24 de fevereiro de 2014

OAB/PA QUER A PRISÃO DO PRINCIPAL ACUSADO PELO TRÍPLICE HOMICÍDIO



Itaituba - Advogados querem a prisão temporária do principal suspeito do assassinato da diretora subseccional
IMG-20140223-WA0055_350x263
Por conta de mais esse
 crime bárbaro, que vitimou
 mais uma advogada, o presidente
 da OAB-PA, Jarbas Vasconcelos,
 decretou luto oficial de três dias.

Até o final da tarde de hoje, 23,
 o presidente da OAB-PA, Jarbas 
Vasconcelos, continuava em Itaituba.
 No final da manhã, ele reuniu
 com os advogados na sede da subseção
 da Ordem em Itaituba. Eles estavam
 bastante insatisfeitos com o trabalho
 da polícia local, que decidiu liberar o
 principal suspeito do assassinato da advogada Leda Marta Lucyk dos Santos, 40 anos, 
diretora-tesoureira da subseção da OAB em Itaituba, que ocorreu na manhã de ontem, 22.
 Também foram vítimas de assassinato a filha da advogada, Hannah Estela, 10 anos, e da
 funcionária da loja (Taynara Siqueira), ambas também com perfurações no corpo.
Segundo o presidente da Ordem, a insatisfação teria motivado a solicitação de 
mudança do delegado responsável pelo caso. O que foi feito pelo vice-presidente da
 OAB-PA, Alberto Campos, em contato direto com o secretário de segurança pública do
 estado, Luiz Fernandes. “Vale ressaltar que o motivo dessa insatisfação é devido à 
relação de amizade existente entre o delegado que estava no caso e o suspeito
 do crime, o também advogado Altair Santos, ex-companheiro da diretora da
 subseção.”, informou Jarbas. Segundo ele, a amizade existente entre eles podia
 comprometer a isenção do policial nas investigações.
Providências
IMG-20140223-WA0054_350x263Após o pedido da OAB, o Delegado Silvio Birro, de Santarém, designado direto pelo delegado geral Rilmar Firmino já está em Itaituba, com uma equipe especial, assumiram as investigações sobre o triplo homicídio. O superintendente regional da Polícia Civil de Itaituba, Jardel Guimarães, também já à frente dos trabalhos.
Acompanho pelo presidente da subseção de Santarém, Ubirajara Bentes, da presidente da subseção de Itaituba, Cristina Bueno, da conselheira seccional da Ordem Karen Carneiro, pelo defensor público e pelo representante do Ministério Público, o promotor João Cavalero de Macedo - que tem acompanhado tudo
 de perto desde os primeiros instantes – Jarbas retornou ao Instituto
 Médico Legal – IML, onde conversaram com os peritos, viram os materiais
 colhidos, fotos e a faca do crime.
IMG-20140223-WA0053_263x350No meio da tarde de hoje, 
o presidente seccional voltou a
 reunir com os advogados, com os
 novos delegados que assumiram o
 caso e ainda com João Cavalero de 
Macedo, do Ministério Público. Eles pediram
 aos delegados que eles consigam a prisão
 preventiva do principal suspeito, o advogado
 e ex-esposo da Leda Marta. “Ele precisa ser 
investigado e a polícia precisa conseguir
 um mandado de busca, a quebra de 
sigilo bancária, etc. Estamos insistindo
 que os Delegados peçam a temporária,
 pois corremos o risco de ele acabar
 fugindo.”, afirmou Vasconcelos.
Jarbas retorna ainda hoje para Belém, 
mas promete continuar na capital, ao lado
 dos advogados e da diretoria da Ordem, a
 luta incessante por mais segurança no estado. “Toda vez que um crime bárbaro desse acontece,
 a sensação que dá é que o nosso estado não tem mais jeito.
 Mas, não vamos desistir, estamos consternados com a morte 
da nossa colega, mas também, ainda mais fortes para lutarmo
s por justiça, por mais segurança para o povo do Pará.”, concluiu. 
Uma comissão composta de três advogados foi nomeada pelo 
presidente da seccional paraense da Ordem para acompanhar 
todos os trabalhos de investigação. A equipe será coordenada
 pelo advogado Jairo Araújo.

IMG-20140223-WA0042_450x253
O Crime
O crime aconteceu ontem, sábado, (22), por volta das 20hs, o corpo
 da procuradora do município de Itaituba Leda Marta foi encontrado
 dentro de sua loja (Belíssima Moda Íntima) 
com varias perfurações causada por um objeto cortante, possivelmente
 uma (faca). Ao lado dela estava o corpo
 de sua filha, Hannah Estela, 10 anos, e da funcionária da loja,
 Taynara Siqueira, ambas também com perfurações no corpo.
Os corpos de advogada e da sua filha já foram levados para Palotina,
no interior do estado do Paraná. O corpo da jovem Taynara Siqueira seria
 encaminhado para a localidade de Fordlândia, no município de Aveiro.
Os corpos foram encontrados por uma tia da funcionária da loja, que
 sentiu falta da sobrinha que costumava chegar cedo aos sábados e 
não estava atendendo o celular. Ao chegar à loja a tia viu os corpos
 e chamou os bombeiros que foram ate ao local, mas as três já estavam
 mortas já algum tempo.
Peritos do Instituto Médico Legal - IML foram até ao local para fazer a perícia
 e remoção dos corpos. Inicialmente o ex-marido da advogada, Altair dos
 Santos, que também é advogado, foi apontado como suspeito de ter
 cometido o crime, ele foi detido e levado para o quartel da Policia Militar.
Algum tempo depois, ele foi levado para Delegacia de Policia Civil,
 prestou alguns esclarecimentos.

Reações:

0 comentários: