30 de março de 2017

ITAITUBA/PA - PODERÁ ACONTECER A COPA OURO, MAS SEM A COORDENAÇÃO DA TV TAPAJOARA

Miúdo, no programa de Lamberto, hoje
Ontem foi o dia D para a Copa Ouro, e as partes envolvidas não esticaram muito a conversa para não perder tempo.

Depois da reunião do prefeito Valmir Climaco com a TV Tapajoara, na qual ficou sacramentado que a emissora não iria ser a responsável direto pela realização do evento, houve um encontro das equipes com a direção da TV, quando a decisão foi informada.

Ainda ontem, pela parte da noite, os clubes reuniram com a coordenadoria de esportes, oportunidade na qual começaram a ser traçadas as diretrizes para a realização da Copa Ouro 2017.

A data marcada para o início do evento esportivo é 2 de julho, com encerramento definido para o dia 4 de agosto, totalizando 32 dias de competição.

Será uma experiência nova para todos, pois desde que começou em 2006, a Copa Ouro de futsal teve à frente a T¨V Tapajoara.

No começo da tarde de hoje, Miúdo esteve no programa esportivo apresentado por Lamberto de Carvalho, quando confirmou que a maior competição do futsal do interior da Amazônia vai mesmo acontecer.

Se houver, Copa Ouro 2017 não terá organização do Grupo Tapajoara

Ivan Araújo, diretor
da TV Tapajoara
Uma reunião realizada, hoje, entre o prefeito Valmir Climaco e a direção do grupo Tapajoara de Comunicação colocou um ponto final sobre a participação do mesmo na Copa Ouro de Futsal 2017.

O prefeito ratificou que o município não dispõe de recursos para investir mais do que os R$ 100 mil já apalavrados com as equipes, e mais uma motocicleta para a realização de um bingo.

Sem acerto financeiro com o poder público municipal, a Tapajoara não tem como montar a estrutura que não é nada pequena para a realização do evento.

Depois de conversar com Valmir, houve uma reunião com as equipes, às quais foi informada a decisão.

A informação que o blog teve através de Ivan Araújo, diretor do Grupo Tapajoara, dá conta de que as equipes estão disposta a organizar o evento, sem que tenha sido informado, por enquanto, quais serão as datas da competição.

Uma possibilidade que existe para resolver o problema de arbitragem, disse Wallace Moraes, de A Manauara, ao blog, é trazer árbitros de Belém, que segundo ele, não custam mais caro do que os de Santarém, onde, no momento, só existem quatro, ou no máximo cinco, em condições de enfrentar uma copa com essa envergadura.

Se assim for decidido, será adotado o sistema que Altamira utiliza, que consiste na vinda de equipes de quatro ou cinco árbitros por um período de 15 dias, renovando-se a equipe a cada quinzena.

Reações:

0 comentários: