7 de outubro de 2017

ITAITUBA/PA - VALMIR JÁ SABE QUEM AUTORIZOU O 'GATO' NO GINÁSIO DE ESPORTE



Ontem, 06, por volta das 15h40, estive no Festival Food Truck e conversei com duas pessoas, sendo uma, o representante do Festival e a outra, um servidor da PMI (a quem nomearei de X!), que me relatou já ter falado com o prefeito Valmir Climaco acerca da ligação feita na rede de energia do Ginásio Municipal, pois alguém teria ligado para o prefeito e falado do 'gato'; informou ainda que a PMI iria emitir um boleto do consumo para o Food Truck pagar. Porém,  hoje ao ouvir um áudio em que Valmir relata não ter autorizado ninguém a fazer tal ligação, infere-se que foi X quem autorizou a ligação.


O prefeito após saber do 'gato, via ligação anônima, de imediato ligou para seu Diretor de Iluminação Pública, José Filho, para este proceder imediatamente a eliminação do roubo, conforme Valmir, da energia do Ginásio, e posterior comunicação à Polícia Civil, via Boletim de Ocorrência. 

O correto, diante do ocorrido, era o prefeito chamar a Polícia e mandar prender quem mandou/fez a ligação clandestina, pois configura crime previsto no art. 155 do CP!

O crime do art. 155 do CP consiste em subtrair coisa alheia móvel. ... A distinção é fundamental para que não se confunda o furto (CP,art. 155) com a apropriação indébita (CP, art. 168), ou o “peculato-apropriação” (CP,art. 312, “caput”) com o “peculato-furto” (CP, art. 312, § 1º).

O diligente servidor X, sabendo da determinação da eliminação do 'gato', fez inúmeras ligações para que Zé Filho intercedesse junto ao prefeito para que o 'gato' fosse mantido.

Na Delegacia, conforme testemunhas, Valmir falou que quem permitiu a ligação do 'gato' à rede elétrica do ginásio, foi X, o que deixou o prefeito extremamente triste, pois que X é(era) pessoa da mais alta confiança do prefeito.

Depois de todo esse imbróglio, o representante do Food Truck divulgou um áudio acusando três servidores da PMI de terem pedido propina para que fosse mantido o 'gato' na rede elétrica do Ginásio: o presidente do Departamento Autônomo de Futebol Suburbano-DAFF, Chico Pereira, o Diretor de Esporte da PMI, Francimar Uchôa (Miúdo) e, por último, Zé Filho, Diretor de Iluminação Pública do município; disse que infelizmente não gravou nenhum pedido de propina; não revela em seu áudio se houve o pagamento da propina a algum dos três acusados.
O blog em contato com os Diretores de  Esporte e de Iluminação Pública, estes relataram que nunca pediram quaisquer tipos de vantagem e, ao tomarem conhecimento das sérias acusações levantadas e divulgadas pelo representante do Food Truck, os dois diretores procuraram por diversas vezes no local do evento o autor do áudio para tomarem satisfações sobre as acusações. Porém, o dono da voz ao se deparar com a presença dos diretores, empreendeu fuga nas diversas vezes em que foi procurado pelos dois citados no áudio. Zé Filho e Miúdo registraram Boletins de Ocorrência contra o responsável pelo evento. O blog não conseguiu contato com o terceiro citado, Chico Pereira, para ouvir sua versão dos fatos, mas que está à disposição para os devidos esclarecimentos.

Quanto a eu não revelar o nome do servidor X, é porque Zé Filho e outras testemunhas não permitiram a divulgação do nome deste!

Imagens: Whastapp

Reações:

6 comentários:

Anônimo disse...

Kkkkk, só teve uma pessoa que defendeu com unhas e dentes a continuação do “gato”, para não atrapalhar a tal festival.

Anônimo disse...

Se esse tal x não for o cambota duvido kkkk

Anônimo disse...

Bom Ministério Publico apurar isso porque são acusações gravíssima.. e o senhor Norton dono deste blog deveria sim divulgar o nome desse tal "X" oras bolas, cade a sua imparcialidade com a noticia???

Nazareno Santos disse...

como o prefeito é de atitude com certeza vai fazer justiça penalizando administrativamente quem autorizou o gato...a matéria do Norton está correta da forma como foi feita...

Anônimo disse...

Onde está o pad pra este tipo de servidor?

Anônimo disse...

Pad é só para servidor que faz política contra o governo.