24 de agosto de 2017

RURÓPOLIS/PA - MATADOR DE PROFESSOR É EMPRESÁRIO DO KM-70.

Como sempre na medida do possível, temos tentado manter os nossos leitores informados, principalmente sobre os fatos que causam traumas estruturais na sociedade.

No dia 19/05/2017, noticiamos um fato chocante e que mostra a faceta cruel de onde até um ser humano pode chegar.


O DESFECHO
No início da tarde de segunda-feira, 21, foi deflagrada a Operação Chão de Giz, quando policiais civis e militares prenderam VALMIR ROGÉRIO DE LIMA, acusado de ser o autor do crime de homicídio do professor EDVAN FERNANDES DE OLIVEIRA, alvejado por disparo de arma de fogo na altura do rosto, e em seguida degolado, fato ocorrido na data de 19/05/2017, por volta das 7h, no Km-85 da BR-230, quando um homem desconhecido, com uma espingarda nas costas, teria fugido do local pilotando uma motocicleta.

As investigações estavam sendo feitas em sigilo desde a época do fato; foram requeridas uma série de medidas cautelares em pelo menos três residências, inclusive do suposto autor do crime, o qual teve sua prisão temporária decretada pelo Juiz da Comarca.

Em uma das residências, foi encontrada uma espingarda calibre 32, cartuchos deflagrados  e outros cartuchos deflagrados de espingarda que estavam numa bolsa, onde continha documentos documento de identidade de VALMIR ROGÉRIO DE LIMA e vários frascos de chumbo

Na delegacia, o conduzido negou autoria do crime, contudo as investigações e depoimentos apontam que o crime teria sido praticado em razão de ódio e/ou vingança, haja vista que o autor do fato estaria passando por problemas conjugais, em processo de separação, momento em que a ex-companheira do acusado se aproximou da vítima, estreitando laços de amizade e confidências; há informes que a vítima teria intermediado um relacionamento afetivo entre a ex-esposa do indiciado com outro homem; também se levantou que na data do crime, a vítima estaria organizando a comemoração do aniversário da ex-esposa do autor do fato, no Balneário Água Boa, de propriedade do acusado, onde a vítima foi assassinada.

Os Autos do Inquérito Policial, apontam que o suspeito estaria alienando bens a fim de se mudar para outro Estado, prejudicando sensivelmente a aplicação da lei penal. A ação integrada foi coordenada pelo Delegado de Polícia Civil Dr. Ariosnaldo da Silva Vital Filho, com supervisão do Superintendente Regional do Tapajós, Dr. Vicente Ferreira Gomes. A operação contou com a participação de policiais civis, sob o comando do delegado Ariosnaldo da Silva Vital Filho e Policiais Militares da 17ª CIPM, sob o comando do Major/PM Márcio Abud.
Acusado - Imagem: Facebook
Segundo informações o suspeito e acusado Sr. VALMIR ROGÉRIO DE LIMA já está recolhido à disposição da justiça.






Reações:

0 comentários: