7 de maio de 2014

AVEIRO E OUTROS RECEBERÃO RECURSOS FEDERAIS PARA SANEAMENTO

Dilma libera R$ 170 milhões para o PAC 2


OS MUNICÍPIOS DA REGIÃO QUE IRÃO RECEBER RECURSOS SÃO AVEIRO, FARO, JURUTI, NOVO PROGRESSO, ÓBIDOS E URUARÁ.


Trinta e sete municípios do Pará já podem dar início à obras de saneamento em seus municípios. Em cerimônia realizada ontem pela manhã, no Palácio do Planalto, em Brasília, a presidente Dilma Rousseff lançou a terceira etapa das ações de saneamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2 para municípios com até 50 mil habitantes. Para o estado do Pará estão sendo destinados R$ 170 milhões para obras de esgotamento sanitário e de abastecimento de água para a população.
Ao participar ontem da cerimônia, o presidente em exercício do PMDB paraense e ex-presidente da Federação das Associações dos Municípios do Pará (Famep), Helder Barbalho lembrou que recente levantamento feito pelo Instituto Trata Brasil revelou que o Pará tem apenas 2% de seu esgoto tratado.
“Ou seja, em uma população estimada de 7.7 milhões de habitantes, somente 183 mil paraenses desfrutam de redes de esgoto em seu domicílio. É o pior resultado do Brasil. O abastecimento de água chega a apenas 30% da população”, ressaltou Helder.O estudo “Benefícios da Expansão do Saneamento Brasileiro”, realizado em parceria com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável, que mostra a evolução do saneamento básico no Brasil e nas unidades da Federação nos últimos 12 anos verificou que, considerando o número de moradias, o resultado é ainda pior: somente 1,4% dos lares paraenses têm acesso a esgotamento sanitário. O custo para atingir a universalização, ou seja, todos os domicílios abastecidos com água e esgoto é de R$ 16,289 bilhões, ou 18,4% do Produto Interno Bruto do Estado.
Os investimentos anunciados ontem pela presidente Dilma somam mais de R$ 2,8 bilhões, e serão repassados a 635 municípios para implantação de sistemas de abastecimento de água e esgoto.
Dilma disse a prefeitos e gestores que o Brasil deu um salto no investimento em saneamento nos últimos anos. “Para os pequenos municípios chegamos a quase R$ 7 bilhões, mas o total do investimento em saneamento no Brasil chega a R$ 37,8 bilhões para todos os municípios do país, sejam pequenos médios ou grandes”, disse se referindo aos investimentos do PAC iniciados no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
(Diário do Pará)

Reações:

0 comentários: