31 de março de 2015

MAIS UMA MORTE NA CIDADE. VÍTIMA FOI EMPRESÁRIO NETINHO DA CARNE DE SOL



Como nos velhos tempos da corrida do ouro nos garimpos da região, os bandidos estão agindo a qualquer hora do dia e da noite e em qualquer lugar, colocando em risco as vidas de diversos inocentes ante a quantidade de tiros que esses meliantes disparam na certeza de acertar um que ceife a vida de seu alvo.
 

Itaituba está vivendo um momento 'mágico' ante essa brutal violência quando desde sexta-feira e até hoje, tivemos sete mortes, sendo que a última vítima foi o empresário do ramo de alimentos NETINHO DA CARNE DE SOL, localizada na rod. Transamazônica, esquina com rua Sétima, bairro Liberdade, que foi alvejado por diversos tiros disparados por uma dupla que estava em uma moto Bros, no pátio do supermercado Tradição, localizado na rod. Transamazônica, próximo ao posto Dado, às proximidades do local aonde na sexta-feira foi assassinado o nacional conhecido por Jamanta.



















Informações colhidas no local do crime, dão conta de que um policial à paisana que estava dentro do supermercado, ao ouvir os disparos, atirou na direção dos atiradores, acertando um deles e que não efetuou mais disparos, pois sua pistola travou. Conforme essa testemunha que estava dentro do supermercado Tradição, se não houvesse a presença desse policial, a esposa do Netinho teria sido assassinada. Nessa correria, diante de muitos disparos, várias pessoas correram para dentro do supermercado para se abrigarem dos projéteis. 
Um dos projéteis que entrou pelo vidro do carona do motorista e atravessou a porta do motorista. Carro estava estacionado no pátio do supermercado.

Um dos projéteis que entrou pelo vidro atrás do carona do motorista e atravessou a porta traseira do lado esquerdo
Conforme informações do blog do Jota Parente, Orlando Pierre, da TV Cidade Dourada (Rede TV), conversou há pouco na 19ª Seccional, com dois dos suspeitos do assassinato de Netinho. Um disse que é empresário de Santa Catarina e tem terras no Caracol, no Trairão e não conhecia Netinho.  O outro disse que mora no estado de Mato Grosso; já morou em Itaituba, tendo vindo aqui para fazer um trabalho. Afirmou que conhecia Netinho, mas, negou ter estado com ele no dia de hoje, mas conforme informações de Junior Ribeiro pelo WhatsApp esses dois não têm qualquer relacionamento com o crime.
Banco traseiro do carro com estilhações de vidros


Banco do carona com estilhaços de vidros
O local do assassinato ficou lotado de curiosos, o que em muito dificultou o trabalho de perícia do IML, que procurava projéteis, assim como periciava o carro que estava estacionado e ficou no meio do tiroteio entre os bandidos e o policial à paisana.

E diante de toda essa violência, soube que um corregedor foi chamado junto ao governador para soltar, mesmo que temporariamente, alguns presos ante o iminente risco de algumas prisões no Pará se transformarem em mais uma Pedrinhas. Pode ser causo, mas a quantidade de 'meninos' que serão liberados, é para ficar com medo e ser armar com o nome de Jesus!





Reações:

2 comentários:

Anônimo disse...

ao anônimo das 08:52....,é...,um traficante a menos, e pessoas como vc á 'SOLTA'.

Anônimo disse...

Culpa da eliene