da Celpa e da Endicon em Itaituba, são bandidos, mas a grande maioria, é.

Vários são os relatos das bandidagens de alguns funcionários da terceirizada ENDICON, inclusive em Santarém/PA; em Itaituba/PA também não é diferente. Esses 'trabalhadores' se sentem como deuses da luz e da escuridão, com poder absoluto para fazer o quem bem entendem com o consumidor!

E a Celpa dá carta branca para tais abusos!




A extorsão praticada pelos terceirizados da Celpa, com total beneplácito da empresa contratante, consiste nas seguintes práticas:

1 - Os bandidos vão `à sua residência mas, mesmo não havendo morador no momento, eles fazem o Termo de Ocorrência e Inspeção-TOI, e informam que o consumidor responsável pela unidade consumidora-UC acompanhou a visita, porém, recusou-se em assinar o TOI;
2 - Os bandidos, quando há apenas mulher na residência, dizem que estão fazendo uma simples inspeção; que nada de irregular foi encontrado, mas pedem para a pessoa assinar o TOI, que, sem ler tal documento, assinam-o e depois vem a multa, pois no TOI consta que havia desvio de energia, o popular 'gato';
3 - Os bandidos vão a sua residência e, mesmo não havendo morador no momento, eles fazem o Termo de Ocorrência e Inspeção-TOI, e um deles assina o TOI como se fosse o dono da unidade consumidora-UC;
4 - Os bandidos vão à sua residência e, quando há pessoa de idade, sobem na escada, danificam a UC e depois confeccionam o TOI relatando tal dano; informam no TOI que a acompanhante da inspeção se recusou em assinar o TOI;
5 - Os bandidos vão à sua residência e, mesmo não havendo morador no momento, eles 'confirmam' a existência de 'gato', fazem o Termo de Ocorrência e Inspeção-TOI, mas informam no TOI que o consumidor responsável pela unidade consumidora-UC acompanhou a visita, porém, recusou-se em assinar o TOI.

Notem que o procedimento é sempre o mesmo: no TOI SEMPRE consta que há desvio de energia e que o consumidor/morador acompanhou a inspeção e se recusou em assinar o TOI! 

Aqui, caros leitores, poderia relatar mil casos dessa bandalheira perpetrada pela Celpa e seus asseclas, mas irei relatar um caso que ocorreu com este blogueiro.

Quando estava na capital do Estado do Pará para consulta e posterior encaminhamento cirúrgico no ombro direito dia 22/09/2015, recebi uma ligação, via celular, do bandido chamado Joilson, informando este que havia um desvio na minha UC; falei a esse meliante Joilson para fazer seu serviço (ele achava que eu iria mandar alguém em casa dar um suborno a ele!); para minha surpresa, em janeiro de 2016 chegou um relatório da CELPA informando sobre tal desvio, mas a surpresa maior foi ler no TOI que eu acompanhei a inspeção e, como de costume dos bandidos da CELPA, houve recusa em assinar o TOI. Recorri administrativamente, provei via atestado médico, passagens de ida e de volta, que em tal dia eu estava em Belém. Apesar de toda a documentação comprovando a fraude do crápula Joilson e seu comparsa, a CELPA confirmou a fraude perpetrada por Joilson e seu comparsa. Estou judicializando esse caso.

Para a Celpa, o consumo só pode aumentar. Caso diminua, é CNR na certa.

Porém, a população não aguenta mais tantos abusos, pois diversos municípios, inclusive Belém, estão fazendo ações contra a Celpa; alguns de forma bem violenta como a expulsão de funcionários e incêndio em carros da empresa e, Itaituba está na rota desses protestos, que será realizado nessa segunda-feira, 3, em frente à sede da empresa na cidade, localizada na esquina da trav. Justo Chermont com  av. Maranhão (13ª rua).

Não perca! compareça e dê voz a seu protesto!







Reações:

0 comentários: