18 de outubro de 2015

MPPA REALIZA AÇÕES PREVENTIVAS AOS IMPACTOS POR AGROTÓXICOS!

SANTARÉM E ITAITUBA: MPPA realiza ações relacionadas aos impactos causados por agrotóxicos
16/10/2015 às 10:02

Em Santarém e Itaituba, o Ministério Público do Estado realizou atividades referentes a “Semana Nacional de Mobilização no Combate aos Impactos Causados pelos Agrotóxicos”, lançada nesta semana. Foram feitas fiscalizações, orientações e ações preventivas.

Em Itaituba as promotoras de Justiça Lilian Regina Furtado Braga e Daliana Monique Souza Viana ministraram palestra na quarta-feira, 14, no auditório da Faculdade de Itaituba (FAI), para produtores rurais, comerciantes e outros interessados no tema. Em Santarém, a ação foi orientada pela promotora de Justiça Agrária, Ione Missae Nakamura.

As ações em Santarém envolveram fiscalizações na zona rural e urbana na quarta e quinta-feira, com a participação do MP, secretarias estadual e municipal de Meio Ambiente, Adepará, Policia Civil, Policia Militar Ambiental, Vigilância Sanitária e Ibama. Seis fazendas na zona rural e 13 estabelecimentos comerciais em Santarém foram fiscalizados.

De acordo com o assessor da Promotoria, Ramon Santos, a ação não foi somente repressiva, mas também preventiva, com orientações repassadas aos proprietários sobre armazenamento, transporte e uso de Equipamento de Proteção Individual (EPIs) no manuseio. “Também passamos informações sobre o andamento do inquérito civil que tem como objeto a ausência de posto para receber embalagens na região, que tramita na promotoria”, diz Ramon.

Nas fazendas e estabelecimentos fiscalizados os principais problemas encontrados foram o armazenamento inadequado, reutilização de embalagens e não apresentação de receituário e notas fiscais. Nas fazendas autuadas pela Adepará os proprietários foram orientados quanto às práticas corretas.

Texto: Lila Bemerguy, de Santarém.
Fotos: Ramon Santos.
Assessória de Imprensa.

Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

O governo federal está mais preocupado em se manter no poder, do que com qualquer outra coisa, o dinheiro que está sendo gasto pra manter a Dilma no poder, daria pra asfaltar a transamazônica uma dez vez. O problema que em todas as esfera se faz sempre ao contrário, tenta se agradar quem está no poder. ao invés de agradar que dá poder a eles, que neste caso é o povo. Sou favorável de fechar mais uma vez a rodovia e não abrir mais, pra ver quem saber essas informações cheguem aos ouvidos de quem possa resolver de verdade essas situação.