3 de agosto de 2016

SANTARÉM/PA - MAIS UM SANTARENO É SUCESSO INTERNACIONAL!!!

Jovem santareno ajuda a desenvolvergame para Xbox ONE e PCJogo “Unnamed Fiasco” será lançado dia 17 de agosto.Santareno mora na Suécia e faz doutorado na área de computação.

NOTA DO BLOG: Após a notícia de que o santareno Junior Castro, sobrinho do confrade Jota Parente irá se apresentar em Simpósio Internacional de Saxofone, representando o Pará, agora é a vez de outro santareno, João Bentes, a fazer sucesso no exterior,sendo que João é da área da computação. Parabéns aos dois!! 

Karla Lima
Do G1 Santarém

Santareno João Bentes atualmente mora na Suécia (Foto: João Bentes/Arquivo Pessoal)

Formado em Sistemas de Informação, mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói (RJ) e apaixonado por tecnologias, o santareno João Bentes é um dos jovens que compõe a equipe de desenvolvedores do “Unnamed Fiasco”, jogo que dever ser lançado e disponibilizado para Xbox One no próximo dia 17 de agosto.

Bentes atualmente mora em Halmstad na Suécia. Em entrevista ao G1, ele contou que o “Unnamed Fiasco” representa a realização de um sonho. Desde que começou a trabalhar na área de tecnologia, sempre teve vontade de fazer parte da criação de um jogo. A ideia foi colocada em prática por ele e um um grupo de amigos: Diego Barboza de Teresópolis (RJ), Christian Ruff de Santa Maria (RS), Giancarlo Taveira do Rio de Janeiro (RJ), David Siqueira de Teresópolis (RJ) e Tom Stracke de São Paulo (SP), desenvolvedores de softwares, que tinham o mesmo sonho e juntos buscaram a concretização.
Só de imaginar que um jogo que ajudei a desenvolver será jogado por pessoas do mundo inteiro, é algo imensurável"
João Bentes

É uma sensação inexplicável de ver o seu jogo sendo publicado na Steam e principalmente na Xbox Live. Só de imaginar que um jogo que ajudei a desenvolver será jogado por pessoas do mundo inteiro, é algo imensurável. De ver algo que você fez parte sendo vendido junto com jogos que você admira. É sensacional ver também que conseguimos superar todos os obstáculos para se criar um jogo no Brasil. E que fizemos isso com tanta paixão que mais parecida que estávamos nos divertindo ao invés de trabalhando”.

O Unnamed Fiasco é uma batalha épica entre uma velha senhora com um bigode e um lutador lucha libre bebê. “Fiasco” é um game multiplayer local competitivo, onde os erros podem ajudar o jogador. Cada vez que o personagem morre durante um jogo, um novo clone é criado para ajudá-lo, repetindo as vidas passadas movimentos e ações. (Veja mais).
Unnamed Fiasco é uma batalha épica entre uma velha senhora com um bigode e um lutador lucha libre bebê (Foto: Unnamad Fiasco/Reprodução)

De acordo com Bentes, o Unnamed surgiu no fim de um Game Jam chamado 64 Digits. “Basicamente tínhamos que desenvolver um jogo em um período de 48 horas sobre um tema em particular. Curioso que odiamos o jogo que fizemos para o 64 Digits, mas o trabalho em time serviu para juntar nós quatro e também iniciar as discussões do Unnamed Fiasco. O nossa ideia desde o começo foi recriar a experiência de jogos de multiplayer local de Super Nintendo e Nintendo 64, onde jogadores estão juntos em um mesmo local se divertindo e interagindo pessoalmente enquanto jogam. Também desde o princípio focamos em criar um jogo engraçado e maluco ao mesmo tempo, por isso escolhemos a temática Mexicana e brincamos com a controvérsia, como é visível na nossa personagem principal, que é uma velhinha, símbolo de paz e tranquilidade, usando um chapéu mexicano e que é extremamente agressiva durante a batalha”.

Time responsável pela criação do Unnamed Fiasco (Foto: Arquivo Pessoal)

Bentes contou que trabalha com Tecnologia da Informação desde os 18 anos. Atualmente com 28, já contabiliza 10 anos de experiência na área. Na Suécia, ele iniciou o doutorado na área de Computação na Halmstad University. Como produto do doutorado pretende desenvolver um sistema de detecção de quedas para idosos que funcione em qualquer lugar. “A ideia por trás do sistema é aumentar a independência e autonomia de pessoas idosas”, completou o desenvolvedor.

O jogo também será lançado na Steam para a plataforma PC. Para isso, os jovens tiveram que participar do programa Steam Greenlight, onde a comunidade de jogadores vota nos jogos que querem que sejam vendidos na Steam. O time foi escolhido no fim de 2015.

Fiasco Fest em Santarém
Nas próximas semanas a equipe vai organizar uma Fiasco Fest em Santarém, onde os amantes de jogos poderão jogar o Unnamed Fiasco com os amigos.

Saxofonista santareno vai representar o Pará em simpósio internacional

Júnior Castro é sobrinho do signatário deste blog,
Jota Parente

A paixão pela música e a dedicação ao aprendizado do saxofone permitiram que o saxofonista santareno Júnior Castro fosse selecionado para representar o Pará e a região norte no II Simpósio Internacional de Saxofone Online (Simsax) que ocorre de 1 a 7 de agosto e reúne os maiores saxofonistas do país.

O Simsax é uma organização de músicos que tem como missão transmitir conhecimentos relevantes e transformadores por meio de palestras na internet. A programação inclui vinte e oito palestras com tempo médio de 30 a 45 minutos. O simpósio é voltado para estudantes de música, professores, orquestras, universidades, conservatórios, universidades e demais interessados que apreciam a boa música.

O convite para participar do evento surgiu depois que um dos organizadores viu o trabalho dele divulgado em seu site pessoal (www.juniorcastrosax.com). Castro vai apresentar a palestra "Uma extensão da mente sonora" em que explica e incentiva o processo de pensar em frases musicais e passar as ideias para o instrumento. O saxofonista vai abordar ainda a importância do solfejo, um dos principais fundamentos para qualquer músico que deseja desenvolver um ouvido musical. (Veja no vídeo Junior Castro tocando).

Ao G1 o saxofonista comemorou a participação no Simsax: "sinto-me imensamente honrado por essa oportunidade em poder contribuir de alguma forma para a comunidade do saxofone por meio da palestra e isso me deixa imensamente feliz e realizado".

Sinto-me imensamente honrado por essa oportunidade em poder contribuir de alguma forma para a comunidade do saxofone por meio da palestra e isso me deixa imensamente feliz e realizado"

Músico, Junior Castro Perfil

Junior Castro nasceu em Santarém e começou os estudos musicais experimentais no teclado digital em 2004. Em Manaus, estudou teoria musical, história da música com os professores Daniel Cauper e Ednelson Barbosa, com os quais também estudou clarinete e saxofone alto. Após a temporada de aprendizado na capital amazonense, o saxofonista retornou a cidade natal onde teve a oportunidade de integrar dois importantes grupos orquestrais da município: Orquestra Jovem Maestro Wilson Fonseca e Filarmônica Municipal Professor José Agostinho.

"Foi amor a primeira vista a minha relação com o sax, quando morei em Manaus participei de um evento religioso e na ocasião havia uma grande orquestra tocando, aí sentei-me ao lado de um saxofonista, e ao ouvir o timbre daquele instrumento me comoveu bastante. Observar a estética visual do mesmo me deixou encantado", revela Junior Castro que toca saxofone, gaita cromática, flauta doce e flauta transversal.

O convite para participar do evento surgiu depois que um dos organizadores viu o trabalho dele divulgado em seu site pessoal (www.juniorcastrosax.com). Castro vai apresentar a palestra "Uma extensão da mente sonora" em que explica e incentiva o processo de pensar em frases musicais e passar as ideias para o instrumento. O saxofonista vai abordar ainda a importância do solfejo, um dos principais fundamentos para qualquer músico que deseja desenvolver um ouvido musical. (Veja no vídeo Junior Castro tocando).

Ao G1 o saxofonista comemorou a participação no Simsax: "sinto-me imensamente honrado por essa oportunidade em poder contribuir de alguma forma para a comunidade do saxofone por meio da palestra e isso me deixa imensamente feliz e realizado".

O músico também faz parte do projeto “Canto, Cordas e Palhetas”, em parceria com os guitarristas paraenses Júlio Tapará e Edmárcio Paixão. Esse novo disco é dedicado à cultura musical paraense e ainda não tem data para o lançamento.

Participou como músico e produtor em diversos festivais de música amazônica, dentre eles: Fecan Trombetas 2008, Fecan Santarém 2012, projeto "As Amazonas do Tapajós" (2011), Encontro das Artes de Santarém (2008 a 2012), Servifest – Santarém (2012, 2013 e 2014), Sairé (2012, 2013, 2014 e 2015), 3ª edição do Festival de Música do Tapajós (2015 e 2016), Canta Santarém (2015 e 2016), Fempo – Oriximiná (2015), Tapajazz Festival (2014 e 2015) dentre outros. No ano de 2013, seu grupo (Grupo Tapajós Instrumental) foi selecionado para o XXVI Festival Internacional de Música do Pará. Participou também do projeto "Da Lapa ao Mascote" (2013), do violonista Sebastião Tapajós (turnê Pará e Rio de Janeiro).

Reações:

0 comentários: