25 de outubro de 2014

JATENE E A INGRATIDÃO


Simão Jatene, no meio, quando assessor de Jáder Barbalho, a quem hoje ofende!

Todos sabem que voto em Hélder, mas esta postagem não é para fazer loas ao meu candidato, pois a escolha já foi feita, mas sobre a ingratidão.
Ser ingrato é uma faculdade unicamente humana; e uma das mais vergonhosa. E nosso governador, após tantas andanças com Jáder Barbalho, inclusive por Ministérios em Brasília/DF, frequentar a casa dos Barbalhos, comer na mesma mesa, ser criado politicamente-financeiramente pelo Jáder Barbalho, hoje chama os Barbalhos de ladrões, com quem andava e, quem sabem, também não roubava junto?
Como uma pessoa dessa pode ser de confiança? Como pode uma pessoa dessa, com a idade da maturidade formada, ser ingrato, cuspir no prato que tanto saciou sua fome?

Sabemos que em políticagem tudo é possível, principalmente quando essa 'arte' da senvergonice é feita por pessoas da estirpe do Jatene, que antes de ser adversário político,  era useiro e vezeiro em homologar as práticas políticas de Jáder. Agora, não concorda mais com elas, pois tem suas próprias práticas!

Significado de Ingratidão

s.f. Característica da pessoa ingrata; qualidade de quem não reconhece o bem que lhe foi oferecido nem a ajuda que lhe foi concedida; ausência de gratidão. 
Comportamento ou atitude da pessoa que expressa falta de gratidão. 
Estado, característica ou qualidade do que não consegue alcançar os devidos resultados; que se apresenta de maneira árdua. 
Jurídico. Que não demonstra gratidão por algum benefício recebido, fazendo com que o mesmo perca sua validade legal. 
(Etm. do latim: ingratitudo.inis)

Reações:

8 comentários:

Osmar Costa Jr. disse...

Meu blog SAIBA DAS COISAS não está entre os parceiros? Coloque-o aí para minhas postagens serem lidas pelos seus seletos leitores. Um abraço. Costa Jr.

Norton Sussuarana disse...

Caro amigo Costa Júnior, coloquei sua matéria, bem como sou leitor assíduo de seu blog, mas ultimamente nossa internet aqui está igual ao governador: sempre ausente!

Anônimo disse...

Engraçado o Norton falar isso jatene e defender o Dudimar que só se tornou deputado federal graças ao Jatene. E hoje pede voto pro Hélder se esquecendo que colocou ele lá foi o Jatene. A prova disso que as urnas desse ano deram esse recado pra ele. Você usa dois pesos duas medidas conforme seu interesse.

Anônimo disse...

Votar no Barbalho???? Deus me perdoe...que continue o Jatene.

Norton Sussuarana disse...

O Jatene não deu cargo nenhum para o Dudimar, pois deputado federal não é cargo biônico; foram os 25 mil votos que ele teve o elevaram à condição de deputado federal que, por causa do agrado de Jatene ao Sabino, que estava doente e não tinha condições de fazer as viagens Belém-Brasília-Belém, foi indicado a Conselheiro do TCE (cabide de emprego), e em consequência, a vaga ficou com Dudimar. Mas Jatene não fez para agradar Dudimar, mas sim, a Sabino!!
Quanto a não votar em Barbalhos, desejo entender como vários eleitores votaram no Jatene-Equador e na Dilma, que é 'bom' exemplo de administração no Brasil!

Anônimo disse...

Não é Cipriano Sabino e sim André Dias.

Anônimo disse...

As crias venceram o criador pela quinta vez. Foram duas vitórias do saudoso Almir Gabriel e três vitória de Simão Jatene. Tudo isso se deve por não carregarem esse sobrenome vergonhoso chamado Barbalho, pois todos os parentes de Jader que tem mandato nenhum utiliza o sobrenome. José Priante, Igor Normando, Elcione, Simone Morgado. Até o filho que antes era Hélder Barbalho hoje é apenas Hélder. Quanta vergonomia carregar esse sobrenome que é sinônimo de corrupção em nosso estado e até no Brasil. Gosto muito do seu blog, mas tem coisas que não dá pra aceitar.

Anônimo disse...

A eleição desse ano comprovou ainda mais que o mandato do Dudimar foi o Jatene que deu. Porque esse ano Jatene não vai fazer nada em relação a isso e vamos ver se o Dudimar vai conseguir ir pra Brasília.