23 de novembro de 2015

COZINHA - LUGAR PERIGOSO PARA CRIANÇA!


Tem criança em casa? Veja como deixar a cozinha mais segura

Cuidados vão além da organização de objetos cortantes ou quebráveis fora do alcance dos pequenos

19 de novembro de 2015 às 8:00 - Fonte: Revista do ZAP - Publicado por: Redação

A cozinha é o ambiente doméstico mais temido por pais, especialmente os de crianças bem pequenas ou bebês. A preocupação não é à toa. Segundo a a OMS (Organização Mundial de Saúde), o cômodo é o local da casa com mais ocorrências de acidentes. Não existem cozinhas “blindadas”, ou à prova desses imprevistos, mas é possível torná-las mais seguras desde a sua construção para evitar acidentes domésticos com crianças. 


Cozinha é um ambiente perigoso para crianças, por isso é necessário estar atento ao que é guardado (Foto: Shutterstock)

+ Veja produtos que ajudam a evitar acidentes com crianças em casa

+ Saiba como evitar acidentes em piscinas com ralos

A arquiteta Claudia Alionis, da Cactus Arquitetura, explica que os cuidados vão além da organização de objetos cortantes ou quebráveis fora do alcance dos pequenos.

“Vale levantar parte da mobília também. É bom optar por cantos e quinas mais arredondadas em toda a marcenaria da cozinha e instalar gavetas com corrediças próprias para amortecimento”, ensina.

Ainda na construção, pisos antiderrapantes ou emborrachados – este último é ainda acústico e absorve impactos –, podem entrar na lista de itens de importância.

A ausência de puxadores nas gavetas, assim como a não utilização de vidro nos móveis mais baixos, são escolhas inteligentes, e poupam até os próprios adultos de baterem com as pernas ou com os pés no móvel.




“Como material, a madeira ainda é uma opção mais segura, apesar de os vidros estarem cada vez mais resistentes, blindados ou temperados”, diz a profissional.

A cozinha contém itens indispensáveis à casa e que são muito perigosos para as crianças, como fogões e fornos. O ideal é escolher eletrodomésticos equipados com válvulas de segurança e sistema que iniba o vazamento de gás a fim de evitar intoxicação por inalação de gás de cozinha. Se possível, instale o forno elétrico, do tipo embutido, em um local mais alto.

Para pais que não podem fazer adaptações citadas acima no cômodo, a ONG Criança Segura, que promove a prevenção de acidentes com crianças e adolescentes de até 14 anos, dá outras dicas para que as crianças frequentem a cozinha sem riscos. Confira:

1 – Fogão: use as bocas de trás e vire o cabo das panelas para o centro do fogão.

2- Fósforos e álcool: Com fogo não se brinca! Mantenha fósforos, isqueiros e álcool fora do alcance das crianças.

3- Comidas e bebidas quentes: Muitas crianças de até 14 anos atendidas em pronto-socorros são vítimas de queimaduras e escaldamentos. Comidas e bebidas quentes devem ficar longe delas.

4- Facas e objetos cortantes: Cuidado com objetos de vidro, cerâmica e facas.

5- Produtos de limpeza: Os produtos de limpeza devem estar trancados e fora do alcance das mãos dos pequenos.

6- Sacos plásticos: Para evitar riscos de sufocação, mantenha sacos plásticos guardados em locais seguros.

Reações:

0 comentários: