13 de março de 2015

AMBULANTES TOMAM CONTA DA ORLA E PREFEITA SÓ VIAJA!

Ambulantes tomam conta da orla


Quem autorizou a instalação dessa barraca e fixação da mesma?


Vários tipos de comidas sem qualquer higiene são vendidas




Toda sorte e espécie de barraca é montada na Orla

É quase um insulto(?) à sociedade o que está acontecendo na frente da cidade. Construída para ser um cartão postal de Itaituba, a orla aos poucos está sendo invadida por bancas de vendas de comidas, de bebidas e de outras coisas mais, além de poluir a visão de quem quer contemplar o rio Tapajós nos finais de tarde. Essas banquinhas também atrapalham as pessoas que passaram a usar esse espaço da orla para as suas caminhadas diárias.




Mesmo considerando a necessidade de sobrevivência dessas pessoas, não para aceitar que a frente da cidade, onde está a única obra construída com base em consultas públicas feitas junto aos seguimentos organizados da sociedade, se transforme em mais uma feira livre.

Quem passa pela Getúlio Vargas próximo ao porto da balsa no final da tarde se depara com uma cena horrível: a fumaceira provocada pelos fogões acesos se espalha pelo local, exalando o cheiro de gordura queimada. É uma cena que não combina com a beleza do lugar e o mais incrível disso é que as autoridades governamentais não tomam nenhuma atitude para retirar esses quiosques ambulantes, ou mesmo impedir que eles continuem avançando pelo calçadão da orla, misturando-se com as palmeiras imperiais que ornamentam aquela parte da orla.
Assistindo a esse descaso, imagino a infinidade de pessoas que gostariam de morar numa cidade com a frente para um rio, e nós, itaitubense, temos esse privilegio de contar com essa vista maravilhosa do Tapajós, mas não valorizamos minimamente esse presente da natureza e, como a administração municipal não cuida desse patrimônio e os seguimentos organizados da sociedade nada cobram do governo, fica aberto o caminho para as ocupações irregulares dos poucos espaços públicos que a cidade tem, e a orla é um desses espaços que está sendo invadido, infelizmente!

Weliton Lima, jornalista, comentário veiculado no Focalizando, quinta-feira, 12/03/2015

Postado por José Parente de sousa
Imagens blog do nortonsussuarana.com.br

Reações:

6 comentários:

Anônimo disse...

É o governo do desmando. Acho que o pessoal que tem seus carrinhos, barraquinhas deveriam ter consciência de que já que não estão pagando nada pelo espaço, deveriam levar seus pertences quando encerrarem as atividades e manter limpo o local. Seria o mínimo que o pessoal poderia fazer. Não podemos também cobrar apenas o poder público, se nós não fizermos nossa parte.

Anônimo disse...

AO WELITON LIMA..ESTÃO LÁ COM A AUTORIZAÇÃO DA MESMA PESSOA QUE AUTORIZOU A CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO DA "RODONAVE" OU VC JÁ ESQUECEU..??????

Anônimo disse...

ao anônimo das 10:19.....não estão pagando nada????,vc que pensa!!! hoje aqui em ITAITUBA nos estamos pagando até pra REZAR.....essa prefeita é igual a mandacaru,não da sombra e nem encosto......eita nos........

Anônimo disse...

atenção.....,brevemente na orla de ITAITUBA mais um grande investimento...!!!! UMA SUPER LOJA DE PET,com venda de filhote de cachorro vira latas,e também de filhote de urubus.......,OBS.....só vendemos de casal....AGUARDEM....

Anônimo disse...

Mudando um pouco de assunto, mas no mesmo contexto, discordo quanto as manifestações que irão fazer amanhã, contra a presidente Dilma, acho que essa cobrança deveria ser mais ampla e cobrar também dos governos estaduais e municipais que neste momento se aproveitam das medidas tomadas pelo governo federal e querem jogar culpa de todos os problemas sobre ele. Tomando como exemplo Itaituba, o governo federal tem enviado vários milhões em recursos para realizar várias obras, ai eu pergunto aonde estão essas obras? Será que isso também é culpa do governo federal, claro que não, ele tem feito a sua parte em alguns casos, mas alguns gestores com a conivência de alguns vereadores não tem feito a sua parte e com a desinformação de alguns cidadãos acabam passando a imagem de que o problema está apenas no governo federal, o que não é verdade. Que fique bem claro que não estou defendendo o governo federal, e sim alertando que essas cobranças deveriam ser em todas as esferas, pois temos problemas em todas elas, principalmente em nosso Estado.

Anônimo disse...

Vi agora pouco no face da prefeitura que lançaram o alvará digital, tudo que é para cobrar imposto da população do município e arrecadar mais dinheiro, eles dão um jeito de tornar rápido, agora as melhorias para o município parece que vem de jegue e demoram um tempão. Veja a questão da UPA já vai pra dois anos que começaram e nunca teve nenhuma resposta em relação a esta obra. Primeiro disseram que iriam entregar em dezembro de 2013, depois passou para abril de 2014, depois para setembro de 2014, e estamos no meio de março de 2015, e nada. A praça CEU é outra obra que ninguém sabe que dia vão entregar, começou a obra também em 2013, com a promessa que entregaria no final de 2013, passou todo 2014 e estamos em 2015 e nada. A praça do congresso é outra coisa absurda uma mini reforma na praça e agora em março completa dois anos e nada. O shopping popular, é mais uma obra que só enganação para os ambulantes da Hugo de Mendonça. Então facilitar a vida do povo eles não querem, mas arrumar um jeito de cobrar imposto é com eles mesmo.