30 de abril de 2013

DEPUTADO DUDIMAR MANIFESTA-SE, ACERTADAMENTE, ACERCA DO CAMELÓDROMO

Caro amigo Norton, boa noite!

Em um intervalo da sessão plenária de hoje (segunda-feira) li tudo sobre o "caso Alice Carneiro). 

Registro meus cumprimentos a todos signatários dos pertinentes comentários, com ressalte para os escritos pela Regina Lucirene e a minha querida colega de ginásio sant'ana, Socorro Neves.
 
Começo, lembrando que em relação ao Gaspar Viana, o tradicional colégio foi sacrificado e em seu lugar, até agora (apesar de haver extrapolado em muito o cronograma) não foi edificado coisa alguma. Quanto a polêmica do camelódromo que será(ia) construído no espaço físico hoje ocupado pelo "Alice Carneiro", seu "ponto de partida" ocorreu na administração passada (Valmir Climaco). Foi mais uma "idéia de gerico" que obteve o aval da antiga legislatura. Há sim uma lei, só que autorizativa, portanto não impositiva e sem previsão de sanção caso seja descumprida. O Poder Executivo não está obrigado a cumpri-la, pode valer-se do princípio da discricionariedade para alterar o local da obra ou até mesmo desistir de realizá-la como bem lhe aprouver. O que ao meu sentir e ao fim e ao cabo seria, no caso em comento, a decisão mais racional e sensata.


Temos "enes" prioridades que precisam da atenção urgente de nossa Prefeita Eliene. Volto a insistir. Precisamos dar atenção especial a nossas vias públicas, notadamente as de maior fluxo de trânsito de veículos. Feito isso enfrentar-se-ia, num segundo momento, o problema do ordenamento urbano, com ênfase ao cumprimento ou mesmo revisão do Código de Posturas de nossa cidade.


Outrora, ouvir falar que o camelódromo seria construído na área da residência de DNIT (conhecida como casa do DNER), localizada do outro lado da travessa 13 de maio, de frente para a lateral do Alice Carneiro. Fui surpreendido, portanto, quando a Denise Paxiúba me ligou para perguntar se eu sabia da intenção da Prefeita de demolir o "Alice". De pronto expressei minha contrariedade ao "projeto" e hipotequei solidariedade à ASFITA e indiquei o caminho legal a ser percorrida para obstar que tão malévola e absurda ideia prospere.


Perdemos o Gaspar Viana, o Estádio Teófilo Furtado, a Sonda, o prédio da antiga Prefeitura, o Mercado Municipal, a mata ciliar da margem do rio sentido Miritituba-santarenzinho, estamos na iminência de perder o Rio Tapajós. O que sobrará??? E tudo em nome do malfadado "desenvolvimento". Como dizia um saudoso humorista: "a 'ingnorãncia' é que atravanca o 'pogresso".


Sei que nesse caso específico prevalecerá o bom senso. 
Haveremos de, racionalmente e sem extremismos, encontrarmos a solução que agrade gregos e troianos.
Forte abraço!
Dep. Dudimar Paxiúba

Reações:

11 comentários:

Anônimo disse...

DIANTE DO QUE O NOSSO DEPUTADO DUDIMAR PAXIÚBA EXPRESSOU AQUI NO SEU COMENTÁRIO, NÓS DA ASFITA, FAZEMOS JUS TODAS AS SUAS PALAVRAS.APROVEITAMOS A OPORTUNIDADE PARA CONCLAMARMOS AOS ITAITUBENSES,JUNTOS, LUTARMOS PELA PERMANÊNCIA DA NOSSA HISTÓRIA. UM GRANDE ABRAÇO!
ANA BAIMA (ASFITA)

Anônimo disse...

SEGUNDO A ASFITA, NINGUÉM DA MÍDIA LOCAL A PROCUROU PARA FALAR À RESPEITO DESSE PROJETO DO CAMELÓDROMO NO ALICE CARNEIRO. SERÁ QUE NÃO LEVAM EM CONSIDERAÇÃO ÁS RAÍZES DOS ITAITUBENSES? OU SERÁ QUE ESTÃO PREOCUPADOS SÓ COM A LEI ESTADUAL QUE PROÍBE A EXPLORAÇÃO ILEGAL DAS DRAGAS QUE PREJUDICA APENAS UMA MINORIA? MÍDIA LOCAL, ESTÁ EM JOGO É A NOSSA REFERÊNCIA; É A NOSSA HISTÓRIA! OU VOCÊS SÃO TODOS NÔMADES? OU AINDA CIGANOS?

Anônimo disse...

Todos os finais de ano quando se está proximo o Aniversário de Itaituba alguns jornalistas locais, fazem materias mostrando até uma certa nsotagia em relação ao nosso passado historico, mas quando é na hora de lutar realmente para preservação da nossa história se calam, ou será porque alguns meios de comunicação estão com o rabo preso com esse governo, chega de hipocrisia imprensa local, com essa tal de imparcialidade que não se ver em nosso município, os meios de comunicação só defendem seus proprios interesses.

Norton Sussuarana disse...

As palavras do deputado são bem colocadas nessa querela, onde muitos estão tentando pinçar o debate com cores partidárias. Como bem disse o deputado, há uma Lei, mas que esta não é impositiva e, caso não haja cumprimento da mesma, não haverá qualquer sanção; o que se propõe é um debate entre sociedade, CDL, Promotoria Pública e os principais interessados, os camelôs, que nunca foram ouvidos, sendo que, conforme informação destes, a reunião que definiu a retirada imediata deles, foi feita SOMENTE entre a Promotoria Pública de Itaituba e o Clube de Diretores Lojistas-CDL.
O deputado pode conversar com o Promotor e pedir uma suspensão temporária da determinação para retirada dos camelôs, enquanto se debate o local definitivo, para alocar esses trabalhadores informais. Em conversa com diversos comerciantes que estão no cerne dessa discussão, nota-se uma grande apreensão e medo nesses trabalhadores, assim como uma certa revolta contra a medida imediata de despejo, que para eles é arbitrária, por não ter havido a participação dos camelôs na reunião ocorrida entre Promotoria e CDL. Essa medida foi com o intuito de desocupar as calçadas, mas, andando pelo Centro Comercial da parte baixa da cidade, bem como no bairro Bela Vista, a maioria das calçadas são ocupadas pelos comerciantes que têm lojas fixas. Mas a estes não foi adotada nenhuma medida para desocupação das calçadas. Uma pena
Esses Camelôs informam que existem 60 comerciantes cadastrados, mas após contagem, verifiquei que há somente 39 barracas que serão atingidas pela medida, e que destas, após várias passagens, e em horários distintos, seis barracas estão permanentemente fechadas.
Essa contagem não contempla as barracas situadas nos fundos da Igreja Matriz e da Casa Paroquial, que não serão removidas (pagam aluguel à Igreja Católica), mas que deverão desocupar as calçadas.
Mas fica uma pergunta: por que os comerciantes da rua Hugo de Mendonça e entorno, assim como os comerciantes da Cidade Alta não são obrigados a desocupar as calçadas?

Anônimo disse...

desculpa amigo mas sigla CDL significa, (Câmara de dirigentes lojistas)

Anônimo disse...

muito boas as palavras do dep paxiúba referente ao colégio alice carneiro, só que como uma pessoa bastante inteligente que é, devia ter pensado quando fez aquele discurso no congresso, pedindo ajuda para o nosso tapajos, só que devia ve que o povo da região ia tambem sofrer as consequencias junto com essas pessoas que estão acabando com o rio e levando o ouro para do estado é para eles que o dep tinha que pedir providencias , e não para o nosso povo, e ralmente quem os elegeu, dep o senhor tem que pensar mais em suas atitudes, com outra dessa nosso vai abandonar essa região, verique logo se as empresas que virão se instalar em nossa regiao vai beneficiasr nosso povo.

Anônimo disse...

Nós não queremos solidariedade do deputado e sim ação, Dudumar tinha que tomar as devidas providencias antes que nos expulsanssem do prédio, hoje ja estamos estudando no Castelo Branco porque ele não fez nada? porque não foi nos visitar no predio e pedir nossa opinião se queriamos sair ou não? semana passada ja tivemos aula presencial! agora é tarde para lamentações

Anônimo disse...

ESSE DEPUTADO SE DEPENDER DE MIM ELE VAI VOLTAR ADVOGAR AS CAUSAS DELE AQUI EM ITB..

Anônimo disse...

é anonimo depois de hoje ele vai advogar só se for pra ele mesmo kkk

anonnimo disse...

A te que enfim o deputado acertou num comentario pois ate entao so tinha dada fora acaao deputatado.e mas umildade sei que e dificil vindo de vc mas tente vai te fazer bemmm.

Regina Lucirene disse...

Parabéns Deputado, estamos com você. Infelismente santo de casa não faz milagre.
Abraço