6 de junho de 2016

ITAITUBA/PA - MOTORISTA COM SINTOMAS DE EMBRIAGUEZ LEVA TIRO NA PERNA AO TENTAR PEGAR ARMA DE POLICIAL!!

Policiais militares do Grupamento Tático Operacional-GTO composta pelo Sgt JOÃO LUIZ, Cb AQUINO e SDs MAURICIO e ANDRADE SILVA, quando davam apoio na ocorrência de homicídio na rua 10ª, que teve como vítima o elemento conhecido por 'GAGO', foi avistado um veículo Hilux branca em alta velocidade, com antena grande de radio na carroceria, parecido com carro do acusado de ter baleado sua companheira no início da noite.

Foi realizado acompanhamento e na 11° rua, após a Raimundo Preto, foi feita a abordagem, sendo determinado que os ocupantes saíssem do veículo, mas  apenas os ocupantes de nomes MAGNO RUFINO MOURÃO e KARINA DAIANA MIRANDA desceram do carro.

O condutor do veículo, aparentando fortes sinais de embriaguez,  recusou-se a sair do veículo, forçando os policiais a se aproximarem do veiculo, mas sempre atentando as mãos do condutor que estavam ao volante.

Diante da negativa do motorista, MAGNO chegou a pedir para que o condutor desembarcasse, não sendo atendido e, em razão disso, os policiais tentaram retirar o motorista, quando este abaixou a mão para pegar algo embaixo do banco (facão), sendo então puxado pelas pernas, ocasião quando o acusado tentou pegar a arma do Sgt João Luiz, que empurrou o motorista, sendo então alvejado na perna esquerda pelo Sd MAURICIO.

Após ser baleado, o motorista foi imobilizado e conduzido até o HMI para atendimento médico, sendo retirado o projétil e posto em observação mas, após vinte minutos, o mesmo retirou o soro e curativos, recusando-se a permanecer no hospital, mas o médico não autorizou a saída do paciente, relatando que faria uma medicação e, possivelmente, o liberaria em seguida. O acusado foi identificado como KEINESON DOS SANTOS SOARES, nascido em 24/08/1985. 


Quem também causou problemas aos policiais no momento da abordagem, foi a jovem KARINA DAIANA, que apresentava sintomas de embriaguez, que desacatou os policiais militares com palavras de baixo calão, motivo pelo qual foi apresentada na 19ª Depol, aonde o fato foi registrado para as providências de praxe.

É a segunda vez que se tem conhecimento de que um paciente tenta fazer desordens dentro do Hospital Municipal de Itaituba, sendo a primeira pelo elemento conhecido por 'Macaquinho', colocando em risco a vida de outros pacientes e corpo técnico do HMI, pois, diferentemente de outros hospitais, não há policial de plantão ali, sendo informado a este blog que não há interesse da prefeita em manter um policial no HMI porque haverá custo para a PMI. Enquanto isso, para salvaguardar sua integridade física, os servidores do HMI devem procurar um curso defesa pessoal e assim aprenderem as noções básicas para sua segurança, pois o atual governo não dá importância à segurança daqueles servidores!

Fonte: 15ªBPM...

Texto adaptado de postagem de Junior Ribeiro

Reações:

0 comentários: