1 de novembro de 2015

ELEIÇÕES 2016 - 'DANADOU', O SAMBA DO CRIOULO DOIDO!

Valmir quer o PSD. Eder Mauro pode ser o caminho

Nota do Blog: Muitos em Itaituba pensam que fazer política é distribuir abraços, sorrisos, tapinhas nas costas, fazer promessas mirabolantes e alguns tostões, esquecendo que a política é feita de história, simplicidade, sucesso, força de vontade, solidariedade, liderança e, principalmente, um pouco de dinheiro, principalmente no Brasil. E em Itaituba, o jogo está começando a fazer a seleção natural dos fortes e seus aliados. E todos sabem que o PSD é um anacronismo e o exemplo mas mal acabado do deficiente/vicioso sistema eleitoral brasileiro. Portanto, o PSD irá para quem lhe oferecer mais e no presente caso,  o PSD, no plano federal, é aliado ao PT, que esta à mesa com o PMDB e assim, na hora certa, com toda certeza o PSD irá para o lado do PMDB no Pará. Mas quanto à vereadora Maria Pretinha e seu grupo, como ficarão com a possível ida de Eliene Nunes para o PSDB? Será que o pessoal do PSDB digeriu totalmente o abandono feito por Eliene Nunes em 2012? Irão confiar nela mais uma vez? Quem ganhará e quem perderá com essa ida de Eliene Nunes para o PSDB?
Mas diante de tantas indagações, já temos um perdedor, que é Ivan D'almeida!


Na tentativa de desestabilizar politicamente a prefeita Eliene Nunes, o ex-prefeito Valmir Climaco, pré-candidato a prefeito pelo PMDB esteve com o deputado federal Chapadinha, em Brasília, onde conversou com o mesmo sobre a possibilidade de tirar o PSD das mãos de Eliene.

Essa luta já vem sendo travada há algum tempo.

Chapadinha chegou a conversar com o presidente do PSD, o ministro Gilberto Kassab, que é seu fundador e quem é dá a última palavra, pedindo o comando do partido aqui.

Só que o deputado estadual Júnior Ferreira conversou com Gilberto Kassab, a quem informou que se isso acontecesse, o PSD perderia um deputado estadual, que é ele e dois deputados federais, Eder Mauro e Joaquim Passarinho.

Kassab tremeu na base. Mas, houve reviravolta sem que nenhuma decisão tenha sido tomada.

O deputado federal Eder Mauro, líder absoluto nas pesquisas de intenção de votos para prefeito de Belém, negocia o apoio de Helder Barbalho para sua candidatura.

Helder teria condicionado seu apoio a um acordo de Eder com Kassab para que o PSD de Itaituba seja entregue a Chapadinha.

Todos esses acontecimentos parecem empurrar a prefeita de Itaituba para o PSDB, até por medida de segurança política dela.


Os eleitores nem imaginam como anda a guerra de bastidores envolvendo a eleição municipal do ano que vem.

Será que vão tomar o PSD da prefeita Eliene Nunes?

Será que ela vai para o PSDB?

Será que Jatene vai dar uma rasteira em Ivan D’Almeida?

Anotem aí, porque as respostas para todas essas perguntas poderão ser SIM.

O pessoal que acompanha a prefeita Eliene Nunes está convencido de que vai sobrar para Ivan D’Almeida, no máximo uma vice na chapa da prefeita, se ela o quiser em sua chapa.

Semana passada ela foi chamada às pressas a Belém para uma reunião com o governador Simão Jatene.

Especulou-se, na ocasião, que o motivo do chamado seria apenas uma reunião política mas, antes, houve um encontro com alguns prefeitos do Estado a respeito de um programa envolvendo verba da ONU.

Depois da reunião, o governador conversou em particular com Eliene, e os ouvidos do blog ouviram que Jatene fez juras de amor eterno a ela, comprometendo-se em apoiá-la na eleição de 2016.

Em certa parte da conversa o governador teria dito, que se ela o conhece bem, sabe que não a deixará sozinha, pois sabe ser grato a quem lhe é fiel, referindo-se ao resultado, em Itaituba, da eleição do ano passado para governador do Pará.

O blog ficou sabendo que ficou alinhavado que a prefeita irá se filiar ao PSDB, bem mais na frente, quando já estiver bem perto de terminar o prazo de filiações.

Te cuida, Ivan, porque tem uma cama de gato sendo armada pra ti!

Oficialmente, Eliene ainda não desistiu do PSD, partido do qual é presidente no município e pelo qual trava uma luta com o deputado federal Francisco Chapadinha.


Ivan D’almeida, na companhia da vereadora Maria Pretinha e posse de muitas dessas informações, mandou-se para Belém para conversar com seu padrinho político, o senador Flexa Ribeiro, que está de olho numa candidatura para governador em 2018.

Foi Flexa quem levou Ivan para o PSDB, mas, a maior autoridade do partido no Pará é Simão Jatene, e Flexa não vai querer trombar de frente com aquele que poderá ser seu maior cabo eleitoral na eleição para o governo do Pará em 2018, caso seja ele mesmo o indicado.

Mesmo diante dessa possibilidade, Ivan foi querer saber como vai ficar sua situação no PSDB para as eleições do próximo ano. Junto com Maria tirou algumas fotos com lideranças do PSDB da capital, as quais circularam pelas redes sociais.

O mais provável é que Ivan espere um pouco para ver como vai ficar o PSDB em Itaituba, e é certo que com a experiência adquirida nos bastidores da política, Dirceu Frederico, cunhado e mentor político de Ivan comece a articular mudanças de rumo no plano político inicialmente concebido.

Certamente, Dirceu vai aconselhar Ivan a não esperar para o último minuto, caso entenda que haverá necessidade de trocar de partido.

Já a vereador Maria Pretinha, com toda sua experiência, sabe que embora goze da amizade e da admiração do governador, não terá como evitar que a prefeita Eliene Nunes se filie ao partido, se essa for a vontade de Jatene, que em última instância poderá bater o martelo e dizer que a candidata do PSDB será Eliene, e ponto final.

Por tudo que foi dito, o que não vai faltar é assunto para as rodadas políticas do final de semana, final de mês e final do ano, porque isso não vai ser desenrolado do dia para a noite.

Pode ser que pouco, quase nada, muito, ou quase tudo do que foi dito se concretize, porque a política é uma atividade dinâmica, na qual raramente a lógica prevalece. Ela é volátil, porque volúvel é o caráter de muitos que a comandam. 

Tudo, em favor do povo; tudo, porque os nossos políticos estão extremamente preocupados em fazer o melhor pelo nosso município. Ou não é?

Claro que não é! Aqui é cada um puxando a brasa para sua sardinha e dizendo, Mateus, primeiro os meus.

Pelo menos serve para animar o desgastado e desacreditado mundo dos políticos, nos quais ninguém mais acredita, aqui, em Belém, em Brasília, ou talvez seja mais correto dizer, no Brasil inteiro, porque infelizmente, palavra de político, hoje em dia, tem o mesmo valor de uma nota de três reais.

Reações:

2 comentários:

Anônimo disse...

Se eu fosse o Ivan saia dessa barca furada enquanto é tempo. Isso é um ninho de cobrá e se não ficar esperto pode ser picado. Mude para um partido neutro um exemplo PR poderá fazer uma campanha mais tranquila.

Anônimo disse...

Pelo que vejo tem pouca gente interessada no bem do nosso município. Estão todos querendo se da bem, infelizmente. Quando vejo que a campanha do ano vem vai ser uma das mais caras com pelo menos três candidatos fortíssimos em dinheiro que são valmir, Ivan e Eliene, com Paulo Gilson correndo por fora. Todos sabemos dé onde vai sair todo esse dinheiro gasto nesta campanha depois do candidato eleito, por isso que município não vai crescer nunca. A população tem que ficar atenta quanto mais dinheiro gasto mais o povo vai sofrer. Porque depois todos vão querer recuperar o dinheiro investido e quem pág tudo isso e o próprio povo. Já vejo gente dizendo que apóia esse ou aquele candidato, mas que devemos colocar em primeiro lugar é o nosso município, isso sim. Temos que formar cidadãos consciente e não eleitorés. Porque cidadão é todo dia e eleitor é só em época de campanha.