29 de janeiro de 2016

HIDRÉLETRICAS - NOBEL DA PAZ, A QUEM INTERESSA?

As nossas tão cobiçadas riquezas sempre tiveram a atenção dos gringos e, muito das vezes, com a total conivência de alguns brasileiros 'importantes'. Sabendo disso, várias ONGs se instalaram no Brasil com o fito de 'evangelizar', 'ajudar', 'socializar', 'interagir' com o mundo globalizado deles. A bola da vez são os investimentos quanto à geração de energia da 'nova' fronteira energética do Brasil, a Amazônia, que o Greenpeace pretende gerenciar (sem aspas, mesmo), com a conivência do MPF, como bem demonstrado pela aceitação da análise do relatório do Greenpeace acerca do EIA-RIMA feito por servidores do IBAMA e,  conforme nota do blog na postagem, 


"Nota do blog: Quem está por trás do Greenpeace e financia estudo tão caro? Qual o papel do Greenpeace para uma Amazônia sustentável? Quem propôs a análise do EIA-RIMA por esse grupo de 'nobres' cientistas a quem o MPF dá crédito irrefutável? Por que o MPF não pediu ao IBAMA que se manifestasse sobre tal análise? Desde quando o Greenpeace faz analise independente de seu objetivo, que é apresentar óbices ao desenvolvimento dos países pobres sem apresentar alternativas viáveis e duradouras? Pelo que se depreende, o MPF virou porta-voz jurídico do Greenpeace que, vendo não surtir efeito suas ações mirabolantes, cooptou diversos procuradores! O Greenpeace tem a petulância de dizer que tal análise representa "o esforço da sociedade"! Desde quando tal análise passou por audiências/debates públicos em nossa região?
Nove cientistas (?) analisaram os estudos e demonstram a omissão de impactos importantes. Para Deborah Duprat, do MPF, o licenciamento ambiental não pode mais ser uma farsa." - http://www.nortonsussuarana.com.br/2015/10/hidreletricas-cientistas-rejeitam-eia.html 

Mas, para este blog, a mais importante pergunta é: Qual a intenção, objetivo de ter um 'palestrante' ganhador do Prêmio Nobel em uma questão eminentemente técnica? Quem está pagando para esse palestrante 'falar' sobre a Amazônia?
Outras perguntas devem surgir quanto a essa maquinação feita pela Greenpeace!!!

Reações:

0 comentários: