Desperdício de dinheiro público!

Governo da Prefeita Eliene Nunes Joga dinheiro no ralo em obra que não deu certo 2 vezes (Ponto de Moto-taxi).

AÇÃO SORRISO!

Ajudando A Criar Um Mundo Melhor!

Valmir Climaco, Trabalhando Para Desenvolver a Região!

Bela Orla, calma e serena!

Uma das mais lindas paisagem desta região, o Rio Tapajós!.

25 de maio de 2019

ITAITUBA/PA - ASSOCIAÇÃO DE IMPRENSA EMITE NOTA SOBRE SAÚDE DE JÚNIOR CARVALHO

Júnior Carvalho - reprodução: Facebook

Nota Oficial

Através da Secretaria de Divulgação de Imprensa da Associação dos Profissionais de Imprensa de Itaituba-API, vem a público explicar o que realmente está acontecendo com nosso associado Júnior Carvalho, que está internado no hospital Municipal de Itaituba. 

Júnior Carvalho, operador de áudio, deu entrada no Hospital Municipal de Itaituba-HM, por volta das 17h de sexta-feira, 24, com ânsia de vômito; foi medicado e permaneceu em observação. Porém, pela manhã deste sábado 25, a situação se agravou, evoluindo o quadro de saúde do colega, sendo diagnosticado com morte cerebral.

A morte cerebral, também chamada de morte encefálica, ocorre quando não há mais nenhum tipo de atividade cerebral, seja elétrica (dos micro-impulsos entre os neurônios), circulatória ou metabólica (referente a utilização de oxigênio, glicose e outros nutrientes pelas células cerebrais). No entanto, é preciso que este fim das atividades seja irreversível.

Porém, a família pediu para que não  se desligassem os aparelhos, pois o coração está firme e forte. No entanto temos 1% de chance que nosso amigo volte. Família e amigos estão nesse momento no hospital aguardando mais informações sobre o colega. 

Pedimos às pessoas e até mesmo aos amigos que, antes de postarem quaisquer coisas sobre o caso, procure saber antes; vá no HMI saber dos fatos.

Amigos de Júnior Carvalho, em sua página do Facebook, estão postando mensagens de apoio e de oração, para que o amigo recupere sua plena saúde, que também é desejo deste blog, pois sabemos que o milagre se opera quando menos se espera, mas nossas orações irão unir forças para que haja a plena recuperação do amigo Junior Carvalho, pois Deus é maior❗

Texto adaptado

24 de maio de 2019

ITAITUBA/PA - HELDER BARBALHO VEM À CIDADE EM JUNHO

A vinda do Governador a Itaituba será para assinar ordem de serviço que contemplará mais 27 quilômetro de asfalto
Vereador Daniel Martins, Secretário Benedito Ruy e Deputado Estadual Eraldo Pimenta (MDB), em Belém.

A cidade de Itaituba continua sendo bastante agraciada pelo governo do Estado e, como prova disso, o governador do Estado, Helder Barbalho, estará em Itaituba no início do mês de junho próximo.

A vinda do governador à cidade pepita será para assinar uma Ordem de Serviço que contemplará o projeto de asfaltamento, que prevê 27 km de asfalto para as ruas do município de Itaituba.

O secretário estadual Benedito Ruy Santos Cabral, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (SEDOP), afirmou que já existe a empresa vencedora do processo licitatório para execução da obra, e a parceria firmada com Valmir Clímaco, Prefeito Municipal.

O vereador Daniel Martins, em viagem à Belém, está acompanhando de perto todo o processo para a adquisição de mais essa conquista para Itaituba.

Fonte: Giro Portal

FLORIANÓPOLIS/SC - BLOGUEIRA AFIRMA TER SIDO ESTUPRADA E ACUSA POLÍCIA DE PROTEÇÃO AO ACUSADO

Mariana aparece na companhia de um homem sendo levada para um lugar reservado de uma boate (Foto: Reprodução/internet)

O site O Dia publicou, na noite da última quinta-feira (23), imagens onde a blogueira Mariana Ferrer aparece sendo levada para um lugar reservado de uma boate em Florianópolis. A vítima na última semana ter sido vítima de estupro em dezembro do ano passado.



No vídeo, Mariana aparece sendo conduzida por um homem, ainda não identificado. Em outra cena, a Youtube aparece deixando o local e em seguida o suposto estuprador também aparece saindo do local.

Confira as imagens:


Após a denúncia da blogueira se tornar pública nas últimas semanas. Na época, ela faz um verdadeiro desabafo nas redes sociais e acusou as autoridades de estarem protegendo o estuprador e também a casa noturna onde o fato aconteceu.
Roupa da vítima usada no momento do crime
“Nunca imaginei que passaria por isso na minha vida. Tenho pesadelos horríveis que me fazem dormir só depois do dia clarear, sentia dores fortes pra urinar, dores no corpo, entre as coxas. Em contrapartida, vejo a polícia civil empenhada em proteger apenas o criminoso e o local do crime por se tratar de pessoas de ‘poder e dinheiro‘. Aonde está o apoio devido à vítima e sua família, que são devastadas por tamanha crueldade?”, cobrou.


(Com informações Jornal O Dia)

EDUCAÇÃO - UNIVERSIDADE PÚBLICA GASTA MUITO E EDUCA DE MENOS


As universidades públicas brasileiras gastam demais. E gastam mal. E educam de menos. Talvez isso não seja o que muitos manifestantes que foram às ruas protestar contra o contingenciamento feito pelo Ministério da Educação gostariam de ouvir…

É o que Leandro Narloch mostra em seu mais recente artigo, onde informa que há profundas distorções que precisam ser corrigidas no ambiente universitário. E esse é um debate que não pode mais ser adiado — muito menos agora, em meio aos protestos que tomaram as ruas do país.

Com esse artigo, Leandro Narloch sai da superfície e convida o leitor a uma reflexão. É um texto baseado em argumentos sólidos, com dados e exemplos construtivos sobre o que pode ser feito para destravar a universidade pública no Brasil.

Resultado de imagem para imagens de leandro narloch
Leandro Narloch
Preste atenção a esses dados que Narloch apresenta.

Confira:

“À parte a comunicação destrambelhada e o belicismo típico de adolescentes, o ministro da Educação está certo numa coisa: as universidades públicas brasileiras gastam demais e educam de menos. 

Um aluno da Universidade Federal do Rio de Janeiro custou em 2015 quase 6 mil reais por mês – mais que diversas faculdades estrangeiras com prêmios Nobel na estante. Apesar desse custo, a UFRJ mal consegue entrar entre as trezentas melhores universidades do mundo em rankings mundiais como o Times Higher Education. O problema não é tanto o governo cortar gastos das universidades, mas fazer isso sem viabilizar uma alternativa de financiamento privado.”

É isso mesmo.

Um aluno da UFRJ custa mais do que um estudante em diversas faculdades estrangeiras campeãs em Prêmios Nobel. Algo está muito errado nessa equação. Mas, por incrível que pareça, há uma saída para tamanho descalabro.

O autor passou as últimas semanas conversando com professores, reitores, especialistas em administração pública e estudiosos da área educacional.

A maioria deles sugeriu um modelo que já tem uma base legal, mas ainda esbarra em obstáculos burocráticos, entraves ideológicos e, sobretudo, no corporativismo dos funcionários públicos.

Leia um trecho:

“É o modelo do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). Em 2001, diretores do instituto tomaram uma decisão radical: extinguir o órgão que dirigiam e que existia desde 1952. No lugar dele, criaram uma Organização Social (OS) que passou a fechar contratos de gestão com o governo. Os funcionários continuaram como servidores públicos – foram cedidos pelo Ministério da Ciência e Tecnologia à nova instituição.

Desde então, o IMPA passou a contratar apenas pela CLT. Hoje menos de 10% dos funcionários administrativos são servidores; entre os pesquisadores, cerca de 50%. A folha de pagamento – que em geral morde mais de 80% do orçamento das universidades federais – não passa de 20% no IMPA. Cada vez menos a pesquisa científica ficará nas mãos de servidores.” É um texto que analisa, informa, esclarece. E, o mais importante: apresenta sugestões e críticas construtivas.

Oferece possíveis caminhos. Em meio a um debate muitas vezes pobre de argumentos, o artigo de Leandro Narloch é uma oportunidade para você entender o que se passa na universidade pública. Quais são as maiores dificuldades e o que pode ser feito para mudar esse cenário.


Fonte: Crusoé

CUIABÁ/MT - EXPOSIÇÃO DE CRIANÇAS, PELA OAB/MT, PARA SEREM ADOTADAS GERA REVOLTA


Por Estadão

O evento foi promovido pela Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da OAB-MT e pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara)

Segundo a OAB-MT,o evento encerraria ações da Semana da AdoçãoFoto: Divulgação / OAB-MT

Tal qual na época da escravidão, período vergonhoso do Brasil, quando se expunha os escravos em praça pública para serem analisados pelos possíveis compradores, assim muita gente, inclusive o CNJ, que mandou apurar, entendeu como uma exposição totalmente desnecessária.

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, instaurou, de ofício, pedido de providência para que a Corregedoria Geral de Justiça do estado de Mato Grosso preste informações a respeito de desfile de crianças que estão na fila de adoção, feito em um shopping center de Cuiabá, na última terça-feira (21/5).

Ministro Humberto Martins deu prazo de
 15 dias para a corregedoria se manifestar.
Luiz Silveira/Agência CNJ
O evento foi autorizado pela juíza de Direito da 1ª Vara Especializada da Infância e Juventude, Gleide Bispo Santos, e teve o apoio da Comissão de Infância e Juventude da Ordem dos Advogados do Brasil Seccional Mato Grosso.

Ao instaurar o procedimento, o ministro Humberto Martins considerou a competência da Corregedoria Nacional de Justiça para receber e denúncias de qualquer interessado relativas aos magistrados e tribunais e aos serviços judiciários auxiliares (artigo 8º, I, do Regimento Interno do Conselho Nacional de Justiça).
O desfile de crianças e adolescentes em passarela para adoção dentro de um shopping de Cuiabá, ocorrido na segunda-feira (20), causou polêmica. O evento foi promovido pela Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT) e pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara). 

A presidente da CIJ, Tatiane de Barros Ramalho, afirmou, em nota no portal da OAB-MT, que se tratava de "uma noite para os pretendentes a adotar poderem conhecer as crianças e os adolescentes". Segundo relatou, o evento encerraria ações da Semana da Adoção. 

"A população em geral poderá ter mais informações sobre adoção e os menores em si terão um dia diferenciado, em que irão se produzir, fazer cabelo, maquiagem e usar roupa para o desfile", disse a advogada.

A ação dividiu opiniões, com mais críticas do que apoio. Teobaldo Witter, do Conselho Estadual dos Direitos Humanos de Mato Grosso, disse que o evento "fere a dignidade das crianças e adolescentes". "A impressão que fica é que elas são mercadorias." A Defensoria Pública de Mato Grosso apontou que a ação pode causar "sérios sentimentos de frustração". 

Em nota na quarta-feira (22), a OAB-MT disse que "nunca foi o objetivo do evento apresentar as crianças e adolescentes a famílias para a concretização da adoção". Disse ainda que a realização do evento ocorreu com autorização judicial. O Pantanal Shopping, onde o desfile ocorreu, informou que "repudia a objetificação de crianças e adolescentes".

Diversas entidades co-irmãs da OAB/MT criticaram veementemente o desfile; a seccional de Mato Grosso da Ordem dos Advogados do Brasil divulgou nota esclarecendo o motivo de ter organizado e ressaltou que tudo foi autorizado pela juíza Gleide Bispo Santos, da 1ª vara Especializada da Infância e Juventude de Cuiabá.

Nas redes sociais, o evento foi comparado ao período da escravidão e criticado por expor jovens já fragilizados pela condição de órfãos.

Em sua nota, a OAB-MT afirma que o evento não teve como objetivo apresentar as crianças e adolescentes a famílias para a concretização da adoção. "A ideia da ação visa promover a convivência social e mostrar a diversidade da construção familiar por meio da adoção com a participação das famílias adotivas", diz. 

Porém, a explicação não foi comprada por muita gente. A Defensoria Pública do Mato Grosso afirma que o evento expõe os jovens ainda mais à situação de extrema vulnerabilidade social.

"Corre-se o risco de que a maioria dessas crianças e adolescentes não seja adotada, o que pode gerar sérios sentimentos de frustração, prejuízos à autoestima e indeléveis impactos psicológicos. A grande exposição da imagem dessas crianças e adolescentes pode levar à objetificação e passar uma ideia de mercantilização, fato que não coaduna com os princípios norteadores da Constituição da República Federativa do Brasil (CF/88) e do Estatuto da Criança e Adolescente (ECA)", diz a Defensoria do Mato Grosso. 

A Associação Nacional dos Defensores Públicos Federais (Anadef) também criticou o evento. Disse que o ato é uma grave violação aos direitos humanos ao tratar as crianças como um objeto de apreciação, podendo ocasionar graves efeitos psicológicos devido à exposição.

"Sabemos que, lamentavelmente, o processo de adoção no Brasil é bastante moroso e precisa ser aprimorado, mas é inaceitável qualquer ação que trate pessoas, de qualquer idade, raça ou religião, como uma mercadoria", afirma a Anadef.

A Associação Juízes para a Democracia divulgou nota repudiando o evento. Disse que o evento expôs de forma duvidosa, para não dizer desumana, às graves situações de extrema vulnerabilidade emocional e social a que estão expostos.

"Há várias outras formas e campanhas para adoção que não expõem as crianças e adolescentes e nem os revitimizam. No mencionado evento, além de serem ofertados como produtos, e não como sujeitos que são, corre-se o potencial risco de não serem adotados, mas serem revitimizados, gerando novo sentimento de abandono e lhes causando sérios impactos psicológicos, frustrações e dor pela rejeição", afirma a associação.

Fontes: Conjur e Diário do Nordeste

AVEIRO/PA - POR NÃO PRESTAR CONTAS DE 2018, TCM AUDITARÁ CONTAS


Gestão de Vilson Gonçalves virou alvo de Tomada de Contas Especial

Segundo o TCM, o prefeito de Aveiro não encaminhou prestações de contas de 2018

Gonçalves terá de apresentar defesa em 30 dias.

O Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Pará (TCM-PA) aprovou, em sessão plenária ordinária realizada no dia 9 de maio, a Resolução Administrativa Nº 008/2019/TCM-PA, que homologa a instauração de processos de Tomada de Contas Especial (TCE) em prefeituras, câmaras e demais unidades gestoras municipais que não cumpriram o dever legal e constitucional de enviar ao Tribunal suas prestações de contas dos exercícios financeiros de 2017 e 2018.


A Resolução Administrativa Nº 008/2019/TCM-PA traz, em seus Anexos I e II, a relação dos gestores, ordenadores ou chefes de Poder responsáveis, segundo a Lei Orgânica e o Regimento Interno do Tribunal, pela apresentação de prestações de contas de governo e gestão referentes aos exercícios financeiros de 2017 e 2018, que não cumpriram com o dever constitucional e legal de prestar contas.

Além de se preocupar com a eterna briga com o SINTEPP aveirense, agora terá mais uma dor de cabeça, pois integra a lista do TCM haja vista que o prefeito de Aveiro, Vilson Gonçalves, não encaminhou ao órgão de controle externo, as prestações de contas do 1º, 2º e 3º Quadrimestres do exercício 2018, referentes ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e do Fundo Municipal de Assistência Social (FMAS). A 7ª Controladoria do TCM-PA será a responsável pela Tomada de Contas Especiais no município de Aveiro. Ainda segundo o Tribunal, outra prestação de contas que não foi enviada, refere-se ao Fundo Municipal de Meio Ambiente (FMMA), neste caso tendo como ordenador de despesa o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Antonilson D’Angelo Macedo.

NÃO É SÓ AVEIRO/PA

Em relação ao exercício de 2017, 12 unidades gestoras não prestaram contas. 

Os municípios atingidos são 10: Santa Bárbara do Pará, Piçarra, Rio Maria, Sapucaia, Breves, Concórdia do Pará, Jacundá, Rondon do Pará, Tailândia e Juruti.

Já em relação ao exercício de 2018, 62 unidades gestoras não prestaram contas. Os municípios atingidos são 36: Belém, Colares, Faro, Magalhães Barata, Nova Esperança do Piriá, Tucuruí, Santa Bárbara do Pará, São Miguel do Guamá, Ipixuna do Pará, Paragominas, Santo Antônio do Tauá, São Caetano de Odivelas, Sapucaia, Maracanã, Santarém Novo, Bagre, Barcarena, Breves, Cametá, Melgaço, Muaná, Cachoeira do Arari, Cametá, Salvaterra, Acará, Baião, Bujarú, Concórdia do Pará, Curionópolis, Eldorado dos Carajás, Itupiranga, Tailândia, Aveiro, Juruti, Oriximiná e Prainha.

NOTIFICAÇÕES: Os ordenadores de despesas que serão alvos das Tomadas de Contas Especiais receberam notificações e outras comunicações, através do Sistema de Processo Eletrônico (SPE), para regularizarem a situação de inadimplência, porém não o fizeram, enquadrando-se, dessa forma, na condição de omissão, passível de instauração da TCE e demais penalidades decorrentes, em especial, a de ter as contas consideradas irregulares (art. 45, inciso III, alínea “a”, da LC nº 109/2016).

A instrução das Tomadas de Contas Especiais será procedida pelas Controladorias, após a publicação da Resolução Administrativa Nº 008/2019/TCM-PA no Diário Oficial Eletrônico do TCM-PA, observando a prevenção do grupo de municípios inadimplentes, objetivando a citação dos ordenadores e/ou chefes de Poder, para que apresentem defesa, no prazo máximo de 30 dias.

A Tomada de Contas Especial é um processo administrativo devidamente formalizado, com rito próprio, para apurar responsabilidade por ocorrência de dano à administração pública a fim de obter o respectivo ressarcimento. O TCE tem por base a apuração de fatos, a quantificação do dano, e a identificação dos responsáveis. Sua instauração tem por pressuposto as seguintes irregularidades: omissão no dever de prestar contas; não comprovação da aplicação dos recursos; ocorrência de desfalque ou desvio de dinheiros, bens ou valores públicos; e prática de qualquer ato ilegal, ilegítimo ou antieconômico de que resulte dano ao erário. (Com informações TCM).

Por: Edmundo Baía Junior

Fonte: RG 15/O Impacto

23 de maio de 2019

SANTARÉM/PA - CAMPANHA PETISTA EM PROL DE BANDIDO NA UFOPA, É DENUNCIADA POR PROCURADOR


Caros leitores e leitoras do blog, prestem BEM atenção no rodapé da foto acima e vejam quem patrocina a 'palestra' de Fernando Haddad no auditório da Universidade Federal do Tapajós-UFOPA (abaixo, publicarei o cartaz, do mesmo evento, distribuído por simpatizantes esquerdistas nas redes sociais); a suposta palestra é para dar cunho 'científico' e de 'legalidade' à descarada campanha política de Haddad e dos partidos de esquerda que, mesmo fora do poder, procuram usar bens públicos em proveito próprio e, pior, para pedir a soltura de um ladrão, Lula, condenado em três esferas judiciais.

A visita do político Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT), à universidades federais no Pará tem causado polêmica, principalmente nas redes sociais, por causa do uso de espaço público por parte de Haddad.

Em Santarém, na manhã da próxima sexta-feira (24), Haddad participará de um ato político na Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA). O evento faz parte da “Caravana Lula Livre”.

O descarado deputado federal petista Airton Faleiro fez questão de mostrar, sem qualquer constrangimento, que a 'palestra' na UFOPA nada mais é do que a infame campanha 'LULA LIVRE', conforme imagem abaixo. É muita cara de pau!!

Porém, uns simpatizantes do Ladrão, após a polêmica causada com o convite do deputado descarado, postaram o cartaz da 'palestra', mas sem os patrocinadores. Porém, como o diabo é moleque, o rabo do PT ficou à mostra, como se verifica abaixo. É mais uma tentativa do PT em ludibriar o povo brasileiro. Mas, o melhor é saber que muitos que perguntam pelo Queiroz, estarão no auditório da UFOPA. É o sujo falando do mal lavado!


Ato 2 

Na mesma sexta-feira, mas durante a tarde, o candidato derrotado na última eleição presidencial, participa de outro ato político, desta vez na Universidade Federal do Pará (UFPA), em Belém. 

Aqui cabe, uma pergunta: Quem está pagando essas despesas, exceto o uso dos prédios públicos?

O procurador da República, Ailton Benedito, afirmou em seu Instagram que iria encaminhar notícia desses fatos ao Ministério Público Federal (MPF) para que “providências pertinentes” sejam tomadas. Assim, esperamos que o MPF se manifeste o mais rápido possível e corte o mal pela raiz.

Veja abaixo print do procurador:




Texto adaptado de postagem de Augusto Alves 

RIO BRANCO/AC - ESTUDANTE QUE PROCESSOU PROFESSORA, É OBRIGADO A INDENIZÁ-LA

Docente do curso de Letras foi processada após ironizar pessoas que se orgulham de dizer que não gostam de ler


Fachada da Universidade do Estado do Acre. (ASCOM/Divulgação)

Não é somente no ensino infantil que se encontra aluno mimado, marrento, com necessidades 'especiais', como ser o centro das atenções e que nunca deve ser contrariado. Dessa estirpe é o estudante do curso de Letras da Universidade Federal do Acre (UFAC), que processou uma professora por "perseguição", mas a Justiça acabou condenando o autor da ação por litigância de má-fé. 

Para o Juizado Especial Cível de Rio Branco, o aluno é o "real responsável pela perseguição" e deve indenizar a docente Vera Lúcia de Magalhães Bambirra em R$ 3 mil por danos morais.

Durante o curso, Alex Sandro protagonizou vários embates em sala de aula.

A sentença foi publicada na última terça-feira, 30 de abril e cabe recurso. O universitário Alex Sandro Souza e Silva ingressou com a ação em 2018 pedindo, além da indenização, que a professora - que também foi coordenadora do curso - se retratasse publicamente pela suposta perseguição.

Vera Bambirra, a professora - Imagem: Facebook

Durante o curso, Alex Sandro protagonizou vários embates em sala de aula por assuntos como o ar-condicionado. O estudante afirma que discutiu com um colega por causa da temperatura em sala e foi ameaçado, mas a então coordenadora não tomou qualquer atitude. 

O autor da ação admite que, durante discussões com colegas, chegou a dar garrafadas e arremessar cadeiras. Semanas depois, ele passou por um processo disciplinar na universidade e foi suspenso das atividades letivas por trinta dias.

Em outra ocasião, acusou a professora de o constranger ao falar durante uma aula que "tem gente que bate no peito dizendo que não gosta de literatura, como se estivesse abafando". De acordo com o estudante, o comentário da docente foi motivado pelo fato de ele não gostar de romances longos; já a professora afirmou que faz o comentário em todas as turmas.

A convivência ficou mais tensa quando Alex Sandro perdeu a assistência estudantil que possuía após análise de uma junta médica. Ele havia apresentado na matrícula um laudo de epilepsia, condição que, de acordo com a universidade, não caracteriza deficiência que possa ser enquadrada no programa de Educação Especial.

A partir daí, segundo testemunhas, o aluno começou a agir de forma mais agressiva. No processo consta um relato de que o estudante chegou a perseguir Vera Lúcia e bloquear a entrada da casa da docente. Também foram anexados registros de redes sociais do estudante em que ele ameaçava publicamente a professora, a chamava de "mau caráter" e "mentirosa" e a ofendia de forma machista.

Vera Lúcia afirma que o processo foi uma retaliação de Alex Sandro, após ela registrar um boletim de ocorrência na Delegacia da Mulher.

Defesas

Fagne Calixto Mourão, que consta no processo como advogado do autor da ação, afirmou que atuou apenas como defensor dativo na audiência, já que o estudante ajuizou o processo sozinho. A reportagem tentou contato com Alex Sandro Souza e Silva. O espaço está aberto para manifestação.

A reportagem tentou contato com a Universidade Federal do Acre (UFAC) e com a defesa da professora Vera Lúcia Magalhães Bambirra. O espaço está aberto para as manifestações.

22 de maio de 2019

CASO WINGLYA - CONTINUA A BUSCA

Winglya Aboim

Manifestação de familiares e amigos em frente à Delegacia de Polícia Civil de Itaituba, sudoeste do Pará, visa chamar atenção das autoridades para o caso; amigos e familiares já realizam buscas em áreas próximas à residência onde a jovem morava.

O caso da jovem Winglya Aboim Lopes, de 25 anos, misteriosamente desaparecida desde o último dia 08 de maio e, depois de 13 dias de total mistério, tal história parece longe de ter um desfecho feliz, pois, apesar de toda a repercussão do caso, principalmente nas redes sociais, nenhuma informação sobre o seu paradeiro surgiu. Não há absolutamente nenhuma pista de onde estaria a jovem.

Reunião de amigos e familiares, realizada nesta terça-feira.

Diante das incertezas, amigos e familiares, durante uma reunião que aconteceu no final da tarde desta terça-feira (21) no bairro Campo Belo, decidiram organizar um ato público em frente a 19ª Seccional de Polícia de Itaituba nesta quarta-feira (22), às 16h. O ato visa chamar atenção das autoridades para o caso e, assim que seja criad uma força tarefa para buscas, ou mesmo que os trabalhos de investigação avancem no sentido de levar a solução do caso.

Veja o video da manifestação


Na reunião, um dos pontos abordados foi estratégia para a realização de buscas feitas por particulares, no entorno do loteamento Campo Belo, bairro onde Winglya morava juntamente com o ex marido e o filho. 

O pai da jovem, Adamor Peres Lopes, há dois dias vem fazendo buscas na mata por conta própria. Em uma delas, contou com o apoio de um grupo especializado em buscas

Entenda o caso

A jovem Winglya não é vista na cidade desde o dia 8 de Maio. Segundo a família, a última pessoa que a viu pessoalmente, foi uma vizinha, quando lhe entregou um convite de aniversário na residência da desaparecida, numa quarta-feira.

Em conversa com o Giro, a irmã de Winglya disse que o último contato entre as duas foi numa quinta-feira, 2, deste mês de maio, quando passaram o dia juntas. Desde então, não tiveram mais contato algum, já que Winglya estava sem celular.

Outra pessoa que também viu a jovem  Winglya antes do desaparecimento, foi a proprietária de um salão de beleza no residencial Vale do Piracanã. Winglya foi levada até lá pelo ex marido, Arlisson Sousa, com quem manteve um relacionamento amoroso de 7 anos, reaultando um filho, que hoje tem 2 anos de idade. 

Ainda segundo a família, o relacionamento do casal era bastante conturbado e, atualmente, na prática, não seriam mais marido e mulher, apesar de ainda morarem juntos.

Winglya e o ex marido, Alisson

Uma das peças chaves para a solução do caso, o ex marido, viajou poucos dias após o desaparecimento, juntamente com o filho pequeno. Ele teria ido, inicialmente, para Manaus/AM e, em seguida, para uma cidade no estado do Maranhão, onde estaria por conta de férias do trabalho.

Em sua versão dada à família, Alisson afirma que Winglya saiu de casa sozinha, na madrugada de quinta-feira, dia 8 de maio, por volta da 1h. Ele disse, ainda, que ela saiu levando o valor de R$ 600,00 de sua carteira.

Poucos dias antes de desaparecer, Winglya descoloriu os cabelos, pois estava com os cabelos totalmente loiros, como na foto abaixo.


Fonte: Giro Portal

REVOLTADO(A), TRAVESTI FAZ COBRANÇA DE PROGRAMA A PASTOR EM PLENA IGREJA. PASTOR SE DEFENDE


Da Redação (IstoÉ)

O vídeo em que uma travesti invade uma igreja durante o culto, viralizou nas redes sociais. A filmagem aconteceu supostamente em uma Assembleia de Deus em Pernambuco, mas o local e a data não foram revelados.

A travesti, que não teve o nome divulgado, entra no local para cobrar uma dívida que o pastor teria com ela. “Vai lá, dá o c*, chupa pau e não quer pagar”, diz a travesti, nervosa, indicando que o religioso não pagou pelo valor combinado com ela.

A confusão foi gravada e colocada nas redes sociais por fieis que estavam acompanhando o culto.

Veja abaixo o vídeo:



A DEFESA DO PASTOR


O pastor David Gomes gravou um vídeo para esclarecer a polêmica que ele tem vivido desde que teve sua vida exposta na internet, quando um travesti adentrou à nave da igreja onde ele ministrava, para cobrar um suposto programa que teria tido com o homossexual.

David veio a público para dar sua versão dos fatos sobre a polêmica que, segundo o pastor, nunca foi verdade. O pastor fez a sua defesa ao lado de sua esposa Elizabeth Gomes  para atestar a versão do marido.

David afirmou que tudo não passou de uma farsa para derrubá-lo:

“Foi pago por uma pessoa muito maldosa, que não teme a Deus; profanou a casa de Deus e é uma pessoa invejosa que fez isso pra poder denegrir a minha imagem”, disse o pastor.

A esposa do pastor também entrou na frente para defender o esposo, afirmando que qualquer um que tenha pouca noção da internet, consegue fazer montagens melhores do que as que foram feitas. Segundo Elizabeth, circulam também prints de conversas no whatsaap e fotos do facebook, que teriam sido roubadas para simular uma falsa conversa entre o pastor e a travesti, a fim de denegrir a imagem do pastor em ascensão.

O pastor ainda citou a Bíblia e disse que tudo não passou de uma grande trama para prejudica-lo. Elizabeth ressaltou que a pessoa que filmava o episódio já estava com o celular pronto para a filmagem, e ainda perguntou qual era o nome do pastor que o travesti estava procurando para receber.

Apesar de tudo, o pastor David Gomes afirmou ter recebido todo o apoio de sua igreja e superiores diante do ocorrido. E afirmou que já passou por coisas muito piores na vida. Ele revelou que enterrou um filho no ano passado e ainda está de luto pelo menino.

A esposa de David pediu respeito à família dela eàa outra filha de 8 anos do casal e que já começa a entender a situação. Elizabeth Gomes disse que sempre esteve ao lado do marido nos 13 anos de casados e para ela, nada muda.

David concluiu pedindo orações e pediu aos internautas que não propagassem notícias antes de saberem se é verdade. Ele ainda confessou que já perdoou quem armou tudo isso.

Apesar de todo o apoio que recebeu de muitos internautas, alguns ainda disseram que só acreditariam na palavra do pastor se ele prestasse queixa pela difamação e fizesse boletim de ocorrência e levasse o caso até as últimas consequências. Porque, sem medo de ser investigado, provaria que o pastor estaria falando a verdade.

Assista o vídeo abaixo:

Fonte: https://www.ofuxicogospel.com.br