14 de janeiro de 2018

ITAITUBA/PA - JANEIRO SANGRENTO!

Em nossa cidade existem três formas, usualmente, de se morrer de forma violenta, sendo que essas três formas sempre se alternam, não obedecendo uma sazonalidade específica, exceto as mortes no trânsito. São elas: execução, acidentes de trânsito e crime passional. E, como no ano passado, o mês de janeiro que está sempre de olho para o passado e o futuro*, o ano de 2018 tende a parelhar com 2017 em relação às três modalidades de crime.

TRÂNSITO


A primeira morte do ano no trânsito em nossa cidade foi de um senhor catador de latinhas de alumínio, conhecido por "Baiano", que se deu por volta das 23h40min do dia 04, na rod. BR-230, em frente à Chácara dos Queiroz, atropelado por um micro ônibus de uma empresa de transporte do município; o motorista fugiu sem prestar socorro à vítima, que faleceu no local.

Vale ressaltar que o futuro não reserva boas novas para o trânsito, mesmo com promessa de sinalização, haja vista a grande deficiência de agentes de trânsito dos dois órgãos fiscalizadores, COMTRI e DETRAN, sendo que este último vergonhosamente conta com tão somente dois agentes de trânsito e apenas uma viatura para fiscalizar toda a cidade de Itaituba, que conta com uma grande frota de veículos, principalmente de motocicletas, em sua maioria conduzida por potenciais assassinos. 

CRIMES PASSIONAIS

A suspeita e a vítima
Nesse primeiro mês de janeiro, como se antevendo um ano ruim para alguns casais/ex-casais, houve dois assassinatos creditados ao ciúme, palavra que tem sua origens no latim, e que provém de ZELUMEN, e por sua vez, é derivada de ZELUS, que pode ser traduzida para o português como “desejo amoroso, ciúme, emulação”. Indo mais a fundo, a palavra latina que deu origem a todas essas é ZELOS, que significa “zelo, ciúme, ardor”, esta palavra também é a etimologia de “zelo". 

O primeiro crime foi na região garimpeira da comunidade Água Branca e se deu na madrugada do último dia 10, e tem como principal suspeita a doméstica Maria de Fátima Barbosa, de 34 anos de idade, pelo assassinato de seu companheiro, Lucas Oliveira Vieira, também de 34 anos. A mulher foi detida pela polícia minutos após Lucas falecer em consequência de uma perfuração de faca, à altura do peito esquerdo;  a suspeita ainda tentou se evadir, mas foi localizada pela guarnição da Polícia Militar, e conduzida para Itaituba, juntamente com o corpo da vítima. A Polícia descobriu que o casal, que convivia há pouco mais de um ano, passava por constantes episódios de discórdia e brigas frequentes.

O segundo crime, e mais bárbaro, ocorreu na zona urbana de Itaituba e se deu na noite de quinta-feira (11), e teve como vítima Janaína Viana, de 20 anos. O principal suspeito de cometer o crime é Alex Sena, 25 anos, ex-companheiro da vítima e pai do filho do dela.

A motivação para o crime foi o ciúme de Alex por Janaína; o  casal estava separado há cerca de seis meses e não se sabe os motivos da separação, mas nas redes sociais algumas pessoas diziam que Alex agredia constantemente a vítima, além de ser usuário de drogas.

Na noite do dia do crime, Alex foi à casa onde morava com a a vítima, na rua  Décima Nona, São Tomé, e após uma discussão, desferiu três disparos de arma de fogo conta Janaína, acertando fatalmente apenas um, no peito esquerdo.



Finalizando a semana, na noite do último sábado, (13), por volta das 23h30min, um homem foi morto a golpes de faca no 'Morro dos Macacos', como é conhecido a área atrás da usina de asfalto, na rod. BR-230.

O Samu ainda foi acionado, mas a vítima, identificada como José Nascimento Lima, já estava morta. De acordo com informações da Policia Civil a motivação do crime foi por 'Ciúme'.
Quanto ao crime de execução, até o momento sem 'novidades', mas tendo em vista que Itaituba integra uma rota de tráfico, não tardará para que recomece em 2018; não custa lembrar que as execuções em Itaituba não se dão apenas por causa da tráfico. Dívidas de agiotagem, aplicação de estelionato, como comprar/vender propriedades alheias podem terminar em execução. Há mais de dois anos 'corre' uma lista de prováveis pessoas marcadas para morrer em Itaituba.



*Janeiro é o primeiro mês do ano nos calendário juliano e gregoriano. É composto por 31 dias. O nome provém do latim Ianuarius, décimo-primeiro mês do calendário de Numa Pompílio, o qual era uma homenagem a Jano, deus do começo na mitologia romana, que tinha duas faces, uma olhando para trás, o passado e outra olhando para a frente, o futuro. Júlio César estabeleceu que o ano deveria começar na primeira lua nova após o solstício de inverno, que no hemisfério norte era a 21 de dezembro, a partir do ano 709 romano (45 a.C.). Nessa ocasião o início do ano ocorreu oito dias após o solstício. Posteriormente o início do ano foi alterado para onze dias após o solstício. (Wikipédia)

Imagens: Blog de Junior Ribeiro

Reações:

0 comentários: