10 de setembro de 2015

SANTARÉM/PA - REUS SÃO CONDENADOS POR CRIME DE ABORTO!

Vítima tinha 14 anos na época dos fatos!

Por maioria de votos, o júri da Comarca de Santarém condenou, na madrugada desta quarta-feira, 9, os réus Geferson João Rodrigues de Melo e Cristiano Rodrigues pelo crime de aborto provocado em uma adolescente de 14 anos, no dia 4 de outubro de 2006. O primeiro foi condenado a 6 anos de prisão, enquanto que o segundo recebeu pena de 3 anos. Os dois responderam ao processo em liberdade provisória. 

O crime é previsto no art. 126, parágrafo único (aborto provocado por terceiro em menor de 14 anos) e no art. 29, ambos do Código Penal. Dois advogados atuaram na defesa dos réus. O promotor Rodrigo Aquino atuou na acusação e o juiz Gerson Marra Gomes presidiu a sessão.

O caso - Segundo denúncia do Ministério Público, a adolescente, hoje com 23 anos, e o réu Gerfeson mantiveram um relacionamento amoroso. Após alguns encontros, ela contou a Geferson que estava grávida de dois meses. Ele teria dito que não poderia ter um filho dela, pois era casado e, por isso, era preciso provocar um aborto. 

Alguns dias depois, o réu Cristiano, a mando de Geferson, foi à casa da vítima e lhe entregou sete comprimidos do medicamento Citotec (famoso por provocar aborto) e vários pedaços do remédio embrulhado em um papel, dizendo que a jovem deveria tomar quatro e injetar outros três.

A jovem, a princípio, recusou-se a tomar o remédio e mandou Cristiano devolvê-los a Geferson, porém, ele disse a ela que era pior não tomar, pois Geferson não era "flor que se cheirasse". Depois de Cristiano ter ido embora, ela, intimidada, tomou os remédios, passou mal e começou a sangrar. No dia seguinte, a jovem abortou um feto do sexo masculino, que foi guardado em uma mamadeira com álcool. 

Ela chamou Geferson para lhe mostrar o feto. Segundo consta na denúncia, após ver a mamadeira, irritado, ele retirou o feto, jogou-o ao chão e o pisou. Após, começou a agredir a jovem. O caso foi parar na polícia.

Fonte: Coordenadoria de Imprensa 
Texto: Vanessa Vieira e Jota Ninos

Reações:

0 comentários: