8 de outubro de 2013

CONSTRUÇÃO DE BELO MONTE BENEFICIA MATO GROSSO

CONSÓRCIO COMPRA CIMENTO NO MATO GROSSO PARA CONSTRUÇÃO DA HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE

Esta deve ser a nossa preocupação com esses empreendimentos que estão chegando a Itaituba. Sempre, na apresentação dos projetos, seja para a comunidade, seja em audiência pública, é dito que será valorizado o comércio e a mão de obra local, mas na realidade não é isto que estamos vendo.  Este Blog descobriu que a construção da Hidrelétrica de Belo Monte, no município de Altamira, está sendo feita com  cimento comprado no Estado do Mato Grosso.
O cimento é comprado do Grupo Votoratin, fabricado na cidade de  XAMBIOA, no  Estado do Mato  Grosso, distante  da barragem quase que  o  dobro da distância da fabrica de cimento do Grupo João  Santos, no município de Itaituba, no Estado  do Pará, a 400 quilômetros  de distância de Altamira. Com isto, os municípios paraenses e o próprio Estado do Pará vão perder uma “fabula” de dinheiro de imposto-ICMS para o Estado do Mato Grosso. É uma vergonha nossas autoridades permitirem que um grande empreendimento que será construído dentro do nosso Estado (Pará), vá beneficiar com milhões de reais,  outro  Estado, Mato  Grosso, com o produto que  temos  dentro do  nosso  Estado  e  perto  da obra
É por isso que na  aprovação dos projetos  hidrelétricos do  Tapajós fique constando, nas condicionantes, a compra de cimento  da fabrica do Grupo NASSAU aqui em Itaituba como forma de valorizar o que é nosso, porque só  falta o  consórcio  trazer cimento  também do Mato Grosso para construir as hidrelétricas do  São  Luiz do  Tapajós e  do  Jatobá, o que não é   difícil. Estamos de OLHO.

Reações:

4 comentários:

Anônimo disse...

Bom que comprem mesmo do Mato Grosso. Certamente devem ter mais vantagens. O que o grupo João Santos faz por Itaituba. Na cidade onde é fabricado o cimento o próprio cimento é vendido mais caro. O pior é que ninguém explica isso. Bom, talvez os vereadores das gestões passadas possam explicar...

Anônimo disse...

Grupo NASSAU aqui em Itaituba fez monopólio aqui de cimento vendem barato para lojas construção em troca nao entra outras marcas de cimento na cidade por isto que o preço e igual em todas as lojas

Anônimo disse...

E POR QUE QUE A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL NÃO SE POSICIONA COM RELAÇÃO AO CIMENTO DO GRUPO NASSAU? É SÓ TRAZEREM CIMENTO DE OUTRAS MARCAS, AÍ A NASSAU VAI TER QUE VENDER O CIMENTO MAIS BARATO. NÃO HÁ CONCORRÊNCIA, POR ISSO, DEITAM E ROLAM. ANA BAIMA

Anônimo disse...

NORTON CADE a matéria relatório CGU TRAIRAO