25 de abril de 2013

EDUCAÇÃO OU CAMELÓDROMO?


"É preciso revogar a LEI e preservar a nossa história
Escola Estadual Professora Alice Carneiro, transformada em Camelódromo? - Isto é uma vergonha!!!
Socorro Neves
Ainda na semana passada, uma amiga que reside ai em Itaituba, me falou deste projeto absurdo de transformar a Escola Estadual Profa. Alice Carneiro, em um Camelódromo. 
Junto, me passou também a indignação que sentia, considerando que, mais uma vez a sociedade itaitubense se depara com uma situação de falta de respeito, por parte da classe política, com os valores históricos e culturais do município e do nosso povo. 
É a nossa história que mais uma vez tentam empurrar pelo ralo: A Escola Estadual Gaspar Viana, foi derrubada para que o seu terreno passasse a abrigar a construção do reservatório de Água; o Estádio Municipal Teófilo Olegário Furtado, está desativado já há algum tempo, para dá lugar a construção de um Hospital Público e agora, a Escola Estadual Profa Alice Carneiro, a mais antiga Escola Pública do município, deverá dá lugar para a implantação de um Camelódromo.
Ao tomar conhecimento, a indignação passou a ser também minha e me propus a escrever um artigo, no entanto, a exemplo do que faço todos os dias, busquei através dos sites e blogs de noticias ai da região, qualquer informação sobre o assunto e diante da falta de noticias, resolvi aguardar o momento oportuno. Finalmente, o assunto se tornou pauta de comentários diversos, tendo como foco um telefonema que foi dado ao blogueiro Norton Sussuarana, que tornou público o descontentamento de mais alguém, que consciente dos valores históricos da cidade, pede ações que venham a impedir uma ação irresponsável do Poder Público, destruindo uma escola onde, “atualmente funcionam pólos da Universidade Aberta do Brasil – UAB e da Universidade Federal do Oeste do Pará- UFOPA, podendo vir a sediar tantos outros cursos de graduação, que garantam melhores formações às centenas de profissionais que sem acesso aos grandes centros, disputam espaço no mercado de trabalho, sem a devida qualificação”.
Se faz necessário que a classe política aprenda a valorizar e preservar a história de nossa cidade e do nosso povo, assim como nosso povo precisa acompanhar mais de perto as ações dos ‘ditos’ nossos representantes políticos
Chega de dizer que ‘não gosta de política’ e se manter alheio às ações daqueles que ajudamos eleger, lhes conferindo poder através dos nossos votos. É preciso que a população acompanhe de perto as sessões do Legislativo Municipal, prestar atenção nas matérias apresentadas e postas em votação e assim, ter oportunidade de reagir de imediato diante de projetos de leis que contrariem os interesses de toda a sociedade. É preciso mais do que nunca, que saiamos das conversas de comadres, das esquinas, das mesas de bares e que diante de situações como esta, onde um PL irresponsável, autoriza que o prédio de uma escola se transforme em camelódromo e que nossa indignação ganhe forças, formas, ações concretas, saia do anonimato, de conversas isoladas e se faça representar através do Ministério Público, por exemplo, para que possamos preservar a nossa história.
Ações são necessárias e urgentes para conscientizar a classe política, entre estes, a atual chefe do Executivo Municipal, bem como os membros da atual Legislatura, de que é preciso saber retroceder, quando há o entendimento de que uma ação impensada e irresponsável, contraria os princípios e a vontade de toda uma sociedade. Precisamos agir e logo, para que “não joguem ao chão e esmaguem, parte significante da trajetória educacional de tanta gente que, ainda criança, adolescente e ou adulto, aprendeu as primeiras letras, as primeiras palavras, escreveu as primeiras frases e cresceu para o mundo...Assim como tantos passaram por lá, ensinando. Foi ai, na Escola Estadual Profa. Alice Carneiro, nas salas, corredores e área livre, que muitos de nós itaitubenses demos os nossos primeiros passos para alcançarmos nossos objetivos, enquanto cidadãos de bem e aprendemos a construir nossas próprias histórias, que não importa onde estejamos, se confundem com a história de Itaituba”.
Não estamos aqui considerando desnecessária a construção de um Camelódromo, pelo contrário, sabemos a necessidade urgente de desafogar as calçadas das ruas do comércio e em consequência, garantir melhor qualidade ao trânsito. Basta, entretanto, escolher outra área, em outro local, que não seja exatamente a Escola Estadual Profa. Alice Carneiro. Itaituba cresceu, a cidade tem os maiores supermercados situados na Rodovia Transamazônica, bem como outros segmentos do setor comercial em áreas distantes do centro e nem por isto sem clientela. 
Diante do que, cabe ao Executivo Municipal tomar as providencias cabíveis de fazer com que a tal Lei, resultado de um Projeto de Lei, autoria do então vereador Peninha e que por certo foi sancionado pelo prefeito da época, Valmir Climaco, não tenha efeito e para isto, basta apenas que, “seja revogada por outra lei: nesse caso a nova lei terá algumas opções, podendo revogar a totalidade do conteúdo da lei anterior, ou revogar tão somente alguma parte determinada, podendo a nova Lei, também, ser expressa quanto à revogação, dizendo claramente qual lei ou parte dela que perderá seus efeitos”.
A senhora Eliene Nunes, que antes de está prefeita, é professora por formação, por certo não será reticente quanto a tomar as decisões cabíveis neste caso. Quanto às pessoas que acham a coisa mais natural do mundo, a destruição de patrimônios históricos, ou que defendem simplesmente a incoerência das ações políticas de alguns, exclusivamente por questões políticas partidárias, infelizmente só temos a lamentar. 
Nosso apoio à Associação dos Filhos de Itaituba – ASFITA ( filho não é apenas quem nasce, mas quem ao ser adotado, AMA!), que tem sido enfraquecida pelo egoísmo de muitos e que assim, na maioria das vezes não tem forças para defender os interesses do povo itaitubense. A causa é única, é nossa, é de todos: Escola Estadual Profa. Alice Carneiro, transformada em Camelódromo? -
Isso é uma vergonha! LUTEM! Lutemos JUNTOS!!!
Alta Floresta,MT., 25 de abril de 2013"
NOTA DO BLOG: Sra. Socorro Neves, comungo de todas suas preocupações acima externadas. Muitos dizem que os cursos de Graduação existentes no colégio Alice Carneiro serão mudados para a Colégio Castelo Branco, que está ocioso, não se sabendo se, por falta de alunos ou falta de compromisso do poder público em conseguir manter os alunos em sala de aula. Sabemos que o colégio Castelo Branco está localizado em uma área bastante marginalizada em termos de políticas públicas e que, sua transformação em Pólo de várias faculdades, irá aumentar ainda mais essa marginalização. Sem contar, senhora Socorro, que vários empreendimentos de grande portes serão construídos em Itaituba e, com toda certeza, iremos precisar de mais escolas para atender o aumento dessa demanda. Alguns partidários da demolição, estão tentando desqualificar as opiniões de seus oponentes, declarando que tais ideias são partidárias. São sim, mas partidárias de uma preservação histórica e educacional.O blog está aberto às opiniões contrárias, sendo reservado o mesmo espaço para o debate.

Reações:

17 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com tudo que foi dito querem acabar com a nossa história, porque ao invés da gastar dinheiro num camelodromo eles não recuperam a prefeitura antiga que está caindo aos pedaços, não recuperam o mercado municipal, porque não recuperam as ruas do nosso município, ou o hospital municipal, pessoa que não tem o minimo de preocupação com a nossa cidade, não sou contra o Shoping Popular sou contra o local onde querem construir, "Um povo sem conhecimento, saliência de seu passado histórico, Origem e cultura. É como uma árvore sem raízes"
Bob Marley

Anônimo disse...

NORTON PORQUE VOCÊS DA ASFITA NÃO FIZERAM PROTESTOS QUANDO FORAM DERRUBADOS O GASPAR VIANA, O ESTÁDIO TEÓFILO FURTADO, LEMBREI PORQUE A MAORIA DOS ASSOCIADOS ERAM EMPREGADOS DO GOVERNO PASSADO, ESSA ASSOCIAÇÃO NUNCA FEZ NADA POR ITAITUBA, VOCÊ FALA EM CONSTRUIR NA PRAÇA AO LADO ESQUECEU QUE E UMA PRAÇA HISTÓRICA, ESQUECEU TAMBÉM QUE SE O VALMIR TIVESSE NO PODER ELE IA DERRUBAR TAMBÉM COMO FEZ COM OUTROS PRÉDIOS, PELO MENOS A ELIENE VAI CONSTRUIR UMA OBRA QUE VAI BENEFICIAR MUITA GENTE

Norton Sussuarana disse...

CARO ANÔNIMO, NÃO SOU ASSOCIADO DA ASFITA, MAS SOU FILHO ADOTIVO DE ITAITUBA HÁ QUASE 20 ANOS E ISSO ME CREDENCIA A SER PARTE, TANTO DE UM LADO COMO DE OUTRO, NESSE DEBATE. E QUANTO A ASFITA NÃO TER FEITO BARULHO, ACHO EU, POR CAUSA DA DEMOLIÇÃO DO GASPAR VIANA E DO ESTÁDIO, DEVE SER PELO FATO DE QUE AS OBRAS ALI CONSTRUÍDAS OU A SER CONSTRUÍDA (COSANPA E HOSPITAL REGIONAL) VÃO BENEFICIAR TODA A POPULAÇÃO DE ITAITUBA, DIFERENTEMENTE DO CAMELÓDROMO, QUE IRÁ BENEFICIAR A UMA CENTENA, ALÉM DE QUE A COSANPA E O HRI SÃO OBRAS PÚBLICAS. QUANTO A CONSTRUIR NA PRAÇA FOI UMA SUGESTÃO, SENDO QUE JÁ OCORRERAM OUTRAS, COMO A CONSTRUÇÃO DO CAMELÓDROMO NO MERCADO BEIRA RIO OU NA FEIRA DA BALSA. AGORA, SENHOR(A), VAMOS ESQUECER QUESTÕES PARTIDÁRIAS E FOCARMOS NA SOLUÇÃO DESSE PROBLEMA. NÃO SOMOS CONTRA A CONSTRUÇÃO, ASSIM COMO VOCÊ, MAS DERRUBAR UM PRÉDIO ESCOLAR PARA CONSTRUIR UM CAMELÓDROMO, É O FIM DA PICADA. DEVEMOS CONSTRUIR MAIS ESCOLAS E NÃO O CONTRÁRIO. DEMOLIR MAIS ESCOLAS. VAMOS MANTER A CIVILIDADE DO DEBATE, POIS QUE SOMENTE ASSIM PODEREMOS APRESENTAR IDEIAS REALMENTE INTERESSANTES.

Socorro Neves disse...

Essa pessoa que disse que a ASFITA não fez "barulho" nos casos do Gaspar Viana e do Estádio Municipal, desconhece a luta da Associação dos Filhos de Itaituba...Mesmo à distancia, acompanho as ações da diretoria e seus associados e sei que tentaram através de ações burocráticas resolver as questões e isto é comprovadado através de documentos que foram encaminhados às autortidades competentes.
É bom este cidadãoa lembra, que a prefeita Eliene não está sendo colocada como vilã nesta história, só esperamos que enquanto educadora, ela seja sensível a esta situação.
Antes de sair atirando pedras, senhor anônimo, seria bom que se integrasse à luta de fazer o melhor por Itaituba.

Bom dia, ITAITUBA!
Socorr Neves

Anônimo disse...

" Que o progresso, porém, não destrua
Teus valores que têm tradição
Quando os prédios encobrem a Lua,
Cresce um povo, mas sem coração"

Trecho do Hino de Itaituba de Emir Bemerguy, é a mais pura verdade.

Norton Sussuarana disse...

Este comentário é em resposta ao sr. Paulo Sérgio, que foi extremamente ofensivo ao pessoal da Asfita e a mim.
Paulo Sérgio, és filho de chocadeira? Só posso pensar que sim, pelo simples fato de tú teres chamado as senhoras que fazem parte da ASFITA de velhas. Somente quem nasceu de incubadora pode ser tão desrespeitoso e mal educado com os mais velhos.
Quanto ao blog falar somente merda, é porque ele também é destinado a quem gosta de merda. E se o senhor acessa este blog (alguém te obrigou?) é porque tens tendência a gostar do escatológico.
Sobre fazer denúncias a meu respeito, o endereço da Ouvidoria do TRT é este entre parênteses (http://www.trt8.jus.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=592). Fique à vontade para fazer as denúncias e peça para o TRT pagar-me, pelo menos, 10% de insalubridade (eu pedi, mas o TRT negou!), já que fiquei quase 15 anos em Sala de Audiência e o que ’ganhei’ foram problemas de coluna e parestesia (tipo de paralisia temporária motivada por LER) nos membros superiores. Esses problemas, Senhor, são os maiores motivos de minhas licenças médicas. Pergunte a um bancário (caixa) quais as dores que eles sentem nos braços e punhos.
E já que estás tão preocupado com os impostos pagos, aproveita e pergunta na Prefeitura por que o carro da Semsa vai deixar e buscar aluno no Colégio Anchieta? Por que a PMI paga mensalmente R$11 mil por cada caçamba alugada, sendo um total de 12 caçambas alugadas. Pergunta por que tem03 camionetes alugadas na Seminfra pelo valor unitário mensal de R$8 mil. Pergunta por que não fizeram licitações desses contratos de aluguéis, inclusive a da COMTRI. Pergunta, também, como é que pessoas que, antes da Eliene Nunes assumir, andavam à pé e, hoje em dia, estão todas serelepes em camionetes.
Pergunte, ainda, pela reforma da SEMDAS (O que vejo nos blogs patrocinados pela PMI são imagens apenas das servidoras ali lotadas) e, questione também pela reforma do ginásio, pois conforme o sítio da prefeitura, a única que coisa que estão a fazer ali é pintar as arquibancadas.
E, você não me paga para eu trabalhar. Eu passei em concurso público (pequeno detalhe: passei em 3º lugar!) e, pergunte no meu serviço, qual é o único servidor que, mesmo de férias ou licença médica, vai ajudar no trabalho quando requisitado. Nunca gostei de nomear as pessoas que hoje estão ao lado da Eliene Nunes, ou de qualquer outro político, de puxas-sacos, pois seu que ela tem muitas pessoas competentes a seu lado, mas quem se sobressai, são puxas-sacos como você. Não me calarei enquanto houver demonstrações descaradas de incompetência administrativa. Quando a nossa prefeita fizer algo bom, irei postar. Portanto, Paulo César, nunca lhe pedi para acessar este blog!

mdmacedo disse...

É revoltante mesmo a situação de se destruir a escola mais antiga da cidade para alocar comercio ilegal.
Nenhuma obra por mais grandiosa que se possa defender será mais importante que uma escola.
Com uma boa educação se reduz inclusive o numero de doenças. Como educador que recebeu uma formação solida nesta escola no inicio da vida sou totalmente contra este projeto, e peço que nossos anigos que ainda residem em Itaituba façam um movimento em defesa das nossas raízes!!!!

Regina Lucirene Macedo disse...

Em primeiro lugar quero deixa bem claro que sou contra a destruição da Escola Alice Carneiro, não importa que governo.
Acredito eu, que não é preciso cumprir com esta lei, sabe por que, quantas leis foram aprovadas e não foram compridas, por exemplo, as cores da Bandeira do Município. Quantas vezes solicitamos na época para a Secretária de Educação manter a cor azul claro na Bandeira e nunca fomos atendidos, o Próprio autor da Bandeira Professor José Bentes pediu que eu fizesse o intercambio, enviei várias vezes ofícios solicitando a mesma, que procurasse à atender este pedido e nunca fomos atendidos. Por este motivo acho que não é obrigado a Prefeita cumprir com esta lei.
O que tem quer ser feito é criar uma Lei para que as ruas de comércio de Itaituba, tanto a Dr. Hugo de Mendonça como a João Pessoa seja intrafegável, deixando as ruas livre para as pessoas andarem sem correr risco de vida e os vendedores poderem fazer a comercialização de seus produtos.

Anônimo disse...

Olá, participantes do debate!
A Escola Profª Alice Carneiro, sendo a mais antiga da cidade, e recebeendo hoje em dia pólos universitários é merecedora de carinho, sim. Mesmo que não possua um aspecto histórico, ela representa muito para nós. Aquestão da implantação do chamado "Shopping Popular", que na verdade é "Camelódromo" pode e deve ser construído em outro lugar. É só por a cabeça pra funcionar. Com os vários projetos econômicos que virão para a nossa cidade, temos que construir escola e não destruí-las. No mais, acredito que têm que haver respeito e cidadania nos debates que envolvam o interesse da coletividade, enfim, coisas que agreguem valor à cidade de Itaituba e região. Parabéns, Profª Socorro Neves, Regina Lucirene e Norton Sussuarana!
Luiz Henrique Macêdo

Anônimo disse...

ei ta todo mundo ja sastifeito com o serviço tapa buraco feito pela prefeitura, como todos se calaram as oprações param tambem, ja vi que sai governo e entra governo e as coisas só funcionam na presão.

Anônimo disse...

Na manhã de hoje, vários servidores públicos municipais de Itaituba, que são efetivos procuraram a agência da Caixa Econômica Federal em busca de empréstimos. Foram barrados pelos funcionários daquela agência bancaria, que informaram a suspensão de empréstimos aos funcionários da prefeitura de Itaituba. O motivo é que o município não está repassando o CONSIGNADO, ou seja, o município está descontando dos salários dos servidores e não está repassando para a Caixa Econômica Federal o valor que mensalmente deve ser pago pelo empréstimo. Com isso, os nomes de alguns servidores estão sendo mandados para O SPC e SERASA. Com certeza o mesmo deve está acontecendo com os servidores que fizeram empréstimos no Banco BMG e no BRADESCO. BLOG DO PENINHA

Anônimo disse...

ISTO É, UMA VERGONHA

Regina Lucirene Macedo disse...

Nós lutamos pela Escola Gaspar Viana, encaminhei um baixo assinado para o Governador Jatene.Você que sabe o que ele respondeu, olhe no meu facebook reginalucirenecpadc@hotmail.com.

Anônimo disse...

Caro amigo Norton, boa noite!
Em um intervalo da sessão plenária de hoje (segunda-feira) li tudo sobre o "caso Alice Carneiro). Registro meus cumprimentos a todos signatários dos pertinentes comentários, com ressalte para os escritos pela Regina Lucirene e a minha querida colega de ginásio sant'ana, Socorro Neves.
Começo, lembrando que em relação ao Gaspar Viana, o tradicional colégio foi sacrificado e em seu lugar, até agora (apesar de haver extrapolado em muito o cronograma) não foi edificado coisa alguma. Quanto a polêmica do camelódromo que será(ia) construído no espaço físico hoje ocupado pelo "Alice Carneiro", seu "ponto de partida" ocorreu na administração passada (Valmir Climaco). Foi mais uma "idéia de gerico" que obteve o aval da antiga legislatura. Há sim uma lei, só que autorizativa, portanto não impositiva e sem previsão de sanção caso seja descumprida. O Poder Executivo não está obrigado a cumpri-la, pode valer-se do princípio da discricionarieade para alterar o local da obra ou até mesmo desistir de realizá-la como bem lhe aprover. O que ao meu sentir e ao fim e ao cabo seria, no caso em comento, a decisão mais racional e sensata.
Temos "enes" prioridades que precisam da atenção urgente de nossa Prefeita Eliene. Volto a insistir. Precisamos dar atenção especial a nossas vias públicas, notadamente as de maior fluxo de trânsito de veículos. Feito isso enfrentar-se-ia, num segundo momento, o probema do ordenamento urbano, com ênfase ao cumprimento ou mesmo revisão do Código de Posturas de nossa cidade.
Outrora, ouvir falar que o camelódromo seria construído na área da residência de DNIT (conhecida como casa do DNER), localizada do outro lado da travessa 13 de maio, de frente para a lateral do Alice Carneiro. Fui surrpendido, portanto, quando a Denise Paxiúba me ligou para perguntar se eu sabia da intenção da Prefeita de demolir o "Alice". De pronto expressei minha contrariedade ao "projeto" e hipotequei solidariedade à ASFITA e indiquei o caminho legal a ser percorrida para obstar que tão malévola e absurda idéia prospere.
Perdemos o Gaspar Viana, o Estádio Teófilo Furtado, a Sonda, o prédio da antiga Prefeitura, o Mercado Municipal, a mata ciliar da margem do rio sentido Miritituba-santarenzinho, estamos na iminência de perder o Rio Tapajós. O que sobrará???. E tudo em nome do malfadado "desenvolvimento". Como dizia um saudoso humorista: "a 'ingnorãncia' é que atravanca o 'pogresso'".
Sei que nesse caso específico prevalecerá o bom senso.
Haveremos de, racionamente e sem extremismos, encontrarmos a solução que agrade gregos e troianos.
Forte abraço!
Dep. Dudimar Paxiúba

Anônimo disse...

Senhor Dudimar lamentações não adinata, queremos ações e urgente!!!! nós alunos estamos indignados, ja mudamos de escola e a nova não é compativel com uma universidade por existerem crianças estudando, SENHOR DEPUTADO, PELO MENOS UM VEZ, NO SEU MANDATO, FAÇO ALGO QUE AGRADE SEUS ELEITORES OU SENHOR SERÁ IGUAL WILMAR FREIRE NA HISTORIA DE ITAITUBA

Anônimo disse...

ESTOU ACOMPANHADO ASSUSTADÍSSIMA A FALTA DE RESPEITO QUE A CÂMARA DE VEREADORES, VEM CONDUZINDO ESTE PROCESSO, NOS REMETE A PENSAR QUE SÓ TEM ELEITOR CAMELO,SE EXISTE UM PROBLEMA EM QUE ESTÁ ENVOLVIDO UM PATRIMÔNIO HISTÓRICO DO MUNICÍPIO O MINIMO QUE SE PODERIA REALIZAR ERA UMA VOTAÇÃO EM QUE A POPULAÇÃO FOSSE CONSULTADA A RESPEITO DO ASSUNTO. VEREADOR NÃO É EMPREGADO DE PREFEITA É EMPREGADO DO POVO. E SOMENTE A ELE DEVE SERVIR.

Anônimo disse...

ESTOU ACOMPANHADO ASSUSTADÍSSIMA A FALTA DE RESPEITO QUE A CÂMARA DE VEREADORES, VEM CONDUZINDO ESTE PROCESSO, NOS REMETE A PENSAR QUE SÓ TEM ELEITOR CAMELO,SE EXISTE UM PROBLEMA EM QUE ESTÁ ENVOLVIDO UM PATRIMÔNIO HISTÓRICO DO MUNICÍPIO O MINIMO QUE SE PODERIA REALIZAR ERA UMA VOTAÇÃO EM QUE A POPULAÇÃO FOSSE CONSULTADA A RESPEITO DO ASSUNTO. VEREADOR NÃO É EMPREGADO DE PREFEITA É EMPREGADO DO POVO. E SOMENTE A ELE DEVE SERVIR.