19 de novembro de 2016

RIO DE JANEIRO/RJ - 4 PMs MORREM EM QUEDA DE HELICOPTÉRO

Ainda não há informações se a aeronave foi abatida ou se teve pane; desde sexta-feira foram registrados confrontos entre milicianos e traficantes da favela Cidade de Deus.
O Estado de S. Paulo
19 Novembro 2016

Foto: Reprodução/Centro Operações Rio
Helicóptero caiu próximo à Favela Cidade de Deus, na zona oeste do Rio.

RIO DE JANEIRO - Quatro policiais militares morreram na queda de um helicóptero da Polícia Militar, próximo à Favela Cidade de Deus, na zona oeste, no início da noite deste sábado, 19. Imagens das câmeras do Centro de Operações Rio mostraram policiais militares junto ao helicóptero, que ficou bastante destruído. Não há ainda informações se a aeronave foi abatida ou se teve uma pane. "Ainda não temos informações sobre isso. Somente a perícia poderá confirmar o que ocorreu", afirmou o major Ivan Blaz, porta-voz da Polícia Militar.

Desde a sexta-feira, 18, foram registrados intensos confrontos entre milicianos e traficantes da favela Cidade de Deus. Na manhã deste sábado, eles voltaram a se enfrentar e traficantes bloquearam a Rua Edgard Werneck, que dá acesso à favela, com pneus lixeiras e tocaram fogo. Policiais da Unidade de Polícia Pacificadora trocaram tiros com os criminosos. O helicóptero da PM dava apoio à operação policial.

Nas redes sociais, moradores relataram o dia de tiroteios. "A bala tá comendo na CDD. Só escuto os cara da Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) gritando: 'Sai da rua morador'", escreveu um rapaz, uma hora antes de o helicóptero cair. Um traficante postou uma foto, com um fuzil. "Nada mudou. Nós 'tá' na pista", escreveu. A Linha Amarela foi fechada por duas vezes para o tráfego, ao longo do dia. À noite, voltou a ser fechada novamente, após a queda do helicóptero. Moradores filmaram a movimentação de traficantes sobre um viaduto próximo ao helicóptero. Saía fumaça da aeronave e outros policiais já a cercavam 

Em 2009, dois policiais morreram e três ficaram feridos após um helicóptero da Polícia Militar realizar um pouso forçado no Morro dos Macacos. A aeronave, parcialmente blindada, havia sido atingida por tiros durante uma operação policial. Além dos tripulantes mortos, um capitão da PM foi baleado na perna e outros dois policiais tiveram queimaduras leves.

Reações:

0 comentários: