8 de abril de 2013

MORRE A DAMA DE FERRO



Thatcher_600x40.jpg
A ex-primeira-ministra britânica Margaret Thatcher, que permaneceu no cargo entre 1979 e 1990, morreu nesta segunda-feira, 8, aos 87 anos após sofrer um derrame, informou seu porta-voz. Apelidada de “dama de ferro” em razão de seu estilo autoritário, a primeira mulher a ocupar o cargo de premiê no Reino Unido sofria e mal de Alzheimer havia alguns anos e não falava em público desde 2002, quando sofreu uma série de pequenos derrames.
“É com grande tristeza que Mark e Carol Thatcher anunciaram que sua mãe, a baronesa Thatcher, morreu em paz após um derrame nesta manhã, disse o lord Tim Bell. A família ainda deve fazer um pronunciamento mais tarde.
Seus três mandatos consecutivos, que totalizaram 11 anos no poder, fizeram dela uma das principais figuras da política mundial do século 20 e, embora estivesse afastada da vida pública, sua doutrina conservadora, o “thatcherismo” continua a ter influência política.
Veja a repercussão:
Sebastián Piñera: O presidente do Chile classificou a morte de Thatcher como “uma grande perda para o mundo”. “Foi uma mulher valente que enfrentou os problemas e teve sempre a atitude de solucioná-los”, ressaltou.
Bill Clinton: O ex-presidente dos EUA se referiu à ex-premiê britânica como “uma mulher de Estado emblemática e uma líder sem medo”. “Os EUA perdem uma de suas amigas mais queridas e uma de suas aliadas más apreciadas.”
Yulia Timoshenko: A líder opositora ucraniana que está presa descreveu Thatcher como seu exemplo. “Não com palavras, mas com exemplos, demonstrou diariamente como deve ser um verdadeiro político, um verdadeiro líder. Líderes como a senhora Thatcher nascem uma vez a cada cem anos.”
Ban Ki-moon: O secretário-geral da ONU ressaltou a contribuição de Thatcher em favor da igualdade de gênero em seu país. “Foi uma líder pioneira em sua contribuição para a paz e para a segurança, principalmente em momentos da Guerra Fria.”
George Bush: Bush pai, ex-presidente dos EUA, disse que Thatcher foi uma “líder de caráter ímpar” e “forte defensora da liberdade e do livre mercado”.
Mario Volpe, líder de veteranos argentinos da Guerra das Malvinas: Volpe disse que Thatcher “morreu impune, sem ser julgada, não vai ser lembrada como alguém que contribuiu para a paz.”
Mikhail Gorbachev: O último líder da União Soviética disse que Thatcher foi “uma grande política e uma pessoa excepcional” que ajudou a acabar com a Guerra Fria.
François Hollande: o presidente francês afirmou que a ex-premiê britâniCa sempre teve uma relação “franca e leal” com a França. “Durante sua vida, com convicções conservadoras que ela sempre assumiu, esteve apegada ao esplendor do Reino Unido e à defesa de seus interesses.”
Primeiro-ministro do Canadá, Stephen Harper: Thatcher “era uma gigante entre os líderes”, disse Harper, por meio de um comunicado. O premiê também afirmou que ela definiu “o conservadorismo contemporâneo.”
Funeral: Um porta-voz do governo britânico anunciou, segundo a agência Efe, que o funeral de Thatcher vai ocorrer na catedral de St. Paul em Londres, com honras militares. A data ainda não foi decidida
Chanceler alemã Angela Merkel: “Foi uma líder extraordinária na política mundial da nossa época”, disse, por meio de um comunicado. Merkel ressaltou que “nunca esquecerei seu papel para superar a divisão da Europa e o final da Guerra Fria.”
Barack Obama: Por meio de seu twitter, o presidente dos EUA se referiu à Thatcher como “um exemplo para nossas filhas de que não há teto de vidro que não possa ser quebrado.”
Redes sociais: Perto das 9h da manhã, o termo “Dama de Hierro” (Dama de Ferro) estava entre os trending topics mundiais. As frases “Iron Lady” e “Prime Minister” também estavam na lista dos termos mais comentados no Twitter.
David Cameron: No seu perfil no Twitter, o primeiro-ministro britânicodisse que “soube com grande tristeza da morte de Lady Thatcher. Perdemos uma grande líder, uma grande primeira-ministra e uma grande britânica“. Em outro tweet, acrescentou: “Ela não apenas liderou nosso país; ela salvou nosso país.”
Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso: Em nota, Barroso disse que ficou “extremamente triste” quando soube da morte de Thatcher. “Sem dúvidas ela foi uma grande estadista, a primeira premiê de seu país e uma personagem engajada na União Europeia. Como vocês podem lembrar, a Inglaterra sob a liderança de Thatcher deu grande apoio à expansão da UE.”
Henry Kissinger: O ex-secretário de Estado disse à BBC que Thatcher foi uma “grande líder” e uma “boa amiga dos Estados Unidos”. Ele disse que a considerava uma “pessoa calorosa apesar de ter defendido com força seus pontos de vista”.
Ex-presidente da Polônia Lech Walesa: De acordo com o jornal português Público,  ele disse que a ex-premiê “foi uma grande personalidade, que fez muitas coisas pelo mundo e que contribuiu para a queda do comunismo na Polônia e na Europa de Leste, juntamente com o [ex-presidente dos Estados Unidos] Ronald Reagan, o Papa João Paulo II e o sindicato Solidariedade.”
Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos: “Controvertida, valente, com caráter e amiga da Colômbia”, disse em seu microblog.
Rainha Elizabeth II: Lamentou a morte e enviará uma mensagem privada à família, informou o Palácio de Buckingham.

Reações:

0 comentários: