25 de setembro de 2015

FATALIDADE - IDOSA MORRE PRENSADA POR ELEVADO NA OAB

Um acidente com um elevador no prédio da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Bauru, no interior de São Paulo, causou a morte de uma idosa de 85 anos na última quarta-feira (23). A aposentada Maria da Silva e a neta dela, Priscila da Silva Lima, de 34 anos, ambas moradoras no Parque Real, tinham ido à instituição buscar auxílio jurídico.

Segundo o boletim de ocorrência, elas estavam no térreo quando acionaram o elevador, que não tem fosso. Mesmo não estando no andar, por motivos ainda a serem apurados, a porta abriu e ambas entraram antes da cabine chegar. Em seguida a porta travou sem que as vítimas conseguissem se esquivar da aproximação do elevador que estava descendo.

“Como elas já tinham chamado o elevador ele começou a descer. Ele tem um sensor, então ele para numa determinada altura”, explica a diretora da OAB, Márcia Negrisoli. Segundo ela, o elevador só parou a pouco menos de um metro do chão. “Como a senhora já tem uma certa idade, ela não teve a mobilidade para deitar e se machucou”, conta.

“Até que o dispositivo de segurança fosse acionado, ele foi prensando as vítimas. Com os pedidos de socorro nossos funcionários retiraram elas do local e prestaram os primeiros socorros ao mesmo tempo em que o Samu [Serviço Móvel de Atendimento de Urgência] era acionado”, detalha o presidente da OAB, Alessandro Biem.

As vítimas foram socorridas e encaminhadas ao Pronto Socorro Central. A Polícia Militar também foi chamada. A idosa não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois. Já a neta, segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, teve contusão nas duas pernas e precisou usar talas, além de escoriações. Ela foi liberada ainda na quarta-feira.

O prédio da subseção local da OAB, que fica na avenida Nações Unidas, na Vila Universitária, foi reformado recentemente e reinaugurado no dia 10 de setembro.

(DOL, com informações do portal Terra)

Reações:

0 comentários: