3 de fevereiro de 2017

ITAITUBA/PA - EX-PREFEITA ELIENE NUNES RECORRE AO GOVERNO DO ESTADO PARA TER LICENÇA SEM REMUNERAÇÃO APROVADA!

Um vereador peso pesado, eleito apoiando o prefeito Valmir Clímaco, cujo nome pediu para ser mantido em sigilo, foi procurado pela ex-prefeita Eliene Nunes.

Por telefone, ela tem pedido que ele converse com o prefeito Valmir Climaco sobre a possibilidade de conseguir entrar em licença de dois anos. Tempo de serviço ela tem, porém, consta que está afastada de sua função há pelo menos seis anos.

Para ter direito a licença, Eliene precisa reassumir como servidora municipal, coisa que neste momento não passa por sua cabeça. Foi o que disse o atuante edil.


Nota do Blog: A ex-prefeita Eliene Nunes já teve seu pedido de licença sem remuneração por dois anos negado pelo atual governo, sendo que atualmente a ex-prefeita está de licença médica por suposto problema de garganta, enfermidade que muito atinge os professores que atuam em sala de aula, o que não é o caso dela, pois, desde que assumiu a direção da escola Gonzaga Barros, depois assumiu como Secretária de Educação e após Valmir assumir em 2010, entrou de licença-prêmio pelos dois concursos que tinha à época (pediu exoneração do concurso da zona rural!) e finda tal licença, gozou licença sem remuneração por dois anos (período do primeiro governo de Valmir Climaco).
Agora, por ter seu pedido negado, a ex-prefeita recorreu ao chefe de gabinete do governo do Estado, Megale, para que Valmir dê à Eliene Nunes a licença sem remuneração, mas a lei proíbe, haja vista que Eliene não exerce sua função desde a época em que assumiu a direção da escola Gonzaga Barros, e, portanto, não faz jus a tal licença.
Assim, diante da intervenção do governo do Estado, será que se Eliene conseguir a tão sonhada licença já terá mais uma 'boquinha' sem trabalhar, como ocorreu na licença anterior, conforme imagens acima extraídas da Imprensa Oficial do Pará?
Porém, caso seja dada tal licença, o blog acionará o Ministério Público Estadual diante de tal ilegalidade!

Reações:

0 comentários: