17 de abril de 2014

SERÁ O TARADÃO?

Polícia prende suspeito de ser o taradão maniaco de estuprar mulheres em Itaituba


Nilson Alves do Nascimento, 27, foi preso por volta das 20h da última terça-feira (15) na 29ª Rua, bairro do Piracanã. No momento em que a guarnição do sargento Darlison Coelho chegou ao local o indivíduo já estava sob o domínio de populares. Informações de testemunhas dão conta de que, por volta das 18h30, uma jovem que passava pela via pública teria sido abordada por um homem desconhecido, que perseguiu a menina e conseguiu alcançá-la. O suspeito teria tentado arrastar a moça para um terreno baldio quando foi visto por um mototaxista identificado como Natan Parente. “Eu achei aquilo esquisito e cheguei junto. Ele tentou escapar, mas foi alcançado e nós dominamos ele (Nilson) até a chegada da polícia”, resumiu Natan.

  
O sargento informou, ainda, que Nilson Alves do Nascimento escapou de ser espancado pelos populares, que viram no suspeito as características de um homem que ainda está sendo procurado pela polícia.



Na manhã desta quarta-feira (16), Nilson Alves do Nascimento foi submetido a acareação com vítimas e parentes de vítimas de estupro. Os crimes ocorreram entre os meses de dezembro de 2013 e fevereiro deste ano e foram feitas, pelo menos, dez vítimas. A polícia ouviu todas as vítimas que registraram o crime na 19ª Seccional de Polícia e definiu o método do bandido. “Ele costumava chegar à da mulher depois de ‘pesquisar’ nos arredores.
O bandido já entrava praticamente sem roupa. Usando uma faca, ele dominava a vítima e praticava o crime. Várias vítimas relataram ações semelhantes, e a polícia concluiu que havia um maníaco que estava praticando os estupros”, disse o delegado Jardel Guimarães, superintende da Polícia Civil do Tapajós.

Segundo a polícia, em alguns casos, o indivíduo chegava a dominar outras pessoas que estavam na casa e, sob a ameaça de esfaquear a principal vítima, ele mantinha as pessoas em outro cômodo. “Não há dúvida de que temos aqui um caso típico de um psicopata. Por sorte, ele ainda não fez nenhuma vítima fatal”, complementou o delegado.

À época dos ataques, a polícia reuniu detalhes sobre as características físicas do acusado, além do tom de voz, que também foi comparado pelas vítimas no momento da acareação. O suspeito foi definido como um homem de pele negra, aparentando ter entre 25 e 35 anos; de estatura beirando 1,85 metro; várias tatuagens pelo corpo e tom de voz brando. Outro detalhe são as mãos, que, segundo as vítimas, aparentavam estar sujas de graxa ou coisa parecida.

Ao ser indagado sobre o porquê de ter atacado a jovem na noite de terça-feira, Nilson Alves do Nascimento se limitou a dizer que não tinha a intenção de fazer mal, apenas conversar. Ele informou, ainda, que é natural de Itaituba e trabalha no garimpo; mora com a mãe, é solteiro e não tem filhos. As tatuagens, além de outros sinais particulares do acusado serão utilizadas pela polícia como um importante item para confirmar ou descartar a possibilidade de Nilson ser o maníaco que atacou as mulheres.

Texto: Mauro Torres

Reações:

0 comentários: