3 de novembro de 2012

PEDAGOGO PRESO POR ESTUPRO DE MENOR


A população de Jacareacanga está indignada com um crime de estupro ocorrido no ultimo dia 1° de novembro contra um menor de 12 anos de idade.
O acusado Altemar Gomes Prata, de 38 anos, pedagogo, estava trabalhando como coordenador pedagógico da Escola Municipal de Ensino Fundamental Carmem Valente da Silva, do município de Jacareacanga.
Segundo o depoimento prestado pela vítima G.C.C, no dia 1º de novembro por voltas das 15 horas, foi levar na residência de Altemar um chapéu para ser decorado com penas e plumas, uma vez que a vítima iria participar de um evento cultural na escola, fantasiado de Chacrinha.
Segundo o depoimento da vítima, ao entrar na casa do pedagogo, foi levada a força para um quarto da residência e com a porta trancada o acusado o ameaçou com uma faca, o forçando a ter relações sexuais. Após satisfazer seu desejo bestial,  Altemar Prata se descuidou e o adolescente correu pra casa de uma professora aonde pediu socorro e contou o ocorrido. Assim que o fato foi levado ao conhecimento da Delegada de Polícia Civil Eliete Cristina Alves (Titular da Delegacia da Mulher de Itaituba), que esta tirando plantão em Jacareacanga, a mesma juntamente com sua equipe de policiais civis, Investigadores Benedito Fortunato Costa da Silva e  Raimundo Figueira de Souza, se deslocaram até a Escola Carmem Valente e deu voz de prisão ao pedagogo  Altemar Prata no pátio da escola.
Para a Delegada Eliete Cristina, com a prisão do acusado outras pessoas estão fazendo denuncias graves contra o pedagogo. “Chamamos de demanda reprimida as denúncias que chegaram até a polícia contra o acusado”, disse a delegada, acrescentando que foi feito o exame de ato libidinoso diverso da conjunção carnal, e foi confirmado que houve relação sexual com o menor.
De acordo com informações da Delegada Eliete Cristina Alves, o juiz da Comarca de Jacareacanga  Edilson Vieira, manteve o flagrante e o transformou em prisão preventiva. “É uma acusação grave.  Altemar Prata, foi preso em flagrante Delito por incorrer no crime de estupro de vulnerável, que está pautado no Artigo 217-A do Código Penal Brasileiro”, reforça a Delegada da Policia Civil Eliete Cristina Alves, acrescentando que o acusado será transferido para a cadeia publica de Itaituba ainda hoje (03).
Texto: nonato silva
Fotos: Arquivo/Policia Civil

Reações:

0 comentários: