31 de outubro de 2017

TUCURUI/PA - PREFEITO, IRMÃO E MÃE SÃO PRESOS ACUSADOS DE ASSASSINATO DO PREFEITO JONES

Justiça decreta prisão de Prefeito de Tucuruí por assassinato de ex-Prefeito
Arthur Brito era vice-prefeito e assumiu o cargo após a morte do prefeito Jones William.

A Polícia Civil realizou na manhã desta segunda-feira (30), em Tucuruí, no sudeste paraense, uma operação para prender suspeitos de envolvimento no assassinato do prefeito Jones William, crime ocorrido em julho deste ano. Entre as pessoas que foram conduzidas coercitivamente para depor sobre o caso está o atual prefeito Arthur Brito, que assumiu o cargo após a morte de Jones.

Ao todo, estão sendo cumpridos 13 mandados de condução coercitiva, 10 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária. Além de Arthur, também foram procurados pela polícia Josy Brito e Lucas Brito, mãe e irmão do atual Prefeito; comandante Wilson e Marlon, amigos de Arthur; Birinha e Patrick, pistoleiros, sendo o segundo ainda segurança de Josy; Tiago Canaã, que trabalhava como motorista do atual Prefeito; e dois homens identificados como Clóvis e Cleiton, que seriam agiotas e sócios do Prefeito.

Os policiais chegaram nas casas dos envolvidos a partir das 6h para cumprir os mandados judiciais. Segundo informações de policiais, pelo menos outras nove pessoas estão na mira da Polícia.
Fonte: RG 15/O Impacto

(VÍDEO MOSTRA MOMENTO DA TRANSFERÊNCIA DE JOSY, DA DELEGACIA DE TUCURUI PARA BELÉM) 

Joseneide Silva Brito de 53 anos, a Josy, mãe do atual prefeito de Tucurui Artur Brito, foi presa preventivamente por envolvimento na morte de Jones William em Junho deste ano, segundo o delegado Geral do Pará, Rilmar Firmino, em coletiva à imprensa nesta segunda; disse ter provas suficientes do envolvimento de Josy no crime contra o ex-prefeito.

Por causa dessas prisões,  o clima ficou tenso na cidade no início da noite de hoje (30), a população lotou a frente da delegacia de Tucurui para acompanhar o caso, depoimentos continuam em andamento, moradores aparecem no vídeo comemorando a prisão de Josy, ela está sendo encaminhado para Belém, onde aguardará as investigações. 

A polícia civil ainda não deu detalhes do caso, mas a prisão foi proferida preventivamente pelo juiz Doutor Leonardo Frota de Vasconcelos, da comarca de Tucurui; em sua decisão ele acrescenta que a prisão temporária tem duração de 30 dias, decisão que pode ser prorrogada ou transformada em prisão preventiva, com duração maior.

Por: Felype Adms (com informações de Paco Martins)

Reações:

0 comentários: