26 de fevereiro de 2013

PCCR. LEI OU PAPEL DE EMBRULHO?


SERVIDORES MUNICIPAIS DE ITAITUBA SÓ TERÃO REAJUSTE SALARIAL EM MAIO


Até a presente data, o município ainda não abriu a discussão com os servidores municipais para saber de quanto será o percentual do reajuste salarial para este ano.

O Regime Jurídico Único do Município, que foi uma conquista dos servidores municipais no governo de Valmir Clímaco,  no seu Art. 55, Parágrafo 2º- Titulo III- Dos Direitos e  Vantagens – Capítulo I – Do Vencimento e da Remuneração diz que : Fica estabelecido o mês de Fevereiro como data base para eventuais reajustes e correções salariais para todos os servidores públicos municipais.

CADÊ OS SINDICATOS?

 Entretanto, até agora os sindicatos, tanto os dos servidores públicos municipais como o SINTEPP, não se manifestaram, como de costume fazem.
Com isso é provável que os sindicatos, que representam os servidores municipais não estão preocupados com o reajuste salarial, que tanto lutaram no mandato passado para que constasse no RJU do município, como Fevereiro, o mês base para eventuais reajustes e correções salariais dos servidores municipais de Itaituba.

 O mais interessante, é que agora, neste mandato, a prefeita é servidora pública municipal efetiva, assim como o vereador Isaac Dias, que é coordenador do SINTEPP e parece que também esqueceram muito rápido das conquistas do passado em defesa da categoria.

Vamos esperar para ver se alguém se lembra que o mês de Fevereiro, que encerra dia 28, quinta feira, é o mês data base para reajustes e correções salariais dos servidores municipais.

 Informações dão conta que só em Maio ocorrerá o reajuste dos salários dos servidores, ainda não sabendo de quanto será o percentual. O SINTEPP, em Assembléia Geral, aprovou o percentual de 16% de reajuste.

Reações:

2 comentários:

Anônimo disse...

O bom da vida Norton é ser pedra, pois a partir do momento que vc se tranforma em vidraça ai tens que agir conforme as regras do jogo. e as regras do jogo consistem em esquecer e abandonar todos os discursos, as lutas, ou seja reescrever seu currriculo agora com a nova versão. Mas isto não implica em que os demais representantes da categoria nao reinvindiquem o que lhe é de direito e assegurado na base de tantas lutas. Vejo os movimentos sociais e sindicais em Itaituba parados, ninguem nesta cidade luta por nada e agora piorou....

Anônimo disse...

Voces são tão partidários...