12 de abril de 2013

PROCURADOR FEDERAL DÁ BOA SUGESTÃO


Anônimo disse...
Jota Parente, bom dia.

Tenho lido em portais de notícias, com o formato do seu, a insatisfação pública acerca da gestão atual e das anteriores. Penso que os problemas de Itaituba, que motivam tal insatisfação, muitos deles crônicos, não são fruto de uma ou de duas gestões, mas de sucessivas gestões.

A realidade atual do município, em especial a da cidade, é resultado de uma crise crônica de gestão executiva. Os fatos que se alinham(ram) são inúmeros, mas, um deles merece ser destacado: a falta de informação.

Sem informação não é possível controlar, combater, cobrar, requerer. Enfim, não é possível participar da gestão da coisa pública.

Apresento um exemplo. Dados disponíveis no SIOPS, que congrega informações da saúde, evidenciam que no período de 2002 a 2011 o município de Itaituba liquidou despesas no volume de mais de R$ 25 milhões de reais. Nesse período, uma década, não foi investido um único centavo sequer em planejamento e orçamento, formação de recursos humanos, nutrição, nem tecnologia, dentre outras coisas. Então, é preciso conhecer para controlar e, quem sabe, melhorar a condição de vida na cidade.

Assim, além de reclamar na internet, sugiro que ações concretas sejam adotas. Contribuindo para o debate, gostaria que o senhor, pessoalmente, ou através de alguém de seu conhecimento, propusesse a criação de um observatório social digital, nos moldes dos que existem em várias cidades do Brasil e do próprio Pará. Seria um primeiro passo.

Anexo, encaminho um modelo de requerimento que poderá (é só uma sugestão) ser disponibilizado ao seu público e compartilhado com outros portais para quem tenha interesse em protocolizá-lo junto ao DICOM (basta preencher os dados pessoais e de qualificação) visando a requerer a publicidade dos atos da Administração Pública em matéria de licitações e contratos.

Atenciosamente,
Sóstenes Camilo Magalhães Costa

Reações:

1 comentários:

Anônimo disse...

Concordo plenamente com o Camilo o problema aqui é crônico o assalto aos cofres públicos desta cidade ao longo do tempo é gritante. Os caras que estavam no poder usavam o bem publico como empresa particular. Mas o pior é o povo que vota nestes ratos. Mas opovo aqui tem uma péssima qualidade de educação e uma vida miseravel de proposito paramanter estes ratos no poder e viver sob jugo da ignorancia como gado. Quero dizer ao Senhor procurador que aqui nem opçao tinhamos na eleição passada era sair do fogo para o caldeirao e nao deu outra olha como essa prefeita esta tratando a coisa publica. O que me revolta é esse favorecimento por exemplo o raio X quebrado e tudo ser no Hospital da familia da Secretaria de saude o que é isto. A empresa de manutençao é sempre a mesma. Sabe isto nos enoja. E ainda a prefeita achar que tudo esta as mil maravilhas NESTA CIDADE QUE NAO SE PODE NEM ANDAR NAS RUAS DE TANTO BURACO É REVOLTANTE.
olha acho que tem que ver quem ira participar do Conselho digital para nao ser como foi o conselho escolhido pela prefeita, deve pertencer ao conselho digital gente que entende que tem pelo menos noção e nao seu fulaninho por que pertence a uma panelinha. aQUI TEM GENTE COM CAPACIDADE TEM TANTAS FACULDADES AQUI PESSOAS FORMADA E NÃO OS MESMOS ANALFABETOS, PESSOAS QUE TENHAM COMPROMISSO NAO COM SEUS BOLSOS MAS COM O COLETIVO ESCOLHAM PESSOAS DE VANGUARDA E NAO OS MESMOS. veja ainda outro retrato a propria camara municipal cumplice de todos os demandos por omissão e submissão ao poder .Algo tem e deve ser feito para que possamos pensar num futuro aqui, chega, basta desta mentalidade mediocre deste pensamento retrogrado o Brasil esta mudando e devemos pegar o bonde da historia já.