7 de junho de 2016

CORRUPÇÃO - CORTADO QUASE R$8 MILHÕES DE SITES SIMPÁTICOS AO PT!

Planalto corta pelo menos R$ 8 milhões de sites simpáticos ao PT

TÂNIA MONTEIRO - O ESTADO DE S.PAULO
07 Junho 2016

Temer suspende verba publicitária prevista por gestão Dilma a blogueiros e jornalistas que defendem a presidente afastada

BRASÍLIA - Em nova batalha da guerra da comunicação contra os petistas, o presidente em exercício Michel Temer cortou a principal fonte de recursos de blogs e sites considerados aliados da presidente afastada Dilma Rousseff e bloqueou ao menos R$ 8 milhões dos R$ 11 milhões previstos para serem liberados até dezembro em publicidade de ministérios e estatais, como Petrobrás, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

RELACIONADAS

A justificativa é que os veículos seriam “instrumento de opinião partidária”, com críticas ao atual governo e ao impeachment, e que a verba será direcionada a iniciativas de divulgação de “múltiplas opiniões”.

Deixarão de receber recursos o Brasil 247, o Diário do Centro do Mundo e o blog Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim. Também estão na lista o blog O Cafezinho, o site Pragmatismo Político e o blog de Esmael Moraes. O Planalto bloqueou verbas ao jornalista Luis Nassif, que tinha contrato com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) para apresentar um programa semanal. Esse contrato foi suspenso.

Outro jornalista alvo dos bloqueios é Sidney Rezende, cujos contratos com a EBC e de patrocínio foram suspensos. Em maio, a Caixa já havia vetado R$ 100 mil a um encontro de blogueiros em Minas simpáticos ao PT.

Mantidos. O Planalto preservou a publicidade em veículos considerados apartidários e destinados à promoção de debates de relevância pública. Estão nessa lista o Observatório de Imprensa, autodefinido “website e programa de rádio e TV brasileiro cujo foco é a análise da atuação dos meios de comunicação em massa no país”, que receberá este ano R$ 231 mil, e o site Congresso em Foco, que se dedica ao Legislativo e tem previstos R$ 940 mil em publicidade.

Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

Muitos perdem, para poucos ganharem. Efeito elite no poder, retrato da desigualdade econômica, racial, sexual, uma verdadeira hipocrisia social, por que tem que ser votado percentual, cotas para mulheres serem deputadas, quando o fim é o mesmo legislar em favor do povo (ao menos deveria ser). Cotas para negros, índios que receberam os mesmos diplomas nas universidades ao fim da graduação?
Como o poder é quem manda, obedece quem tem juízo