31 de agosto de 2015

CASO LEDA - DR. TANGERINO FAZ ESCLARECIMENTO



Recebi às 20:45 de hoje, uma ligação de quase 30 minutos do advogado Jorge Tangerino (foto), que representa o também advogado Altair dos Santos, suspeito de ser o mandante do assassinado da ex-esposa Leda Martha, sua filha Hanna e Taynara, funcionária da boutique da procuradora.

Tangerino ligou para fazer colocações que segundo ele, são fundamentais para colocar uma luz sobre alguns fatos ocorridos e divulgados de forma equivocada, sobretudo nas redes sociais, concernentes à sua ida até a cidade de Estrela do Norte, em Goiás, onde se encontrava preso Dejacir Ferreira de Souza, acusado de ser o assassino das três, em 22 de fevereiro do ano passado, o qual foi transferido para Belém, onde se encontra.


Ele me disse que não procede a informação de que teria ido para lá com o objetivo de conversar com Dejacir antes do delegado Sílvio Birro. Conforme ele declarou na conversa, seu único objetivo nessa viagem foi salvaguardar os interesses de seu cliente. Ele quis acompanhar de perto o que iria acontecer para evitar qualquer tipo de distorção dos fatos.


Quanto à audiência na qual Dejacir foi ouvido, ele acompanhou tudo apenas como ouvinte, na qual esteve presente uma juíza e uma promotora. No seu entendimento, no caso de Itaituba não caberiam novos depoimentos, pois o inquérito foi concluído.


Para o advogado não existe uma só prova robusta, contundente, contra seu cliente Altair dos Santos. Ele entende que a polícia deveria ter seguido outra linha de investigação, mas, preferiu uma na qual alguém precisava ser incriminado como culpado, custasse o que custasse.

Tangerino afirmou ao blog que o presidente da secção da OAB/PA, o advogado Jarbas Vasconcelos foi precipitado em declarações que deu à imprensa na manhã de hoje. Se era para falar o que ele falou,  considera que Jarbas perdeu uma boa oportunidade de ficar calado.

Saio do caso se descobrir que Altair tem culpa, afirma o advogado Tangerino.

Jorge Tangerino declarou com veemência em nossa conversa, que foi muito claro com seu cliente quando foi consultado se o defenderia. Afirmou que só pegou o caso porque, Além de Altair ter jurado inocência no crime, ele sentiu que havia muitas dúvidas sobre o caso. 
O que há de fato, são as ameaças que estão no inquérito, falou ele.


O advogado disse com muita firmeza que, se uma hora dessas descobrir que Altair está mentindo, se tiver certeza que ele é culpado pela morte das três mulheres largará o caso na hora. Isso ele disse para seu cliente com todas as letras, conforme relatou ao blog.

Ele falou que compreende a revolta de seus colegas advogados da subsecção da OAB Itaituba, pela perda da colega Leda e pelas outras duas assassinadas, mas ressaltou que os advogados locais não admitem pensar em outra hipótese que não seja a participação de Altair dos Santos como mandante do crime.


O advogado Jorge Tangerino afirma que embora não haja nenhum laudo psiquiátrico até este momento, a impressão que Dejacir passa por causa do modo como age é de que se trata de uma pessoa com todas as características de um psicopata.

No caso da morte do senhor de idade, em Goiás, falou Tangerino, Dejacir chegou e pediu um prato de comida, tendo sido atendido. Depois de alimentado, pediu dinheiro ao homem, que negou. Imediatamente o criminoso puxou uma faca e matou o senhor sem chances de defesa ao idoso!


Afirmou o advogado de Altair que Dejacir confirmou que se tratava dele mesmo nas imagens que foram mostradas pelo delegado Sílvio Birro durante o depoimento. Também confirmou ter comprado a faca e reconheceu a camisa suja de sangue.

Silvio Birro perguntou se Dejacir o conhecia, ao que ele respondeu que não. Então, o delegado o informou que já o tinha prendido em Santarém, citando até o caso da tatuagem no ombro que terminou por lhe incriminar.

O delegado também perguntou se o acusado conhecia Itaituba, se já tinha ido a Trairão e ele respondeu que conhece o trecho até Cuiabá. Quanto a Altair dos Santos, disse Jorge Tangerino, Dejacir negou, peremptoriamente, que o conhecesse, mesmo diante da foto exibida pelo delegado.

Reações:

9 comentários:

LAURO CERQUEIRA disse...

Conhecendo o Dr. Tangerino, um excelente advogado, mais uma pergunta fica no ar.
O que foi mesmo que veio fazer o Dr. Tangerino na cidade onde esta preso o assassino da Drª. Leda, Hannah e sua secretaria?

Gilberto de Oliveira Frota disse...

Não há pergunta nenhuma no ar. Ele foi apenas fazer seu trabalho que é de saber tudo o que for necessario para inocentar seu cliente. Dejaci é o principal SUSPEITO do crime. Seria estranho se o advogado do sr. Altair não fosse até lá.

Anônimo disse...

... Ele me disse que não procede a informação de que teria ido para lá com o objetivo de conversar com Dejacir antes do delegado Sílvio Birro. Conforme ele declarou na conversa, seu único objetivo nessa viagem foi salvaguardar os interesses de seu cliente. Ele quis acompanhar de perto o que iria acontecer para evitar qualquer tipo de distorção dos fatos. Confira no blog do Jota Parente e fique informado

Anônimo disse...

Não foi isso o que a promotora de Estrela do Norte falou. Ele se apresentou como advogado do Dejaci, o que causou estranheza às autoridades judiciárias. Tudo vai ser apurado no decorrer do processo, inclusive pelo fato do Dr. Tangerino ser advertido gravando a oitiva, conforme registro constante no depoimento do assassino.

Anônimo disse...

Nesse caso, informações de todos os lados aparecem, muitos dizem algo, muitos acusam, muitos adivinham, muitos sabem de tudo, muitos são investigadores muitos querem se beneficiar, muitos querem que o Djacy diga que o mandante seja o Altair, porque muitos querem que o Dr. Altair se ferre. E ninguém olha pros lados, porque tanto interesse que um advogado saia do caminho de outros advogados, porque? O que tem por traz disso?

Anônimo disse...

Se o Dr. Tangerino deixar este caso, não será o primeiro, pois os advogados contratados pelo réu no estado do Mato Grosso abandonaram o caso depois da audiência de instrução onde foram ouvidas as testemunhas de defesa e acusação. Aliás dispensou até grande parte das pessoas que foram depor em defesa do seu cliente....

Anônimo disse...

A tese de que advogados tem receio do Altair e o querem fora de seu caminho é no mínimo infundada e patética. Assim como a de que foi inocentado pelo assassino da Dra.Lêda Martha, sua filhinha Hannah Stella e da vendedora Ellen Thainara. A indagação de quem está por traz disso, também é de uma inépcia sem fim, pois não atenta que toda sociedade itaitubense quer ver esclarecido este caso e clama por justiça. Caia na real meu caro, e deixe de parvoíce...

Anônimo disse...

Sr norton, a prefeita de iatituba foi eleita presidente do consorcio tapajos, acontece que so compareceram 3 prefeitos dos seis, ou seja ela nao teve maioria. a sec executiva do citado consorcio é a esposa do Eraldo pimenta.ela está de licença saude da prefeitura de Uruará. mas pode trabalhar no consorcio, veja este caso.

joão gonçalves

Anônimo disse...

Em conversas com uns advogados na orla, estes indagaram sobre o vazamento do depoimento pelo advogado Tangerino, visto que o processo corre em segredo de justiça.
Esperamos que esta situação seja verificada.
E que o mandante Altair apodreça na cadeia.