8 de fevereiro de 2015

BLITZ - COMTRI-DETRAN-POLÍCIA MILITAR

Hoje à noite, na trav. Treze de Maio, no trecho entre ruas Maranhão e Décima Segunda, viaturas da COMTRI, DETRAN e Polícia Militar fizeram uma blitz para tirar de circulação automóveis irregulares, bem como motoristas sem a devida licença legal para dirigir, ou com a CNH vencida.

Motos e carros foram parados para as averiguações de praxe e, os que estavam trafegando irregularmente, foram apreendidos, mas somente cinco motocicletas foram rebocadas.

Em conversa anterior com o Diretor da COMTRI, André Paxiúba, esse falou-me que já estão agendadas diversas blitzs e várias no mesmo dia, mas em locais diferentes, haja vista que a comunicação via WhatsApp entre os infratores em muito dificulta para um resultado melhor. Os objetivos dessas blitzs, além dos mencionados acima, visa retirar de circulação as motos que usam escapamento fora do padrão do INMETRO, quanto ao grau de poluição sonora produzido por essas descargas, principlamente as da marca Saraku.

É de fundamental importância que nossos órgãos de trânsito se unam para minorar a violência, que vem causando muitas mortes, principalmente de jovens, levbando ao desespero pais e amigos, como no caso do jovem Eduardo Teixeira. Mas penso que esse trabalho tem que ser feito dentro de todas as escolas, com apresentação de palestras, filmes e imagens (após autorização) dos acidentes e dos familiares, inclusive depoimentos, lamentando a perda prematura de seus entes queridos.

Sabemos que é uma luta difícil e árdua, principalmente ao ver que, após a saída das viaturas do local da blitzs, diversos 'rapazes' passaram feitos loucos em suas motos, com passageiros. E todos sem capacetes! A Câmara de Vereadores pode entrar nessa luta, com a criação de leis, caso necessário, cobrando do(s) responsávei(s) pelo acidente, os custos dispendidos pelo Hospital Municipal com o tratamento dos envolvidos. Salvo engano, no estado de São Paulo, o INSS já esta cobrando a fatura pelo pagamento de pensão resultante de acidente de trânsito, ao responsável pelo acidente.

Quem sabe aqui também o Município não possa fazer essa cobrança dos custos do tratamento?

Mas precisamos reagir, pois o tempo urge e infelizmente mais vidas serão ceifadas. Ontem, foi o filho do amigo Edson Teixeira, jovem que bruscamente teve sua vida encerrada, sonhos interrompidos e planos encerrados, ficando aos pais e amigos a dor e a sensação de impotência diante de tanta violência.

E amanhã? E depois de amanhã e assim sucessivamente, quem perderá mais um(a) filho(a)?

Parabéns aos agentes da COMTRI, DETRAN e Polícia Militar!!









Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns à todos. O mais importante já foi feito: iniciaram um trabalho de conscientização das crianças e jovens para que percebam que o trânsito é um espaço de convivência e que devemos respeitá-lo.