11 de fevereiro de 2018

ITAITUBA/PA - 10 CURIOSIDADES SOBRE A CIDADE. POR PADRE SIDNEY CANTO

Dez curiosidades sobre a História de Itaituba...



Por Pe. Sidney Augusto Canto

01. A Paróquia de Santa Ana não ficava em Itaituba...
Quando o governo da Província do Pará criou a paróquia de Santa Anna, no ano de 1854, sua sede ficava na Vila de Brasília Legal. Somente por meio da Lei Nº 290, de 15 de dezembro de 1856 (que criou a Vila de Itaituba) é que a paróquia de Santa Anna, mantendo todos os privilégios de sua criação, apenas mudou sua sede para a recém-criada Vila de Itaituba.

02. A primeira verba para a nova Vila de Itaituba...
A Câmara Municipal da Vila de Itaituba só teve aprovada a sua primeira “verba” pela Assembleia Legislativa Provincial por meio da lei 326, de 10 de outubro de 1858, ano em que foi instalada a Vila. O valor da verba era de 515$000 (quinhentos e quinze mil réis).

03. Um conflito entre o padre e o subdelegado de polícia...
Em 1855 o povoado de Itaituba era atendido pelo missionário capuchinho italiano Frei Egídio de Garesio. Por questões de interpretação de poder, o referido missionário entrou em atrito com o Subdelegado de Itaituba que parecia querer impedir que o padre celebrasse missas em Itaituba. O fato foi parar nas mãos do Presidente da Província que, em 01 de agosto de 1855, oficiava a Frei Egídio, informando que o Subdelegado não podia impedir o culto, mas que o frade o informasse sempre que o fosse fazê-lo.

04. Um registro epidêmico em Itaituba...
No ano de 1856, antes mesmo de Itaituba ser sede de uma Vila, sua população foi atacada por uma epidemia de “febres intermitentes”. Foi assim que, em 26 de julho de 1856, o presidente da Província, Henrique de Beaurepaire Rohan, envia ao Subdelegado de Polícia de Itaituba, os medicamentos necessários para conter a sobredita epidemia.

05. O sonho de ligação com o Mato Grosso...
No seu relatório apresentado em 01 de novembro de 1863, o presidente da Província do Pará, Araújo Brusque, informa à Assembleia Provincial que incumbiu o cidadão Antônio Gentil Augusto e Silva que com a ajuda dos tuxauas mundurucus Sauba-Caruato e Dutiba-Boiben, respectivamente chefes das malocas Apetury e Cabruá, deveria explorar a abertura de uma estrada que vencesse as cachoeiras entre Itaituba e a fronteira com a Província do Mato Grosso.

06. Falecimento do pároco de Itaituba...
No dia 01 de julho de 1877, vitimado pelo beribéri, falece o vigário da paróquia de Itaituba, o padre Manoel Antônio Rebello. Estimado pelos seus paroquianos ele foi o padre que deu início à construção da Igreja Matriz de Santa Anna, padroeira de Itaituba.

07. Doações para a reconstrução da Matriz...
No dia 10 de novembro de 1896, o Intendente Municipal de Itaituba repassa a quantia de 4:000$000 (quatro contos de réis) para a Comissão encarregada das obras de reconstrução da Igreja Matriz de Itaituba. Cinco dias depois, em comemoração da grande data Nacional da Proclamação da República, o coronel José Joaquim de Moraes Sarmento e sua esposa fazem doação, para a dita obra da matriz de Santa Anna, da importância de um conto de réis.

08. A ajuda itaitubense para construir um hospital em Santarém...
A Lei Municipal Nº 207, de 07 de abril de 1913, sancionada pelo Intendente Interino do Município de Itaituba, José dos Santos Sampaio, autoriza o município, quando dispor em seus cofres municipais, a doar a quantia de um conto de réis para a Sociedade Beneficente São Sebastião, em Santarém, para que a mesma possa construir um hospital.

09. O início das sondagens para encontrar petróleo...
No dia 22 de abril de 1925, chega a Itaituba o engenheiro Avelino de Oliveira, que escolhe a boca do igarapé Bom Jardim para iniciar sondagens geológicas em busca de petróleo. Às 16h do dia 20 de julho do mesmo ano, com a presença do Intendente Municipal, José Joaquim de Moraes Sarmento, teve início a sondagem, levada a cabo pelo sondador mecânico João Cândido Soares.

10. Os primórdios da Comarca de Itaituba...
Criada pelo decreto Nº 226, de 26 de novembro de 1890 e classificada como de primeira entrância, a Comarca de Itaituba foi instalada no dia 20 de fevereiro de 1891, tendo o seu primeiro juiz de direito nomeado no dia 02 de dezembro de 1890, na pessoa do dr. José Gomes de Souza Portugal. O seu primeiro promotor público foi o capitão José João de Mattos Júnior, nomeado a 29 de junho de 1891. Compunha-se de um único Distrito Judiciário (Lei Nº 15, de 14 de janeiro de 1892), dividido em três circunscrições (Ato de 06 de abril de 1892), a saber: Itaituba, Brasília Legal e Aveiro.

Fontes: Acervo pessoal do autor, acervo ICBS e acervo da Biblioteca Nacional.

Reações:

0 comentários: