15 de junho de 2014

PRIMEIRO FOI O BRADESCO! AGORA A RODONAVE!

A história dos 200 mil procede

NOTA DO BLOG: Prefeita Eliene Nunes está roubando a população? Essa e outras perguntas devem ser respondidas. Primeiro foi a questão do Bradesco onde a prefeita 'sumiu' com mais de R$1.6 milhão e ficou por isso mesmo. Agora, é com a Rodonave, empresa dona das balsas que faz a travessia no rio Tapajós e que doou à prefeitura esses R$200 mil. Cadê nossos representantes? Será que essas quantias foram/serão divididas igual ao asfalto, conforme falou o vereador Dadinho?
 No meio da semana passada em enviei uma mensagem pelo Whatsapp, para o deputado federal Dudimar Paxiúba, no qual perguntei se eu poderia divulgar uma informação que tinha chegado até este blog por uma fonte.

O deputado respondeu que é óbvio que pode,
conforme o print à esquerda, parte de baixo, ressaltando que quando se trata de verba e serviço público não pode haver confidências. Pelo contrário! Deve sempre, por imposição legal, prevalecer a transparência e principalmente o princípio da publicidade.

Pois bem, essa é a correta posição do deputado itaitubense, a qual infelizmente é uma minoria de agentes públicos, sobretudo ordenadores de despesas que seguem.

Vamos ao fato - Faz alguns dias que circula à boca pequena e à boca grande, uma informação dando conta de que o deputado Roberto Dorner, do PSD, mesmo partido da prefeita Eliene Nunes, teria repassado R$ 200 para à prefeitura de Itaituba, através de sua empresa, a Rodonave, dona das balsas que fazem a travessia do Rio Tapajós entre Itaituba e Miritituba.

O deputado Roberto Dorner encontrou o deputado Dudimar Paxiúba em Brasília, em um dos corredores da Câmara, quando perguntou se era verdade que ele vinha sendo criticado por seu colega de parlamento por causa das balsas.

O deputado Dudimar respondeu que suas críticas eram direcionadas para a péssima qualidade do serviço prestado para as pessoas que utilizam essas balsas. Falou também da grosseria de muitos dos empregados, além do preço.

Roberto Dorner disse para Dudimar: "mas eu estou ajudando o seu município. Recentemente eu dei para a Prefeitura de Itaituba a soma de R$ 200 mil".

Ora, o governo da prefeita Eliene Nunes não tem sido um bom exemplo de transparência. Muito pelo contrário.

Quando Roselito Soares acertou o negócio com o Bradesco para receber os famosos R$ 3 milhões pela folha de pagamento do  município, ele disse na ocasião que o dinheiro seria usado na construção do ginásio poliesportivo. 

Quanto ele usou daquele dinheiro naquela obra sobre a qual pesam acusações de superfaturamento, ninguém sabe, nem nunca vai saber. Mas, ao menos deu uma satisfação para o contribuinte.

Na atual administração, além desses R$ 200 mil, existe o acerto com o Bradesco pelo qual Prefeitura de Itaituba recebeu ou vai receber R$ 1.600.000,00 para manter naquele banco a folha de pagamento, sem que a administração municipal tenha dito nada sobre como pretende aplicar essa verba.

Logo, a gestão de Eliene, de uma só vez consegue ferir o princípio da publicidade e da transparência.

Isso tudo sob o complacente olhar dos vereadores da Câmara Municipal de Itaituba, excetuando Nicodemos Aguiar, que foi o único a fazer algum tipo de cobrança a esse respeito.

Uma das principais funções de um vereador é fiscalizar o Poder Executivo. Porém, essa parte das suas obrigações os nobres edis tem evitado cumprir. Por isso, Eliene continua nadando de braçadas.

Reações:

5 comentários:

Anônimo disse...

QUERO SABER SE ALGUÉM VAI TOMAR UMA PROVIDÊNCIA PORQUE ISSO É IMORAL, MEDÍOCRE E INDECENTE...

Anônimo disse...

e o sr me fala nesse mandato o que tem de moral nesse bando de corrupto

Anônimo disse...

e ai norton tuas barbas vao ficar brancas e vc nao fara mas nada ? kd os vereadores? kd o ministerio publico nao vai se manifestar?

Anônimo disse...

ITAITUBA NÃO ESTÁ ENTREGUE ÀS BARATAS, MAS AOS LADRÕES!!!

Anônimo disse...

vergonha!!!!