16 de março de 2016

PORTOS - MUNICÍPIO DE ITAITUBA VAI À JUSTIÇA PARA RECONHECER SANTARENZINHO COMO DE ITAITUBA

Prefeitura vai acionar Justiça Federal contra o ITERPA

Foto cedida pela SEMA Itaituba,
pelo então titular Valfredo Marques
O ITERPA , Instituto de Terras do Pará, órgão criado em 1975, engavetou há mais ou menos um ano, o processo que envolve a disputa pela comunidade de Santaremzinho, entre Itaituba e Rurópolis.

Cansado de esperar, o município de Itaituba, através da Procuradoria Geral do Município (PGM) vai acionar a Justiça Federal, nesta cidade.

O Município vai pedir Produção de Provas, conforme disse hoje ao blog, a procuradora Nayá Fonseca.

A prefeitura tem um laudo de uma perícia que encomendou, mas, é necessário que seja oficial, disse ela.

Quem deveria ter feito isso seria o ITERPA, mas, o órgão do governo do Estado, apesar de ter todas as condições, finge-se de morto, fazendo de conta que não é com ele, atendendo ao interesse não se sabe de quem e a mando de não se sabe quem.

O pedido de Produção de Provas significa o seguinte: que se a medida cautelar que será protocolada até sexta-feira, 18, a Justiça Federal determinará que seja feita uma perícia, “in loco”, definindo de uma vez por todas, onde é de fato a linha divisória entre os dois municípios querelantes, e a qual município pertence Santarenzinho, falou a procuradora.

Essa polêmica tem bem a cara do Brasil de hoje, pois, por tudo que o Jornal do Comércio e o blog do Jota Parente já pesquisaram e publicaram, de acordo com os documentos que oficializaram a criação do município de Rurópolis, não deveria haver dúvida alguma.

Todavia, espertamente, bem de acordo com o famoso jeitinho brasileiro, Rurópolis brinca do cola, tentando ficar com Santarenzinho por causa dos portos para embarque de grãos naquela comunidade e assim, receber alguma compensação, seja financeira e/ou social.

Se a Justiça for feita, Santarenzinho vai continuar sendo de Itaituba, pois lá nunca pertenceu a outro município que não seja este.

Reações:

0 comentários: