15 de janeiro de 2015

ALUNA RICA USA COTAS PARA APROVAÇÃO EM MEDICINA NA UEPA!

Passou em Medicina como cotista, mas é filha de dono de escola


Mãe de cotista desabafa sobre polêmica

(Foto: Reprodução/Facebook)


Karla Cancela, mãe da aluna Bruna Cancela, fez um desabafo em sua página no Facebook, nesta quarta-feira (14), após a polêmica aprovação da filha no curso de Medicina da Universidade do Estado do Pará (Uepa). Bruna é filha de um dos sócios de uma escola particular de Belém, e concorreu como cotista por ter por sido bolsista na escola do pai onde concluiu o ensino médio.

"Falsos moralistas, façam como nós, cuidem das suas vidas. Saiam de suas casas e ganhem seu dinheiro honestamente sem precisar pisar ou humilhar ninguém, opinião é diferente de agressão. Utilizar rede social para despejar seu ódio contra minha filha é fácil, esconder-se atrás de um teclado como o defensor de cotas, disso ou daquilo, também estou acostumada a encontrar todos os dias na minha vida, são os mesmos que vão ao Equipe pedir para declararem seus filhos como bolsistas e não são atendidos, que sonegam seus impostos (sic)”, disse na publicação.

No texto, Karla fala sobre atitude legal e imoral. “Meu desprezo total e aos que não nos conhecem que criem fóruns de debates sobre o que é legal e imoral? Não praticamos ato imoral, minha filha sempre foi bolsista desde os 3 anos de idade quando começou a estudar, como vários aprovados como cotista em Medicina na UEPA, façam um levantamento na lista de aprovados e vejam qual a situação econômica dos mesmos e julguem com a mesma voracidade com que fizeram conosco, hipócritas virtuais e imorais são vocês que citam nossos nomes sem conhecer nossas vidas e nossa história de luta, pior os que acham que conhecem tem a cara de pau de fazerem posts ferozes defendendo a moral sem saber a verdade”, completou.

A mãe da aluna falou ainda que “o edital do processo seletivo foi divulgado em julho de 2014 e nenhum defensor da moral e da ética procurou informações sobre o assunto”.

Karla criticou ainda o trabalho dos jornalistas, ao dizer que “é muito fácil julgar e emitir opinião sobre o que é divulgado por pessoas inescrupulosas que utilizam a máquina estatal em seu benefício, porém atrás de seus laptops e jornais vestem-se com armadura de éticos e morais”.

(Foto: Reprodução/Facebook)

(DOL)

Postado por Icaro Gomes

Reações:

0 comentários: