20 de julho de 2017

BRASIL - TEMER AUMENTA IMPOSTO NOS COMBUSTÍVEIS PARA 'ALICIAR' CONGRESSISTAS

Governo divulga aumento de imposto nos combustíveis
O montante será usado para atingir a meta fiscal definida para o ano, de um rombo de 139 bilhões de reais.
Por Felipe Machado

Reajuste de combustível é necessário para recompor caixa da Petrobras (Christian Castanho/VEJA)

O governo anunciou na tarde desta quinta-feira o aumento nos impostos PIS/Cofins cobrados sobre combustíveis (veja tabela abaixo). O decreto já foi assinado pelo presidente Michel Temer e será publicado amanhã. O objetivo é gerar uma arrecadação extra de 10,4 bilhões de reais neste ano para cobrir o rombo nas contas públicas.

Também foi anunciado um novo contingenciamento nos gastos, de 5,9 bilhões de reais. A previsão é de que esse valor será compensando por receitas extraordinárias que ainda ocorrerão neste ano.

As medidas foram tomadas para cumprir a meta definida para o ano, de déficit primário de 139 bilhões de reais. Nos cinco primeiros meses do ano, o rombo acumulado em 2017 já estava em 34,984 bilhões.

Os técnicos da equipe econômica trabalham no relatório bimestral sobre a situação fiscal, que deverá ser publicado na sexta-feira, segundo o Ministério do Planejamento. Na última quarta-feira, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, havia admitido que, a depender dos cálculos, haveria aumento de impostos.

CombustívelAlíquota atualNova alíquotaArrecadação adicional estimada(em milhões de reais)
Gasolina0,38160,79255.191,61
Diesel0,24800,46153.962,40
Etano produtor0,12000,1309114,90
Etanol Distribuidorzero0,19641.152,24
Total10.421,15

Reações:

0 comentários: