3 de junho de 2017

PARÁ - POLICIAIS PRENDEM SUSPEITO DE MATAR CAMINHONEIRO BOIADEIRO!

PM encontra gado que era transportado por caminhoneiro que foi morto e prende vaqueiro.


Policiais Militares de Cacheira da Serra, Distrito pertencente ao município de Altamira/Pa, localizado às margens da BR-163, entre o distrito de Castelo dos Sonhos e a cidade de Guarantã do Norte (Mato Grosso), prenderam o vaqueiro EDSON PEDRINHO DE SOUZA LIMA, vulgo "Edinho". O mesmo pode ter algum envolvimento na morte do caminhoneiro.


Conforme informações dos policiais responsáveis pela prisão de Edinho, por volta das 12h a senhora Andreia Rocha de Paula, procurou a GU composta pelo Ten. RABELO, Cb MISAEL, Cb FERNANDO e Sd RUAN, para informar que em um pasto arrendado pelo seu esposo (EDSON PEDRINHO DE SOUZA LIMA), encontravam-se bovinos, que não seriam de sua propriedade, e com porte de animais para abate; após constatar que realmente existia tais animais, passou-se tal informação ao Delegado FRANCIMAR, que solicitou apoio do Sgt FRANCINEY, lotado no distrito de Castelo de Sonhos, o qual trouxe consigo um vaqueiro para identificar os animais relatados por Andreia, confirmando que estes eram produto do latrocínio ocorrido no dia 01/06/2017.
Edinho
Após a identificação dos animais, seguiu-se diligência para localizar o Sr. EDSON PEDRINHO DE SOUZA LIMA, "Edinho", o qual foi localizado em uma fazenda a 7 Km de Cachoeira da Serra, sendo preso e conduzido pelo Delegado FRANCIMAR para Castelo de Sonhos, onde serão tomadas as providências cabíveis.




(Vitima e o caminhão que foi abandonado)


ENTENDA O CASO!

Corpo do caminhoneiro que desapareceu após sair de Castelo de Sonhos com destino a Matupá é encontrado boiando no rio Curuá


Foi encontrado na manhã deste sábado (03-06), o corpo do caminhoneiro que estava desaparecido na BR-163 entre Castelo de Sonhos e Matupá.

Segundo informações preliminares o corpo de Rafael Miranda foi encontrado nesta manhã boiando no Rio Curuá. O caminhão que Rafael transportava foi encontrado na tarde desta sexta-feira (02-06), aproximadamente uns 400 metros fora da BR. 

A cabine do caminhão estava toda revirada, e com vestígios de sangue. Na ponte do rio Curuá também havia vestígios de sangue. Buscas foram feitas durante toda a tarde de sexta, mas somente esta manhã o corpo foi localizado. A primeira hipótese é que ele foi alvo de um assalto e tenha reagido. Informação a qual ainda será investigada.

Rafael conduzia um caminhão 330, de cor branca, placa MKI 1677, engatado com uma julieta também de cor branca, escrito no para sol e nas portas "Zorthea", e com 34 bois gordos para o abate e marcados com a sigla "LV". Animais os quais não foram localizados. Amigos de Rafael acionaram as redes sociais, inclusive informando a marca com que os bois eram registrados.
 
Adaptado de postagem de Junior Ribeiro

Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

Que a justiça seja feita!